Uncategorized

Luciano Ducci contesta acusações de Fruet

O ex-prefeito de Curitiba Luciano Ducci enviou nota oficial em que contesta as acusações de Gustavo Fruet sobre a situação financeira e de obras da Prefeitura de Curitiba. Além da nota, Ducci encaminha planilhas que você pode ver no Leia Mais.

Nota oficial do ex-prefeito de Curitiba, Luciano Ducci

“Em razão de acusações sem fundamento apresentadas pela atual administração municipal, venho a público para restabelecer a verdade. Quando tomou posse como prefeito, Gustavo Fruet encontrou o município com R$ 416 milhões de reais em caixa. Esses números são oficiais e foram apresentados publicamente pela atual secretária de Finanças do município, Eleonora Fruet, irmã do atual prefeito, na Câmara Municipal, no dia 27 de fevereiro passado, em relatório cujo resumo, fac-símile do original, segue em anexo. O atual prefeito, no entanto, omite essa informação em todas as entrevistas como estratégia de maquiar os números e confundir a opinião pública.

A atual administração passou os últimos 90 dias apresentando versões diferentes. Só nesta semana, foram dois números contraditórios em relação aos restos a pagar. O atual prefeito, em entrevistas à imprensa, na última terça-feira (09), anunciou R$ 350 milhões de dívidas sem previsão no orçamento. Dois dias depois, nesta quinta-feira (11), um novo valor de R$ 403 milhões foi divulgado pelo procurador geral do município, Joel Macedo Neto, durante entrevista coletiva. A fala do procurador contradiz inclusive a prestação de contas oficial da Secretária de Finanças: em vez dos R$ 416 milhões que a irmã do prefeito apresentou na Câmara de Vereadores, o procurador assegura que o valor deixado em caixa pela nossa administração foi “em torno de R$ 200 milhões”.

Existe realmente uma grande imprecisão ou manipulação nos números que são divulgados pela administração Gustavo Fruet. Diante dessas distorções fabricadas pelo atual prefeito e sua equipe, não me cabe ficar fazendo guerra de versões pela mídia, mas é necessário desmascarar essa estratégia de acusar a nossa administração na tentativa de distrair a atenção da sociedade e, assim, ganhar tempo precioso para compreender o funcionamento do município e suprir a própria inexperiência.
A acusação de uma suposta dívida de curto prazo é feita com base em números divulgados que variam de 1 a 5% do total do orçamento municipal. E se referem sempre a questões normais para o fluxo de caixa de uma Prefeitura com um orçamento de quase R$ 6 bilhões de reais em 2013.

Assustar as pessoas e apontar um culpado é um truque político antigo. Os curitibanos querem soluções. Ações em vez de discurso. As minhas prestações de contas foram encaminhadas ao Tribunal de Contas do Estado, que como órgão competente verificará a regularidade de tudo o que foi realizado. É importante ressaltar que a Controladoria da Prefeitura, que é um órgão de controle interno, atestou a regularidade de todas as contas da nossa administração. A Prefeitura de Curitiba, ao final do meu mandato, tinha todas as certidões negativas perante os órgãos federais e estaduais. As contas, até 2011, estavam aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado. As contas da área da saúde de 2012 foram aprovadas pelo Conselho Municipal de Saúde e os gastos com educação receberam aval do Conselho Municipal do Fundeb.

Na saúde, foi divulgada uma suposta dívida de R$ 98 milhões de reais, mas desses, R$ 26 milhões estavam empenhados e havia R$ 15 milhões de dinheiro em caixa. Além disso, nos meses de janeiro, fevereiro e março deste ano, a administração atual recebeu R$ 65,4 milhões referentes a repasses do SUS atrasados dos meses de outubro, novembro e dezembro (o que pode ser comprovado na tabela em anexo que mostra os recursos que entraram nos cofres da prefeitura neste ano), mas o valor foi apresentado pelo prefeito como dívida não empenhada. Em saúde, gastamos 17,98% do orçamento de 2012, acima dos 15% determinados pela Constituição, o que garante um dos melhores sistemas de saúde das cidades brasileiras.

