Uncategorized

TRE altera decisão que havia cassado registro
de prefeito eleito

Do Fernando Castro, G1 PR:

A Corte do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Paraná decidiu, por unanimidade, que o prefeito eleito de Medianeira, Ricardo Endrigo (PSDB), deverá ser empossado no dia 1º de janeiro. A decisão alterou a sentença da Zona Eleitoral de Medianeira, que havia cassado o registro de candidatura de Endrigo e mais sete candidatos a vereador em outubro.

A comarca havia decidido que, diante do impedimento, o segundo colocado no pleito, Dr. Tomás (PT), deveria assumir o cargo, tendo homologado este resultado. Endrigo e os outros sete, três dos quais se elegeram vereador, haviam sido considerados culpados em primeira instância pela compra de votos através da oferta de casas populares.

Os envolvidos recorreram então ao plenário do TRE, que julgou não haver provas convincentes da prática de compra de votos. “Não configurada a promoção eleitoral com o serviço realizado, não tendo sido cooptado nenhum eleitor, não há que se falar em ofensa ao art. 41-A da Lei nº 9.504/97”, afirmou o relator do processo, desembargador Luciano Carrasco. Endrigo e os três vereadores eleitos devem ser diplomados em uma data que ainda deve ser remarcada.

Comente