Uncategorized

Deputado pede CPI dos institutos de pesquisas eleitorais

De Erich Decat, Folha:

O líder do PDT na Câmara, deputado André Figueiredo (CE), protocolou nesta quarta-feira (31) na Câmara pedido de criação de uma CPI para investigar a conduta dos institutos de pesquisas de intenção de voto durante as eleições municipais deste ano. Segundo ele, o requerimento de criação da CPI contou com 225 assinaturas, 54 a mais do que o necessário.

Figueiredo citou como exemplos de pesquisas que causaram “confusão” ao eleitor as realizadas nas cidades de Curitiba, Fortaleza e Manaus no primeiro turno da disputa municipal. Em Curitiba, até a vépera do pleito do primeiro turno, o candidato Gustavo Fruet (PDT) aparecia na terceira posição, segundo os institutos de pesquisas. O candidato, no entanto, foi para o segundo turno e venceu a disputa.

O líder do PDT disse também que o foco da CPI será o de investigar possíveis compras de pesquisas encomendadas e a metodologia aplicada pelas empresas.

“Tem chegado ao nosso conhecimento de que em algumas cidades existem ruas com 10 a 15 institutos e quem pagar mais leva a pesquisa favorável ao seu candidato. É isso que queremos averiguar”, afirmou o deputado.

Segundo ele, antes de se iniciar as investigações será necessário o levantamento das pesquisas registradas nos TREs (Tribunais Regionais Eleitorais) para se fazer um filtro daquelas em que ocorreram “deturpações” com o resultado final das urnas.

O pedido de criação desta CPI entrará na fila da Casa. Atualmente, aguardam para serem instaladas outras oito comissões.

4 Comentários

  1. valdemir argenta (neco) Responder

    Parabens ao deputado,vamos averiguar tais posturas destes institutos,pois para mim nao sao confiaveis em certas sircustancias,portanto vale apena tomar rumos de esclarecimentos sobre tal assunto.Abraços.

  2. – PARALELAMENTE, PODERIA SER CRIADA A “CPI” DAS URNAS ELETRÔNICAS.
    – PORQUE SERÁ QUE PAÍSES MAIS ADIANTADOS DO QUE O BRASIL EM TECNOLOGIA, NÃO QUEREM SABER DA TAL URNA????.

  3. VLemainski - Cascavel Responder

    Não precisa de CPI. Basta adicionar à lei a proibição da sua divulgação como foram proibidos a distribuição de brindes e a realização de showmícios. Nada me convence de que a divulgação de pesquisas tem a ver com as abstenções eleitorais. Afinal, divulgar pesquisas, o que contribui positivamente para o pelito eleitoral?

Comente