Uncategorized

Richa cobra rigor na apuração e punição de excessos policiais

“Não admito excessos. Quando comprovado que houve abuso, a punição deve ser exemplar”, afirmou o governador.

O governador Beto Richa determinou que a Secretaria da Segurança Pública e os comandos da Polícia Militar e Polícia Civil façam uma apuração rigorosa de todos os casos de excessos cometidos por policiais. “Quando comprovado que houve abuso, a punição deve ser exemplar”, afirmou.

Richa disse que o governo estadual está oferecendo o suporte necessário para que as forças policiais garantam segurança à população. “Não admito excessos. Os nossos policiais recebem treinamento adequado e devem tratar os cidadãos com respeito”, alertou o governador.

Beto Richa exigiu agilidade na investigação de uma denúncia de abordagem violenta no último final de semana, em Curitiba, envolvendo PMs, moradores do Bairro Alto e uma advogada. “A grande maioria dos policiais tem conduta correta, mas pela natureza do serviço policial, que é proteger as pessoas, não se admite exceções”.

Segundo Richa, hoje as corregedorias das policias Militar e Civil tem plenas condições de investigar denúncias e aplicar as punições cabíveis. “Criamos a corregedoria da PM e fortalecemos o setor na Polícia Civil. É preciso que se dê respostas ao Estado e aos paranaenses”, declarou.

Richa lembrou ainda que o governo fez um grande esforço para melhorar a remuneração das forças de segurança, com a implantação do subsídio, que garante ao Paraná o segundo melhor salário para policiais militares no Brasil. “Também estamos investindo fortemente em equipamentos, sistemas de inteligência, viaturas e infraestrutura”, disse.

O governador destacou ainda a contratação de 3.120 novos policiais para recompor os efetivos policiais e a autorização para um concurso público para outras 6.000 vagas. Ele ressaltou a implantação de Unidades Paraná Seguro em Curitiba e no Interior do Estado, além da criação de novos batalhões, como o de Fronteira. “Ainda temos muitos investimentos programados, mas aquilo que está ao alcance do governo, está sendo feito”.

18 Comentários

  1. Infelizemnte estes fatos que dão margem para que nos, população, tenhamos medo da Policia, noventa e nove porcento dos Policiais cumprem seu trabalho com respeito. As Policias do Parana são otimas, porem tem Militares que ao receberem uma gloriosa farda e uma arma, se perdem e ajam que estão acima da Lei e de todos. Tem muita coisa errada, desde a avaliação até qdo. são colocado nas ruas. Na imagem deste fato parece uma moça “Militar” da a impressão que ela esta babando de vontade de partir para cima das pessoas. Deve ser punido o mais rapido possivel quem deu a ordem, que estava naquele momento no comando. Nenhum Militar toma uma atitude desta envergadura se não divesse recebido ordem. Tem que acabar dentro da Policia se não cumprir a ordem é punido dentro da coorporação. O caso daquele jovem torcedora do coxa, tem que punir todos que estavam presentes naquele fato.

  2. taí governador….. é o que vc queria….. policiais subalternos e obedientes…. sem formação superior….

  3. O que tá faltando é profissionalismo. Tropa de Elite é um ótimo filme, mas teve uma repercussão muito negativa nas corporações, agora todo mundo quer ser “caveira”… e tem chefia que apóia, que incentiva., e que claro, tira o corpo fora quando a m. acontece. É preciso educar os contingentes das duas polícias, ainda tem – e como tem – policial achando que lhe compete julgar e executar pena. Sofrível a formação profissional de ambas as polícias, e mais triste ainda é a total falta de instrução, de atualização durante a carreira destes profissionais.

    Policiais que entram numa casa sem mandado judicial apenas para perseguir um suspeito, necessariamente desconhece os preceitos legais que norteiam suas funções.

    Dica: vai dando uma de rambo, vai, novato incauto. Na hora de pagar advogado e ficar tremendo de medo de perder o emprego, aqueles que te incentivam a ser o valentão estarão te criticando às suas costas. Se limite a ser firme e agir dentro da lei, esse é o seu DEVER. QSL?

  4. Claudio Dalledone Responder

    Cautela na apuração a PMPR merece respeito.

    Claudio Dalledone Júnior
    Advogado.

