Uncategorized

Obama decreta NY região de ‘grande desastre’

Sandy deixa 15 mortos nos EUA e um no Canadá e pode causar prejuízos de até US$ 15 bi.

De O Globo, com agências internacionais:

NOVA YORK – A Costa Leste dos EUA estava preparada para o pior com a chegada da tempestade extratropical Sandy. Considerada antes um furacão, a tormenta foi rebaixada de categoria antes de atingir Nova Jersey, mas deixa um grande rastro de destruição no país. Até agora, 15 pessoas já morreram – além de um homem no Canadá, 7 milhões de pessoas estão sem luz, segundo a rede NBC, e prejuízos podem ultrapassar US$ 15 bilhões. Nesta terça-feira, o presidente Barack Obama declarou os estados de Nova York e Nova Jersey regiões de “grande desastre”.

Em Nova York, o nível de água atingiu altura inédita desde 1821. No centro de Manhattan, por exemplo, a água ultrapassou os quatro metros. Segundo o governador de Nova York, Andrew Cuomo, quase 2 milhões de moradores estão sem luz só no estado. Os túneis de metrô foram inundados durante a madrugada, e a previsão de autoridades é que a água só seja retirada entre 14 horas e quatro dias após a passagem de Sandy.

No Queens, 50 casas foram incendiadas na madrugada desta terça-feira e até agora bombeiros tentam controlar fogo. O hospital da Universidade de Nova York precisou retirar seus mais de 200 pacientes após falhas no gerador.

Em Nova Jersey, outro dos estados mais afetados na Costa Leste americana, uma barragem rompeu nesta manhã e alagou as cidade de Moonachie, Little Ferry e Carlstadt com 1,5 metro de água em alguns pontos.

– Foi uma noite de extrema dificuldade. Estamos fazendo o melhor que podemos. Nossa cidade está em perigo agora – disse Ralph Verdi, chefe da polícia de Little Ferrie, à CNN, explicando que a cidade já está 75% submersa.

As mortes mais recentes registradas aconteceram em Long Island, em Nova York, elevando para sete as vítimas no estado. Três pessoas morreram em Nova Jersey em decorrência da queda de árvores. Em Susquehanna County, na Pensilvânia, um menino de 8 anos morreu depois de ter sido atingido por um galho de árvores. Outra morte foi registrada no mesmo estado. Em Maryland, uma mulher bateu com o carro em uma árvore e faleceu. Na Virgínia Ocidental, outra mulher colidiu com um caminhão em meio a uma tempestade. Na Carolina do Norte, o corpo de uma mulher, que estava em um navio que encalhou na costa no domingo, foi encontrado durante a noite. Em Toronto, no Canadá, uma mulher morreu pelo impacto de uma placa de publicidade que se desprendeu por causa da tempestade.

Depois de passar por Nova York, a região entre Nova Jersey e Connecticut é a que corre o maior risco, explicaram meteorologistas. A tempestade se fortaleceu ainda nas primeiras horas de segunda-feira e se desloca a 50 km/h, com ventos de mais de 145 km/h. A chuva, o vendaval e a neve estarão presentes desde a Carolina do Norte até Nova Inglaterra. A parte baixa da ilha de Manhattan é a mais vulnerável aos alagamentos, o que obrigou desde domingo o fechamento de metro e depois, na segunda-feira, de duas pontos que conectam a região com o Brooklyn e Nova Jersey. Desde que passou pelo Caribe, Sandy já deixou 83 mortos.

Comente