Uncategorized

Caminhão que provocou morte de 15 na BR-277 carregava maconha

De Denise Mello e Bruno Henrique com Rádio Campo Aberto:

Enquanto as equipes de resgate da Ecocataratas e Defesa Civil de Guaraniaçu e Cascavel retiravam os corpos das ferragens da van, onde 15 pessoas morreram e duas ficaram feridas, a PRF/Policia Rodoviária Federal encontrou maconha escondida no caminhão que causou o acidente. Ainda não se sabe a quantidade da droga.

O grave acidente na madrugada desta terça-feira (12) deixou 15 mortos no Km 482 da BR 277 em Nova Laranjeiras/PR. O acidente aconteceu por volta das 3 horas e envolveu um caminhão VW/23.220 de São Paulo carregado com madeira (depois descobriu-se a droga) e uma van da empresa SVR Transportes de Castro/PR.

O caminhão, que vinha de Foz do Iguaçu, era conduzido por Jose Antonio Temoteo da Silva, de 43 anos, que ficou gravemente ferido, foi socorrido pela equipe da Ecocataratas, mas morreu no hospital. O motorista da van, Sergio da Rosa, morreu no local junto com outras sete pessoas. Outros seis feridos foram encaminhados para hospitais da região mas não resistiram aos ferimentos. Segundo informações da Ecocataratas, apenas dois passageiros da van conseguiram sobreviver.  Vladimir Fernandes, de 15 anos, foi interando em estado grave na UTI do Hospital São Vicente, em Guarapuava. O outro sobrevivente, Ogineu Gonçalves, 25 anos, morador de Carambeí, teve ferimentos moderados e não corre risco de morte.

O caminhão, que  seguia sentido Foz do Iguaçu, invadiu a pista contrária batendo de frente com a van em um trecho de reta. Todos os passageiros da van eram da região de Ponta Grossa. Eles seguiam para Cidade do Leste para fazer compras.

A pista da BR-277 está parcialmente liberada. Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal de Cascavel.

Saque

A Ecocataratas também informou que, logo após o acidente, índios da região saquearam parte da carga de madeira do caminhão.

13 Comentários

  1. Pinoteado da Penita Responder

    Depois ainda dizem que Maconha NÃO Mata ninguém. Pesames aos familiares.

  2. Quantas mortes ainda serão necessárias.
    Somas fabulosas arrecadadas via pedágio todos os anos e as melhorias efetivas como a DUPLICAÇÃO ?
    Contratos mal elaborados ( pelo menos sob a ótica do usuário ) que não comtemplam no decorrer do contrato um número mínimo de KM duplicados a cada ano…
    Uma vergonha continuarmos aceitando passivamente esse massacre…

    Com a palavra os Srs. concessionários.

  3. Parreiras Rodrigues Responder

    Enquanto a fiscalização toda – PRF e RF, não tiverem efetivos e meios técnicos para exercer com severidade as suas atribuições, drogas e armas passarão, na base de uma apreensão por dez, vinte, ou então, devido talvez à situação emocional do motorista contrabandista como o caso ai de cima, a interrupção da viagem, mesmo provocando uma desgraça dessa.

    A maioria, repito pela enésima vez, das apreensões, se deve à denúncias anônimas – feitas por gente descontente, passada prá trás, ou por disputa de território.

    A pergunta que não quer calar: Causa de quê o Governo Federal abre as pernas pro narcotráfico? Dinheiro pro Haiti, prá estradas na Bolívia, prá futuros elefantes brancos resultantes das obras da Copa 14, sobra.

  4. Vão 15 vidas a mais na conta da Concessionária e do “des”governo estadual, austero e transparente. Para quem viaja só de avião isso não faz a menor diferença!!!

  5. kkkk……..é COISA DO PT….não é assim que a PTista faz propaganda no combate as drogas?

  6. Já postei comentário apenas demonstrando minha indignação
    mas a censura não publicou

  7. Vou tentar de novo :

    É bom lembrar :
    BR277

    – Inicio da concessão BR 277: novembro de 1997

    – Prazo da concessão : 24 anos
    Trecho : 740 km ( sendo 130 km já duplicados anteriormente )

    – Após o Período de 14,5 anos (1997 a 2012 )
    Ainda faltam : 540 km em pista simples

    apenas 70 km duplicados em 14,5 anos de vigência da concessão

    E assim continuaremos impassíveis assistindo às tragédias ( + 6,5 anos )

  8. O pior nesta história toda é ver os indígenas saqueando a carga que continha produtos eletrônicos e drogas, mas o que me deixou ainda mais estarrecido foi saber que estes mesmos indígenas roubaram as vítimas, as carterias e pertences pessoais foram literalmente roubados pelos índios.

    E agora, a lei será aplicada a eles também? A justiça vai punir estes roubos absurdos, pois as vítimas, algumas ainda vivas, foram covardemente roubadas por estes cidadãos.

    Vergonha!

Comente