  5. Esses ” policiais” tem que ser expulsos porque não são policiais, são marginais que mancham a Policia Militar do Paraná. Outra ação que tem e deve ser feita é uma Operação Pente Fino na vida pessoal desses “policiais” que pelo jeito que agiram devem participar de Grupos de Extermínio e quiçá, de ” seguranças” de marginais. Esses vagabundos precisam de uma punição exemplar. Lugar de bandido não é na Policia Militar.

  6. A atitude da PM, nesse e em outros casos já mostrados, é reflexo puro da atitude do Estado, no caso, do Governo. Essa mesma atitude pode e deve ser comparada e igualada aquela em que o Governo Beto Richa, “violentamente” não atende os desabrigados pelo trágico ocorrido na serra do mar (Morretes, Antonina) há 2 anos atrás. Um Governo que não consegue reconstruir pontes e pinguelas, nem restabelecer as ligações de água e esgoto passados, sequer dar uma previsão de quando e que providências vai tomar para abrigar e proteger seus cidadãos + de 700 dias da tragédia, só podemos esperar, sem surpresa alguma, atitudes como a da PM. A sociedade, o povo do Paraná é agredido de forma violenta e inescrupulosamente na falta de atendimento nas suas necessidades básicas, a falta de comando na Educação, a inoperância geral das Secretarias de Estado, ao claro descontrole gerencial de seu comando principal. Infeliz povo do Paraná, que está amargando tudo isso de forma escandalosamente calada e quanto mais calada ficar, maior será os abusos vindouros. Até quando?

  7. Vigilante do Portão Responder

    As histórias não são bem como a GLOBO conta:

    A da moça, torcedora do Coritiba.

    As imagens não mostram as cenas anteriores.
    Do mesmo modo, a GLOBO não mostrou (o SBT deu close) que a moça “enfiou a mão por dentro da calça”

    Cansei de dizer isso:

    Fosse nos EUA, que, quando ABORDADA, uma pessoa “enfie a mão sob as vestes”, HUMMMMMM, tava mortinha.

    Aliás, até agora, não ficopu explicado qual o motivo da moça ter FUGIDO da abordagem. Temos a versão dela, de que a PM queria o celular, pois ela havia filmado a ação dos policiais.

    Mais,

    Quando cercada, não obedeceu ao comando básico de “encostar na parede, com mãos para cima”.

    Caso da invasão da casa:

    Muito cômodo,

    O sujeito, de moto (grande parte do tráfico de drogas e dos assassinatos, são cometidos por pessoas em motos), FOGE da abordagem policial.
    Esconde-se na casa.

    Era um bandido procurado?
    Tava portando ARMA, sem registro ou porte?
    Transportava DGROGAS?
    A Moto era roubada?

    NÃO SEI!
    E a Polícia, quando da abordagem, também não sabia.

    Qual a atitude a ser tomada?

    Deixar assim, e ir embora?
    Chamar reforço e “PEGAR” o fugitivo?

    Vivemos pedindo mais SEGURANÇA.

    A Família (da casa) e a advogada, deveriam ter “entregue” FUJÃO aos policiais.

    Era só a falta do capacete, como a GLOBO quer fazer crer?

    Então tava tranquilo,
    Uma pequena multa e, no máximo, um termo circunstanciado. (pela fuga).

    Qual nada,
    A família e a Advogada tentaram IMPEDIR a prisão do Sujeito (estava em flagrante).

    Insisto,

    Naquele momento,
    A PM NÃO SABIA QUEM ERA O SUJETO.
    E se fosse um traficante procurado?

    As ações que se seguiram (temos a versão da Advogada e da GLOBO). Não ouviram os Policiais.

    O Fato é claro:

    Um SUJEITO, de moto, abordado pela POLíCIA,
    “FUGIU” e se escondeu na casa.

    A Polícia cercou a casa e e exigiu que o sujeito se entregasse.

    Ele não saiu e a família DEFENDEU o sujeito.

    A advogada intercedeu, tentando impedir a PRISÃO do infrator.

    Até agora, passados 2 dias, a GLOBO não deu uma linha sobre:

    O sujeito FUJÃO) é FICHADO?

    A moto era ROUBADA?

  8. Todo policial corrupto e que não honre a farda que veste, seja por violência ou por negligência, deve ser convidado a se retirar da corporação, pois a gloriosa Polícia Militar do Estado do Paraná, não merece que meia dúzia manche a sua reputação.

    E por favor gente, a ação de alguns não deve ser transferia para toda uma corporação, pois os bons não devem e nem podem pagar pelos maus.

