Uncategorized

Projeto que libera venda de bebidas na Copa de 2014 avança na Alep

Da :

O autor do projeto que prevê a proibição de bebidas em estádios de futebol, deputado Leonaldo Paranhos (PSC), vai tentar convencer os deputados a votarem contra as emendas que modificam a proposta. Com as alterações, a redação final do projeto prevê a liberação da comercialização de álcool em eventos esportivos, inclusive durante a Copa de 2014. A proibição valeria apenas para partidas do campeonato estadual.

As mudanças foram feitas pelo relator do projeto na Comissão de Constituição e Justiça, o deputado Fernando Scanavacca (PDT) e pelo deputado Nereu Moura (PMDB). Paranhos apresentou um recurso para tentar manter a redação original, mas o pedido foi negado nesta semana na CCJ. O deputado disse que agora vai tentar convencer os deputados a votarem contra as bebidas em estádios, quando o projeto for a plenário.

A proposta ainda precisa passar pela Comissão de Esporte, antes da votação, que deve ocorrer na semana que vem. Na semana passada, a presidente Dilma Rousseff sancionou a Lei Geral da Copa, que suspende o estatuto do torcedor e com isso permite a venda de álcool em estádios de futebol. No entanto, segundo certas interpretações, com a suspensão da lei federal passam a valer as legislações estaduais. Alguns estados do país possuem leis para proibir a venda de álcool em estádios de futebol.

6 Comentários

  1. GRANDE MESTRE... Responder

    Tem que aprovar mesmo….. Serão apenas 2 ou no máximo 3 jogos, com torcida composta basicamente por turistas….. Eles irão voltar de taxi ou carona ou tranporte coletivo para seus hoteis.
    Se quisessem somente ficar bêbados, pasta passar no boteco da esquina, no supermercado, no posto de combustível, na padaria, ou no raio que o parta e encher a caveirinha !!!!
    Libera essa coisa de uma vez e parem de criticar, cambada de falsos moralistas !!!

  2. Pouquíssimas vêzes ouvi falar em Leonaldo Paranhos.
    Pela sua insistência hipócrita num assunto tão banal, tão reles, e já definido em Brasília pelo menos para os jogos da Copa, ou o cara desconhece os fatos, ou NÃO TEM NADA MESMO A FAZER!

  3. Essa proibição de álcool dentro dos estádios é algo absurdo. Um retrocesso!
    Como se isso fosse a razão para haver brigas, confusões e mortes, o que acontece FORA DOS ESTÁDIOS, diga-se de passagem.

    Quem quer arranjar confusão, bebe antes, não são 2, 3 cervejinhas no momento do jogo que irão deixar o torcedor violento, descontrolado.
    Santa ignorância, bátimã!

  4. Paranhos está certo em manter o que na verdade já está no estatuto do torcedor. Nosso país teria que manter suas conquistas, mas já que cedeu em brasília, que o Paraná seja exemplo! Quem já vem embriagado também não entra no estádio, preservando o bom torcedor e as famílias.

Comente