Uncategorized

Economia vai mal, PIB vai crescer 1,3% e Dilma dá lição aos europeus

Do blog do Ucho:

Os jornalistas do ucho.info continuam buscando uma explicação para a ousadia da presidente Dilma Rousseff, que em recente visita à Espanha decidiu ensinar os europeus a saírem da crise que há meses chacoalha o Velho Mundo.

Sem se preocupar em promover mudanças estruturais na economia brasileira, o Palácio do Planalto continua apostando todas as fichas no consumo interno para minimizar os efeitos da crise que é cada vez maior.

Após tropeçar na esparrela do messiânico Luiz Inácio da Silva, o consumidor brasileiro está altamente endividado e a inadimplência continua em níveis elevados e preocupantes. Ou seja, é totalmente furada a tese do consumo interno defendida pelo governo.

A inflação, herança maldita de Lula, continua resistindo a todas as investidas das autoridades econômicas. Ao que parece, não irá embora tão cedo. A Petrobras vem acumulando prejuízos bilionários, apenas porque Lula entupiu o País de carros novos e agora precisamos importar gasolina, vendendo-a no mercado interno por preço subsidiado.

Os gênios do governo acreditam que a redução da tarifa elétrica é a nova solução para a crise econômica. Nada acontece, mas a Eletrobras já perdeu 60% do seu valor por causa da sandice dos palacianos.

Em 2012, a evolução do Produto Interno Bruto (PIB) será no máximo de 1,3%. O que é um desastre, se considerarmos que no ano passado um crescimento de 2,7% foi chamado de ironicamente de “pibinho”.

Recentemente, o governo anunciou que não cumpriria a meta do superávit fiscal, o que já era esperado. Para tal alegou que a redução de impostos em alguns setores provocou queda na arrecadação.

De acordo com números divulgados pela Receita Federal do Brasil na quinta-feira (29), o peso dos impostos sobre a economia bateu recorde em 2011 e atingiu incríveis 35,3% do PIB. Em outras palavras, mais de um terço da riqueza produzida no País advém de impostos. O que é um escárnio.

Até o fechamento desta matéria (16h30), o Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo registrava R$ 1,370 trilhão em impostos e tributos pagos pelos contribuintes brasileiros. Resumindo, o governo do PT definitivamente desconhece o mais raso significado da palavra planejamento.

Mas você, reles cidadão, que madruga para a labuta e não vende pareceres técnicos fraudulentos, fique tranquilo, pois o Brasil é o país do futuro.

4 Comentários

  1. Francisco de Assis Responder

    Cada vez maior para os europeus, para nos aqui, a marolinha nos deixa com o menor nivel de desemprego dos ultimos 20 anos. Nossas reservas cambiais batem recordes estratosfericos. Mas tem blogueiro que mesmo não dando certo continuam torcendo para que o Brasil quebre, saudades dos anos 90 e inicio desse seculo

  2. O POVO BRASILEIRO NÃO PODE RECLAMAR NEM UM POUCO … AFINAL, UMA MATILHA DE RAPOSAS CUIDANDO DOS OVOS … SÓ PODERIA DAR NISSO MESMO. BARBARIDADES. ONDE ESTÃO OS POLÍTICOS HONESTOS E COMPROMETIDOS COM O POVO … DEUS NOS PROTEJA !!!

  3. -Engraçado, é como o aluno querer ensinar o professor a lecionar!!!!
    -Tudo que este embuste de Presidente pronuncia, não deve ser considerado como a última palavra.
    -Recentemente lí uma reportagem do economista Ruchir Sharma, sobre economia, nesta página: http://economia.uol.com.br/ultimas-noticias/redacao/2012/12/03/brasil-nao-tem-estrutura-nem-ambicao-para-ser-rico-diz-economista-indiano.jhtm, que fala das adversidades da Economia Mundial e o posicionamento do Brasil neste contexto.
    -A presidente Dilma se apoia em pilares nem tão estáticos e sustentáveis….mas para o povão, o povão mesmo, é uma deusa!!!

Comente