Por desconhecimento das finanças municipais ou para criar factóides, outro exemplo é na Educação. A atual administração divulgou que havia, em dezembro de 2012, R$ 87 milhões a pagar, mas R$ 15 milhões estavam empenhados com dinheiro em conta e havia ainda um superávit de R$ 32 milhões. Portanto, apenas os R$ 36 milhões restantes eram de efetivos restos a pagar (metade do valor deixado pela então Secretária Eleonora Fruet quando foi secretária municipal de Educação na nossa gestão). Em vez de 25% como manda a Constituição, gastamos mais de 27,4%. Reajustamos os salários dos professores em 29% de 2009 a 2012, bem acima da inflação, e garantimos o melhor ensino das capitais brasileiras. Sem contar que abrimos o maior número de vagas em creches da história de Curitiba.

Realizamos em torno de sete mil obras. Os gastos com Educação e Saúde foram acima das exigências Constitucionais. E o que é mais importante: entre todas as capitais brasileiras, tínhamos o melhor IDEB das séries iniciais, a menor mortalidade infantil e o melhor Índice de Desenvolvimento Humano.
Curitiba tem hoje mais de 130 obras em execução que serão entregues em breve. Todas estão garantidas com mais de R$ 500 milhões de orçamento para 2013. Algumas vão sofrer atrasos porque, infelizmente, o atual prefeito faz de conta que vai rever e mudar quase tudo para seguir exatamente o projeto feito na minha administração. E a única coisa que resulta disso é perda de tempo e prejuízo para a cidade. Na nossa gestão planejamos um programa de investimentos de R$ 4,1 bilhões de reais até 2016.

Cada gestão tem a sua forma de encarar a cidade. Os problemas, contudo, são os mesmos para quem quer que esteja na função. Curitiba mudou de escala. Por isso, é necessário ter competência para planejar e coragem para fazer. Eu e a minha equipe fizemos a nossa parte. Cabe ao novo prefeito parar de lamentar e mostrar trabalho e resultados.”

Documento 1 – Demonstrativo de disponibilidade de caixa:

Documento 2 – Planilha de Recursos do SUS

39 Comentários

  1. É o nível correto de discussão. Com informações técnicas pontuais.
    Se houver inconsistência dos dados do Ducci, cabe réplica igualmente técnica.
    Tomara que o Fruet não se abrace aos métodos petistas na resposta, ao gosto de um certo ministro do PT (o qual não se pode nominar, senão o carequinha tasca processo contra o jornalista Fábio Campana).

  2. tá na hora do Fruet começa administra a cidade e de para de manipulação de dados, porque todos nos curitibanos sabemos que sempre a prefeitura teve boa saúde financeira. Agora é bom vç Fruet toma cuidado com os mão lisa que estão de te cercando

  3. Isso aí! Ta respondido. Essa é a verdadeira situação do municipio. Parabens pela atitude Luciano Ducci.

  4. Constanza del Piero Responder

    Não tolero esse Fruet; porém entre ele, e esse que foi, sem nunca ter sido, de olhos fechados, sem ver números, gráficos, e outros documentos, boto fé integral nas afirmações de Fruet. Até por quê, a irmã dele, participava da gestão anterior!
    Esse Ducci que explique à população de Curitiba, se tiver coragem, a ruinosa e estranha privatização do Parque Barigui, e seu Centro de Exposições. um patrimônio municipal, repassado a números vis, para a iniciativa privada!

  5. nas audiencias publicas só gente do PTzão é isso que rodeia esta administração Fruet.
    queremos ver deste prefeito chorão projetos relevantes para Curitiba, até agora só usufruiu do passado e pior fazendo besteira.
    ex. calçada com troca da pedra de granito por concreto prá economizar a curto prazo, é muita falta de visão. Tudo é midiático, triste de ver.

