Uncategorized

Francischini inicia
série de palestras sobre segurança pública

O deputado Fernando Francischini vai ocupar boa parte de seu tempo a partir de agora a fazer uma das coisas de que mais gosta. Vai dar uma série de palestras sobre segurança pública em Curitiba. Francischini reuniu os dados mais recentes sobre criminalidade na capital e prepara o decálogo do que ainda precisa ser feito para melhorar a segurança da população.

“Vou ser propositivo, não vou falar de pessoas e suas responsabilidades. Vou tratar da insegurança que amedronta todos os curitibanos que clamam por polícia nas ruas”, disse o deputado.

14 Comentários

  1. Deputado diante das heranças recebidas por governos anteriores, e o tratamento do atual governador fica difícil falar em segurança.
    O índice de homicídios no Paraná mais que triplicou nas últimas três décadas, de acordo com o Mapa da Violência 2012. O estudo foi elaborado com base em informações do Ministério da Justiça e do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde. Em 1980, o estado teve um índice de 10,8 mortes para cada 100 mil habitantes. Em 2010, esse número chegou a 34,4 homicídios para cada 100 mil habitantes.
    Segundo os dados do estudo, o Paraná teve a nona maior taxa de homicídios registrados para cada 100 mil habitantes em 2010. Em 2000, o estado ocupava a 16ª colocação, dentre as 27 unidades federativas.

  2. O nobre deputado sabe que segurança pública é um problema mundial e não é com palestrinha que o problema será resolvido e como delegado sabe disso menos demagogia em época de eleição.

  3. Francishini, só não esquece de convidar quem realmente vive a segurança pública diária,de fato e de verdade para discutir um assunto tão importante para o povo Paranaense.

  4. eu acho que seria melhor ele ficar em Brasilia e cumprir as obrgações para as quais é muito bem pago.

  5. Por favor cirem um site para que possamos elogiar e denunciar e/ou elogiar: Políticos, funcionários (professores, médicos, hospitais, policiais …) – Uma espécie de diesque denúncia …

  6. Ta bom! Então ao invés de fazer o trabalho legislativo para que foi eleito, vai ficar por aqui destilando rancor. Cada vez o negocio fica pior.

  7. Parreiras Rodrigues Responder

    Curitiba é a primeira maior parada dos transportadores das drogas e armas procedentes dos países exportadores – assim ó, com o governo petista, simpático às Farc, generosa doadora de campanhas.

    O governo brasileiro doou cinco aviõesprá Bolívia semana passada. Nem um prá PF de Foz ou de Guaíra.

    Querem que eu desenhe?

  8. Ele devia sair a campo e prender a ladrãozarada a laço, se ele mostrar aos marginais a metade da brabeza que usou com o Dr. Rosinha, os bandidos vão tremer…

  9. Loop, existe o disque denuncia criado pelo Dep. Francischini – 41-3077-4538 canal direto com o Deputado, onde as denuncias são encaminhadas aos órgãos competentes, e o acompanhamento é feito pela equipe de assessores do Deputado, com sigilo absoluto.

  10. Por favor fala da situação ou melhor do caos que se encontra a central 190 de Curitiba que também atende a região metropolitana… Deputado salve o 190. Nao adianta falar com o chefe de la que ele vai dizer que esta tudo bem, faca uma investigação só pra ter ideia faz exatamente dois anos e meio que sequer tem identificação de chamadas, as cadeiras estão pra desmontar e o pior os computadores estão muito sucateados. Pior que o comando não pode falar a verdade pois o senhor sabe como funciona se for falado a verdade.

  11. Enquanto a gestão política estiver acima da gestão pública nada funciona. A menos que propusesse um plano diretor para a área de segurança, pois só desse modo, a questão pública ficaria acima da política. Só falar e palestrar não adianta.

  12. ventos nenhum ajudam embarcacoes que não sabem em qual porto atracam. (Fernando Pessoa). isso serve para o Fernando Francischini pensar, ou virar Bradock.

Comente