Uncategorized

Beto anuncia que Copel vai investir R$ 2 bilhões em 2013

A Copel planeja investir R$ 1,96 bilhão em 2013. Metade dos investimentos – R$ 986,4 milhões – destina-se à obras para a melhoria, modernização, ampliação e reforço do sistema de distribuição de energia elétrica no Paraná, informa o governador Beto Richa.

Os investimentos em distribuição incluem novas subestações, linhas e redes de energia que reforçarão a capacidade de atendimento do sistema operado pela Copel, hoje composto por mais de 4 milhões de unidades consumidoras e que a cada ano incorpora, em média, cerca de 100 mil novas ligações.Para novas obras de geração e transmissão de energia elétrica, incluindo cinco grandes projetos já em andamento, a Copel planeja investir R$ 907,8 milhões.

Na Usina Colíder, em construção no norte do Mato Grosso, serão aplicados R$ 449 milhões. Para a Usina Mauá, que iniciou a operação de duas de suas cinco turbinas este mês no rio Tibagi, estão reservados R$ 58,6 milhões. E para as obras da pequena central hidrelétrica Cavernoso 2, a ser inaugurada no início de 2013 no município paranaense de Virmond, serão destinados R$ 8,3 milhões.

Na área de transmissão de energia elétrica, a companhia deve destinar R$ 153,3 milhões para as duas obras de construção que executa no interior do estado de São Paulo, sendo R$ 132,8 milhões para a linha de transmissão de 525 kV Araraquara-Taubaté, e R$ 20,5 milhões na construção da subestação de 230/138 kV Cerquilho 3. Já a operação do sistema de telecomunicações da empresa, cuja rede de fibras ópticas alcançou em novembro todos os 399 municípios paranaenses, deverá demandar investimentos de R$ 69,9 milhões.

6 Comentários

  1. E nada disso depende do governo do Paraná. Nem os recursos e nem as definições das obras. O governador, na melhor das hipóteses, faz o papel de garoto propaganda.

  2. Antes – no período áureo da COPEL – investia no Paraná, hoje investe em outros estados.

    Poxa, assim é bom para os outros estados; agora, tem outros estados investindo semelhantemente no nosso?

    Eis a questão que não se coloca.

    E outra: porque a COPEL tem que fazer esse tipo de investimento?

    A sociedade paranaense não mereceria uma cabal explicação?

  3. Qual a origem dos recursos ? A economia com as demissões em massa de técnicos e engenheiros com anos de experiência ?

  4. – R$ 986,4 milhões – destina-se à obras para a melhoria, modernização, ampliação e reforço do sistema de distribuição de energia elétrica no Paraná, informa o governador Beto Richa.

    Como tucano adora uma modernização em obras publicas. Para fazer a COPEL não se gastou tanto, dai vieram os tucanos desde que Ney saiu do Governo, e virou toda essas fortunas em “modernizaçoes”

  5. Vigilante do Portão Responder

    Gente que não entende nada.

    O POPENCIAL de geração do Paraná está praticamente esgotado.

    A COPEL é uma EMPRESA, como tal, visa LUCRO.

    Adquirir ou participar de investimentos LUCRATIVOS em outras unidades federadas, aumenta o patrimônio da EMPRESA.
    O ESTADO é o maior acionista, aumentando o lucro, ganhamos todos.

Comente