  6. alberto mentes Responder

    Todos que trabalham em contabilidade e financas sabem que NUMEROS SERVEM MESMO PARA SEREM TORTURADOS, sempre contra os anteriores.

    Nada se pode esperar da cruza de burro com jacaré ….. ou de pavão com cobra d´água …..

    Quando se associou ao PT, deveriamos todos nós nunca mais pensarmos em votar no cidadão …. assim tipo aquele irmão sacana do Alvaro Dias ……. acho que se chama OSMAR, que deveria ganhar o OSCAR da mediocridade …… que se associou ao petismo e agora desapareceu da vida pública.

    O mesmo vai acontecer com o filho do colecionador de garrafas, e espero que breve.

  7. Seria muito melhor se o Fruet começasse a trabalhar.Daqui a pouco chega 2016 e ele ainda estará inventando desculpas.

  8. Ducci está certíssimo de desmascarar o Gustavo que quer se passar por vítima a moda PT, só que se deu mal …kkkk

  9. A verdade vai aparecer! Explicações de quem sabe muito
    sobre o assunto. Prefeito Gustavo Fruet, quando vai parar
    de reclamar e efetivamente trabalhar? Pare de destruir a
    Saude de Curitiba!

  10. Dirceu Ferreira Responder

    Acho que o Fruet tem muito pouca experiência em administrar alguma coisa ou interpretar numeros, esta claro diante dos números apresentados pelo Ducci que a situação financeira do Municipio de Curitiba e bem diferente do que ele divulga.

  11. O Ducci podia não ter carisma,podia não ser político, mas tem caráter…fez obras mas, infelizmente não teve tempo de mostrá-las…o Gustavo não é má pessoa,Eleonora esteve junto com Luciano…agora ingenuamente pergunto? Porque não conversam e trabalham juntos para o bem comum da cidade?Seus partidos não permitem? As futuras coligações os impedem? Que droga é essa de democracia? Se entendam…pensem no povo….Eleonora…governe.

  12. O milagre das obras em época de campanha foi desvendado.
    A estratégia para se reeleger e a quantidade de obras que a cidade de curitiba experimentou no último ano de governo, deixou os cidadãos estupefatos, supresos, a cidade inteira estava tomada por máquinas empreiteiras….Como iriam pagar? Após as eleições a prefeitura entraria em hibernação até recuperar os excessos orçamentários da pré campanha eleitoral. A porca torceu o rabo e a vaca foi para o brejo…vem atona o milagre das obras, cadê o dinheiro….talvez recursos do metrô?, PAC? algumas injeções do governo estadual? ou previsão de empréstimos etc..etc., mas.. e agora JOSÉ (ducci) como explicar?..

  13. Observador, quem iniciou com as audiências publicas foi I Beto Richa, dialogo direto om a população,pena, o Luciano Ducci não fez uso deste instrumento, agora o GF o faz, mas leva povo comprado do PT que pena, e a nossa cidade, oh!!!! 100 dias e sem NADA!!!!

  14. Agora que o orgão responsável apure os fato e responsabilidades…
    Mas ja ta na hora de começar a trabalhar né prefeito? cadê as ações prometidas? até agora só conversa fiada.

  15. Roberto Bastos Responder

    É, em campanha até papagaio fala, digo até fruet !!! a diferença é que Papagaio repete palavras verdadeiras ja Fruet inventa novas mentiras!! Até “re” lançar um projeto lançado oficialmente pelo DR. Luciano Ducci e querer ser o pai da criança ELE FAZ !!!VERGONHA!! Afinal de contas, ESTA FUNCIONANDO O PROJETO ACESSO PARA PESSOAS COM DEFICIENCIA ?? MR. M FRUET ?? ATENÇAO MINISTÉRIO PÚBLICO SÃO 9 MICRO ONIBUS E ATE AGORA NADA !!!!

