Uncategorized

Polícia espera exames para identificar vítimas de acidente em Curitiba

Do G1 PR:

Apenas exames de DNA ou de arcada dentária poderão auxiliar a polícia e os familiares a identificar os corpos das vítimas de um acidente que deixou três mortos em Curitiba neste sábado (20). A mãe do dono do veículo chegou a comparecer ao Instituto Médico-Legal, mas os corpos foram carbonizados na explosão que se seguiu ao acidente.

O veículo em que as vítimas estavam bateu com um carro da Polícia Militar em um cruzamento da Avenida das Torres, às 3h30. Segundo a PM, os policiais perseguiam um terceiro carro, com suspeitos, quando o acidente aconteceu. Duas mulheres e um homem morreram na hora, e os policiais foram encaminhados ao hospital, sem risco de morrer.

Além da mãe do dono do veículo, a polícia ainda contatou em Santa Catarina a família de uma mulher de 35 anos, cujos documentos foram encontrados dentro de uma bolsa que estava no carro.

O carro que os policiais informaram estar perseguindo não foi encontrado até a publicação desta reportagem, e a PM não soube informar qual era o motivo da perseguição.

Amostras do sangue dos policiais foram recolhidas para exames, que poderão apontar se houve consumo de bebida alcoolica por parte deles. Uma perícia deve indicar a velocidade em que o veículo estava no momento do acidente. “De qualquer forma, vai ser aberto um procedimento para averiguar como aconteceu esse acompanhamento, como aconteceu esse serviço”, disse a policial Anahy Nóbrega. O caso ainda deve ser investigado pela Delegacia de Delitos de Trânsito.

O acidente

Na madrugada de sábado (20), por volta das 3 horas, três jovens – duas mulheres e um homem- morreram carbonizados após acidente com um carro da Polícia Militar. A colisão ocorreu enquanto o veículo da PM perseguia outro automóvel.

Segundo informações da assessoria da PM, o acidente ocorreu quando o carro em que estavam os jovens, um Celta, fez uma conversão entre as ruas Comendador Franco (continuação da Avenida das Torres) e Alcides Arco Verde, no bairro Jardim das Américas, em Curitiba. O veículo pegou fogo e eles morreram na hora. Os dois policiais sofreram ferimentos e foram encaminhados ao Hospital Evangélico. Os condutores do veículo que era perseguido fugiram.

A Corregedoria da Polícia Militar e a Polícia Civil investigarão o caso e a atuação dos policiais.

8 Comentários

  1. A Sociedade Responde Responder

    Recentemente eu trafegava pela via rápida sentido centro – era um domingo – movimento médio, e um carro da polícia passava pela mesma via rápida, na contramão, fazendo verdadeiro malabarismo, assustando todo mundo. Em todo o período que trafeguei pela via rápida (umas vinte quadradras ou mais), em nenum momento, eu vi algum veículo suspeito circulando na contramão. Muito estranho.

  2. Esse fato é gravíssimo e deve ser investigado com muito rigor, afinal vidas foram ceifadas por acão d Estado. Como sempre a PM alega estar perseguindo bandidos, pode até ser verdade, mas em que circunstância? A erdade que a Seguranca Pública do Paraná vai de mal a pior, as estatísticas falam por si.

  3. ALGUEM ACREDITA QUE ELES ESTAVAM PERSEGUINDO UM OUTRO CARRO ? NO FIM DAS CONTAS E DAS “APURAÇÕES” VÃO CULPAR OS MORTOS,ALGUEM DUVIDA ?

  4. Lamentavel a perca de uma amiga, que Deus a tenha e conforte o coração des seus familiares bem como a dos outros dois jovens.
    Vejo que Orgão Público da Organização Pocial Militar esta cada vez pior, em qualquer estado deste país!

    #DRSilvaEternamenteEmNossosCorações

  5. Alfeu Nedopitalski Responder

    Indiferente se a policia estava perseguindo ou não, infelizmente quem cruzou a avenida foi o celta, não podemos querem colocar a culpa na policia, apesar que ja anda bem desqualificada.

  6. CRISTIANE SETTI Responder

    SOU PRIMA DE UMA DAS VITIMAS E ESPERAMOS Q ESTA POLICIA SUJA PAGUE PELO Q FEZ
    AO INVEZ DE FICAR FAZENDO RAXA COM BANDIDOS DEVIAM SER MAIS HUMANIZADOS,PRQ ELES TM UM PODER NAS MÃOS NÃO QUER DIZER Q PODEM BRINCAR COM A VIDA DAS PESSOAS

  7. -Esta caso precisa ser investigado com muito cuidado e os culpados sejam severamente punidos, caso se comprove a culpa dos policiais, os mesmos devem ser expulsos da corporação e responder processo como qualquer cidadão civil!

  8. Mesmo que o veículo policial estivesse em perseguição…
    a forma d escrita desse artigo não condiz com o fato legítimo do ocorrido no acidente.
    Ao fazer uma conversão SINALIZADA o veículo com os três jovens foi ATINGIDO pela viatura policial que estava em velocidade avançada em uma perseguição.
    Escrever certo faz com que não haja interpretações erradas, até porque o motorista era cuidadoso, e tinha muita experiencia e responsabilidade atras de um volante.

Comente