Uncategorized

PIB do Brasil vai superar apenas o do Paraguai entre sul-americanos

Para a Cepal, País deve encerrar o ano com expansão de 1,2%, abaixo da média da região (2,7%) e em linha com o Caribe (1,1%).

De Iuri Dantas, Agência Estado:

BRASÍLIA – O impacto da crise financeira na indústria e a queda dos investimentos produtivos farão com que a economia brasileira termine o ano na lanterna do crescimento da América do Sul, com expansão de 1,2% em 2012. Somente o Paraguai, cuja economia deve encolher 1,8%, terá desempenho pior do que o brasileiro. As estimativas foram divulgadas hoje pela Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), que espera para o ano que vem a primeira aceleração da economia no governo Dilma Rousseff.

Para 2013, a entidade projetou um aumento de 4% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional, lastreado em medidas já anunciadas, como desoneração da folha de pagamento para alguns setores, queda da taxa de juros e depreciação de mais de 30% na taxa de câmbio. Embora distantes dos 7,5% de crescimento econômico registrados no Brasil em 2010, a Cepal ainda se mostra mais otimista do que o mercado financeiro, que espera crescimento de 1,03% para este ano e 3,5% para o ano que vem.

A estimativa para o desempenho do PIB deste ano mostra a segunda revisão para baixo feita pela Cepal em dois meses. Em setembro, a comissão apostava em avanço de 3,2%. Em outubro, a projeção caiu para 1,6%. Agora, está em 1,2%. Os números da Cepal chamam atenção pelo fato de permitir a comparação entre países que possuem economias similares à brasileira, com forte dependência da exportação de commodities e mercados internos em expansão.

Nesta comparação, a economia brasileira vai crescer abaixo da média da América do Sul (2,7%), abaixo da média da América Latina e do Caribe (3,1%), abaixo da América Central (4,2%) e em linha com o Caribe (1,1%) em 2012, de acordo com o Balanço Preliminar das Economias da América Latina e Caribe.

Uma curiosidade é que o Brasil vai crescer o mesmo que El Salvador neste ano. O país era conhecido por ser uma “república de bananas”, por ter governos instáveis e influenciáveis, além de ter a fruta como principal produto exportado durante muitos anos.

5 Comentários

  1. justino bonifacio martins Responder

    Quando é que o PT vai botar a tropa de choque nas ruas? Vão aceitar a tucanalhada da Privataria e Patronos do Mensalão a continuar com suas patacoadas? O PSDB está adotando a velha tática que ” a melhor defesa é o ataque”, enquanto que o PT está só da defesa; em política acontece igual no futebol; quem se retranca, quem só se defende, acaba levando gol, perdendo o jogo. Se precisarem de um assessor para o jogo bruto; tô na parada! Essa direitona tem que ser enquadrada com urgência.

  2. É com esse pibinho que a ANTA da dilma tem a pretensão de dizer aos alemães como devem conduzir a economia, já que por lá o crescimento vai ser perto de zero…como aqui.
    A presidANTA tá precisando de gardenal e de uma plástica, pois ANTA e feia é dificil de aguentar.

  3. Essa é a administração petista, comandada pela mesma senhora que conseguiu falir uma mísera lojinha de R$ 1,99, por absoluta incapacidade gerencial.
    Dé medo, e vergonha ao mesmo tempo!

Comente