  16. Roberto Bastos Mala Responder

    É, em campanha até papagaio fala, digo até fruet !!! a diferença é que Papagaio repete palavras verdadeiras ja Fruet inventa novas mentiras!! Até “re” lançar um projeto lançado oficialmente pelo DR. Luciano Ducci e querer ser o pai da criança ELE FAZ !!!VERGONHA!! Afinal de contas, ESTA FUNCIONANDO O PROJETO ACESSO PARA PESSOAS COM DEFICIENCIA ?? MR. M FRUET ?? ATENÇAO MINISTÉRIO PÚBLICO SÃO 9 MICRO ONIBUS E ATE AGORA NADA !!!!

  17. SILVAJIR:
    O Ducci pode até não ter credibilidade, mas contra números não há argumentos.

  18. O Fruet não está sozinho na Prefeitura. Tem técnicos da própria prefeitura com capacidade e conhecimento de finanças, que estão desde sempre lá, pois são de carreira. Tem aqueles que foram nomeados pelo Prefeito e que pela especificidade dos cargos também são da área.
    Portanto, os números que ele apresentou devem ser verdadeiros. Não seria tão irresponsável em encaminhar denúncias ao TCE e Ministério Público se não tivessem fundamento. Evidente que o Sr. Ducci vai negar qualquer irregularidade, pois não é doente mental para confessar qualquer coisa que o prejudicasse. O Sr. Ducci deve ter tido pouco cuidado com os números, pois imaginava que continuaria no governo e aí estaria tudo bem.
    De repente, perdeu e tem que prestar contas.

  19. Sugiro que a defesa do ex prefeito apresente documentos oficiais, tais como extratos bancários, e quitação das dívidas que o atual prefeito informa não terem sido quitadas… Só assim haverá verdade de fato !

  20. Anderson Corrêa da Silva Responder

    Fruet fez o que devia fazer: entregou o relatório pro Ministério Público. R$ 400 milhões a pagar sem que estivessem no orçamento 2013 é crime de responsabilidade fiscal. Vamos ver no que vai dar.

  21. Adalberto Jardim Responder

    As obras de reparo da linha verde na altura do Pinheirinho estão paradas a quase um ano e ninguém diz nada??? A Mal. Floriano no Boqueirão está parada também a quase um ano. O Ducci mandou parar com as obras 6 meses antes das eleições e até agora não voltou. É culpa do Fruet???

  22. nao era facil dr resolver tudo cada a caixa pret DA URBEMS QUE A SAUDE NAO TERIA MAIS POBLEMA CRECHE ESCOLA TE VIRA QUEREMOS SOLUSAO MEU.

  23. ATE QUANDO ESPERAR NO FINAL DO ANO .NOS ERA FELIZ E NAO SABIA . QUE SAUDADE DO ES PREFEITO .

  24. PT E PDT NAO SA GOVERNAR SO SABE A DIMINISTRAR ACHACRA. FALA PRO ANAO A JUDAR VCS NAO ESTA PRONTO. PARA IR EMBORA. O POVO NAO QUER MAIS SABER

  25. Curitiba vai se arrepender de ter acreditado em um candidato que numca fez nada alem de falar. Falar, discursar, sorrir, apertar a mao de todo mundo, dar tapinha nas costas, beijar criancinha e velhinhas até eu faço! FAZER é bem diferente! Ainda vao sentir saudades de um prefeito que em dois anos FEZ, levantava cedo e botava todu mundo pra trabalhar, e muito! Infelizemnte, o curitibana, pela primeira vez na historia desta cidade, se deixou iludir…

