Uncategorized

Senador requer que a Procuradoria ouça Pagot

Do :

O senador Pedro Taques (PDT-MT) protocolará no Ministério Público Federal, nesta segunda (4), uma representação inusitada. Vai requerer à Procuradoria que se digne a ouvir o que tem a dizer o doutor Luiz Antonio Pagot.

Ex-diretor do Dnit, Pagot insinua há semanas que tem muito a dizer sobre o assédio dos políticos às arcas do departamento que cuida das estradas federais. No último final de semana, incluiu na sua prosa duas caixas presidenciais da campanha de 2010: a de Dilma Rousseff e a de José Serra.

Há na CPI do Cachoeira mais de uma dezena de pedidos de convocação de Pagot. “Esses requerimentos não chegam à pauta de votação”, lamuria-se Taques. “Duvido que me chamem. Muitos ali têm medo do que posso contar”, desafia Pagot.

“Nao é razoável que esse cidadão, há mais de um mês, diga que tem fatos graves a revelar e ninguén queira ouvi-lo”, inquieta-se o senador. “Ele dá conta de crimes. O orçamento do Dnit, amazônico, é um ralo da corrupção. Ele está louco para falar. Então, precisamos atender essa vontade gigantesca do senhor Pagot de ajudar a República. O Ministério Público tem a obrigação constitucional de ouvi-lo.”

3 Comentários

  1. É Senador, vai ficar no requerimento, a CPI do Lula, controlador mor, não vai aceitar que alguém exponha a sujeirada do governo do PT.
    Infelizmente essa CPI é só para mostrar os podres dos outros mas o “limpinho e ético ” PT vai continuar se lambuzando pelo menos menos até o julgamento do mensalão.

  2. Vigilante do Portão Reply

    Esse PILANTRA, quando teve oportunidade de se manifestar, NADA DISSE.

    Lembram,

    Convocaram a imprensa, parlamentares acorreram ao Congresso e o Pilantra falou que não havia nada para ser dito.

  3. Creio que não fique só no requerimento não, por isso que o Sen. Taques, pediu ao MPF que colha o depoimento de Pagot e o MPF não vai deixar passar em branco. O Sen. Taques é oriundo do MPF e sabe muito bem o que está pedindo com seu requerimento e sabe que o MPF, órgão que ele sempre trabalhou e defendeu, não o vai deixar na mão.

Comente