    Violência policial sempre aconteceu, lembro-me de fatos envolvendo o ex-governador Requião, fatos envolvendo o ex-governador Álvaro Dias, fatos que envolveram o nome de Jaime Lerner… tenho certeza que o governador Beto Richa está agindo com rigor para que todos os culpados sejam punidos com firmeza,

    É fácil para a turma do PT e do PMDB vir aqui e bater no governador, mas esquecem eles o caos que o governo destes dois partidos vem fazendo a nível federal. A segurança pública no país está um caos e o governo PTista e PMDBista pouco (ou nada) vem fazendo para mudar este quadro. As fronteira do Brasil com outros paises são portas de entradas para o tráfico de drogas e das armas que matam policiais, ai pergunto: CADÊ O GOVERNO DO PT E DO PMDB QUE NÃO FAZ NADA PARA MUDAR ISSO?

  9. Covardes! Agora atacam em bando. Não esqueçam Senhores PMs que, como foi noticiado, um dos motivos que desencadeou a onda de crimes contra policiais em SP foi a truculência da ROTA nas abordagens.

  10. Se o Paraná fosse um estado sério, o comando da PM já tinha caído.
    Vai ser mais um caso em que tudo vai ser empurrado prá debaixo do tapete.

  11. APURAR OS FATOS SIM, MAS CABE AO MP TAMBÉM DENUNCIAR OS ABUSOS COMETIDOS PELOS POPULARES EM DESFAVOR DOS POLICIAIS.
    QUANDO SE RECEBE UM POLICIAL MILITAR DEVE SE TER RESPEITO O QUE ‘NÃO FOI PERCEBIDO NO CASO EM QUESTÃO.

  12. Não é a toa que a ONU recomendou a completa extinção das Policias Militares no Brasil, pois, não se coadunam com o Estado Democrático de Direito.

  13. Polícia MILITAR, só em Países do terceiro mundo. A ONU já recomendou a extinção delas.

  14. Esse que disse que 99% cumprem seu trabalho e o outro que disse que merecem respeito, não conhecem a realidade e com certeza nunca precisaram da polícia. Conversem com as pessoas que moram no subúrbio principalmente da região metropolitana antes de falarem asneira, sendo bandido ou não apanham nas abordagens, são roubadas, conversem com o camêlos agora no fim do ano para saberem quanto é a caixinha de final do ano para militar e civil, perguntem quanto tempo um grande traficante fica preso na delegacia. A delegacia do Alto Maracanã, por ex. em duas oportunidades os policiais foram presos, inclusive a delegada, tem aqueles acusados na reportagem da Gazeta, o que aconteceu com eles? Vejam se hoje tem alguém preso ou pelo menos com uma punição, uma advertência pelo menos e se mudou alguma coisa, procurem saber como é que o traficante ficou sabendo quem o denunciou. Um fato ou outro que se é noticiado, mas esse tipo de violência é normal no cotidiano, por isso os policiais fazem com tanta naturalidade. O Governador quem rigor na apuração, mas será que dá autonomia para as Corregedorias investigarem e relatarem a verdade e adianta fazer alguma coisa se não vai dar em nada. Compare os salários dos policiais e vejam que são melhores que todos os outros funcionários públicos, então a questão é punir, expulsar e processar, todos aqueles que são acham superiores ao cidadão.

  15. SERÁ QUE SE FOSSE EXIGIDO O CURSO SUPERIOR PARA INGRESSO NA POLICIA MILITAR NAO SERIA DIFERENTE? SERÁ QUE UM BACHAREL EM DIREITO, UM ADMINISTRADOR, UM PSICOLOGO, UM ASSISTENTE SOCIAL, UM PEDAGOGO, UM PROFESSOR, OU QUALQUER OUTRO QUE TIVESSE O CURSO SUPERIOR E FOSSE POLICIAL MILITAR AGIRIA DESSA FORMA?

  16. justino bonifacio martins ….. o que vc entende de trabalho policial pra querer a exclusão dos policiais envolvidos??? Por certo deve ter mestrado e doutorado em trabalho policial, por acaso vc já ouviu a versão dos policiais sobre o caso? por enquanto só a mídia mostrou a versão das supostas vítimas e de uma advogada que quem sabe lá não tenha interferido no trabalho policial se intitulando autoridade.

  17. Proteu Dela Rue Responder

    Um velho brocado romano diz que tropa é reflexo ou espelho do comandante, logo ……….

Comente