  26. Eita essa turma do Fruet é uma vergonha só sabe se desculpar…esqueçam o Ducci comecem a trabalhar, encheram as regionais de bobos da corte, que nem conhecem a própria area que estão trabalhando, todos amontuados nas salas de gestores, batendo papo, vão trabalhar cambada e as audiencias públicas, de onde tiraram esse modelo de levar assunto especifico em cada regional? Voce realmente acreditam que os moradores vão cruzar a cidade para participar de audiencia pública? francamente… só enche de vereadores querendo aparecer e dar aperto de mão e funcionarios das regionais…a população mesmo que é bom, não participa…Aliás já fizeram isso para não participarem mesmo. Cada bairro tem uma realidade, situações diferentes não tem como generalizar…Até isso vai ter que aprender chorão…Pare de chorar, acusar gestão passada e tenha novas idéias começando por exemplo a trabalhar já passaram os 100 dias.

  27. Valdir Frenesatti Responder

    No primeiro turno da eleição, o Fruet fez apenas 4 mil votos a mais que o Ducci. No segundo turno, os eleitores do Ducci abraçaram a candidatura do Fruet, por exclusão. A própria campanha do atual prefeito ressaltava isso na propaganda eleitoral, na tentativa de conquistar os eleitores do Ducci.
    Mas a cidade não saiu unida em torno do Fruet, como seria de se esperar. E isso tem a ver com as atitudes midiáticas do prefeito, que ele chama de sinalizações para a sociedade. Sinalizações vazias, como ir de bicicleta para a posse ou fazer um agrado a classe média dando total atenção aos animais de estimação e menos do que deveria aos bichos humanos. Basta ver o Facebook da primeira dama e conferir. Tem mais fotos de cachorrinhos que de gente. E esta semana, na RPC, ela não sabia o que dizer sobre os 4 mil moradores de rua da cidade – gente que usa drogas, se embriaga, gente que se torna perigosa na calada da noite sob efeito de químicos, gente sofrida que merece atenção de verdade e uma nova chance.
    O Fruet tem um discurso igual a relógio de corda. Podem notar. Surge a pergunta e ele tem aquele esqueminha mental dele de responder. Sempre na linha do professor que fala com o aluno depois da aula, já no corredor, sempre muito compreensivo, com uma certa empáfia inevitável de quem encena humildade. Acaba a corda e acaba o discurso.
    Eu votei nele. Foi por exclusão. Os outros também eram fracos. Ele parecia o menos fraco.
    O problema do Fruet é esse mesmo que todos estamos vendo. Ele não é um líder. Ele não lidera a cidade. Não empolga, não estimula, não empurra pra frente.
    Ele é um sujeito que, agora, mais exposto, mostra toda a sua fragilidade. Soa dissimulado pra caramba. E transparece na sua fala e na linguagem coporal aquela coisa de quem parece achar que possui o direito divino com que são abençoados todos os que sempre têm razão. Filho de prefeito, né.
    Mas é fraco. E sequer sabe transmitir a sensação, ao menos, de que sabe o que está fazendo.
    E sabem aquela história de que Curitiba iria recuperar o seu orgulho, coisa e tal? Podemos esquecer.
    De começo se conhece o destino.

  28. curitibana por opção Responder

    Com certeza Gustavo não entraria com a ação sem ter fatos e provas, e claro que o Ducci achou que ganharia e depois arrumaria ( se é que possível) a “” caca “” que ele fez para impressionar. Mas, agora que tá feita … Gustava deixe os orgãos competentes cuidar da bagunça anterior…… E faça bem feito a sua parte……

  29. Como membro do Conselho Municipal de saúde representando os usuários do sistema SUS na comissão de orçamento e finança a mais de 10 anos, gostaria de esclarecer que na prestação de contas referentes a 2012 tínhamos um superavit de mais de 36 milhões e que estão confundindo verbas empenhadas com dividas convido a qualquer pessoas a vir em nossas reuniões são abertas a que quiser participar para confirmar estes dados. vale lembrar que o relatório que acabei de citar foi aprovado na Câmara Municipal, e no conselho Municipal e esta para aprovação no tribunal de contas.

Comente