Uncategorized

As revistas semanais, segundo Ernesto Vargas

Nada de novo em Veja ! Que o terrorismo no mundo se mantém à tona, seja doméstico ou “importado”….que ministros da rainha Dilma sempre podem e poderão cair (dessa vez Aldo Rebelo é apontado pela semanal como o que quase foi frito por desavenças internas)…..que ministros do STF são tao humanos quanto qualquer mortal (o pavão Luiz Fux, diz Veja, afilhado do bom malandro governador carioca Sérgio Cabral, quer revisar um processo de 100 milhões contra o governo movido por 15 funcionários da Companhia de Águas do RJ desde 1990)…..que a cidade de São Paulo é tão violenta quanto o Iraque e a Faixa de Gaza…..e, finalmente, que a ex-chefe de gabinete do ex-presidente Lula, Rosemary Noronha, maltratava subordinados, fazia lobby semanalmente, viajava ao exterior com direito a dormir em luxuosos quartos nas embaixadas, e, para a infelicidade de dona Marisa, ficava inteiramente à disposição de Lula justo quando a ex-primeira dama resolvia não acompanhar o marido nas investidas internacionais…..fofoqueira essa tal Veja !!!!!!!!

Ahhhhha!!!! A periódica ainda nos brinda com a preciosa informação de que Galvão Bueno poderá desistir da aposentadoria anunciada para logo após a Copa de 2014 !!! O inconfundível narrador de futebol, F-1, UFC e demais modalidades propôs à Globo um programa semanal nos moldes do Bem Amigos, às vezes apresentado pelo próprio no canal fechado Sport TV. Tomara Deus que Faustão, Ana Maria Braga, Gugu e outros tantos não sigam o mesmo exemplo.

O maior destaque de Época dessa semana não está no conteúdo propriamente dito, mas no patamar de instantaneidade que as novas plataformas tecnológicas hoje permitem às revistas semanais. À zero hora de sábado (20), três horas depois da prisão do segundo suspeito do atentado na maratona de Boston, a informação já constava na edição digital de Época para tablet, editada e diagramada conforme a impressa (Veja também reporta o fato, embora tenha saído mais tarde). Uma boa demonstração de que com agilidade e organização este tipo de veículo, antes condenado a apenas requentar os temas factuais já explorados por outras mídias, pode sobreviver a uma era de informação em velocidades supersônicas. A reportagem de capa da Época, justamente sobre as bombas nos EUA, revela documento do MPF que sugere atraso na organização das ações antiterror brasileiras para os grandes eventos que o país sediará nos próximos anos. Nenhuma novidade. Felipe Patury registra pesquisa telefônica do PSDB que coloca Geraldo Alckmin à frente dos potenciais concorrentes ao governo paulista. Hoje haveria segundo turno contra Mercadante, que para o tucanato será o nome petista na disputa. A mesma coluna relata a guerra dos portos entre Gleisi Hoffmann e o PMDB, que cogita desfigurar a MP com uma série de emendas. A revista entrevista o sensato escritor peruano Mario Vargas Llosa, que vê a América Latina institucionalmente mais madura apesar da Venezuela (com perdão do trocadilho).

IstoÉ não informa na versão impressa a prisão de Djokhar Tsarnaev, mas a exemplo das concorrentes investiga a capacidade do Brasil de lidar com a “nova face do terror”, mais artesanal e desorganizado, porém não menos letal. A revista, na série “As Cidades da Copa”, dá as mãos sem pudor ao governador Agnelo Queiroz e estampa duas matérias forradas de adjetivos, relatando como o Distrito Federal se tornou “um dos mais pujantes polos de crescimento econômico e social do País” e mostrando que o novo estádio Mané Garrincha leva “ao extremo o compromisso com a sustentabilidade e se torna o símbolo maior de uma cidade que se reinventa”. Isto é que é independência. Avante para mais uma semana em que, a partir de agora, maratona só se deve correr em carro blindado. Abs

10 Comentários

  1. Vigilante do Portão Responder

    Investigação do PLANALTO?

    A Rose, amante do Lulo, passou anos e anos MANDANDO na República, SEM QUE O PLANALTO SOUBESSE?

    MENTIROSOS!

    A moça era CONHECIDA como 1ª dama.
    Mandava e desmandava.
    Ministros, presidentes e diretores de Estatais e Bancos Públicos, acatavam determinações da Rosemary.

  2. PAULO ROBERTO GOMES FRANCO.- Responder

    ….UMA BOA MÃE,FUNCIONÁRIA COMPROMETIDA COM A
    TRANSPAR~ENCIA EM TUDO QUE SEMPRE FEZ, UMA ..
    ESPOSA EXEMPLAR ,A VEJA É SIM,UMA FOFOQUEIRA..
    CALUNIAS….TUDO CALUNIAS…..????!!!!!!! rsrsrsrsrsrsrsrsrsrs…………

    pr.-

  3. O lula fez o que fez e o povão que gosta de ser enganado finge que ele é inocente. Lugar merecido pra ele é estar ao lado dos mensaleiros atras ########

  4. Estou até com dó de você Fábio, ter que ler este abrobol todo é tarefa para poucos. E ainda tem gente que tem assinatura destas revistas tidas por sérias.

  5. sergio silvestre Responder

    Os reaças gostam.A veja eos jornalões estão se tornando mexeriqueiros.Uma revista que se diz a maior,fazendo mexericos do ex presidente e sua suposta amante.
    Esse caso já é noticia velha,mas na falta de assunto para malhar o governo desenterram tudo que podem.

  6. “Lula causou uma revolução na forma de administrar o Brasil. Sua atenção aos interesses da população menos favorecida e, ao contrário do esperado, seu apoio ao empresariado para trazer o crescimento de empregos e salários, desestabilizou o modus operandi quincentenário da ‘elite’. Desde sempre o país só se interessava pelos ricos e seus asseclas, cabendo à maioria uma migalha dos recursos nacionais. Por isso, a imprensa, porta-voz da aristocracia brasileira, tenta de todas as maneiras voltar ao passado, mas o presente a está vencendo e o futuro se apresenta como redenção do povo brasileiro.”

    “A imprensa brasileira quer nos convencer de que hoje temos mil problemas e que com o PSDB tudo ia bem. FHC não construiu uma simples ponte de madeira, esteve aos pés do FMI por oito anos e virou as costas para o povo brasileiro.”

  7. Vigilante do Portão Responder

    É IMPRESSIONANTE a dedicação da Gazetona,

    Na edição de hoje, ao comentar a matéria da Veja, a Gazetona diz:

    “…A MINISTRA GLESI ABRIU SINDICÂNCIA…”

    ERRADO!

    A “CASA CIVIL”, por dever de ofício, determinou a abertura de Sindicância…

    É tarefa da Casa Civil, nada mais.

    Não abrir Sindicância, seria assumir o “pepino”, contrariando as investigações preliminares.
    Seria PREVARICAÇÃO, sujeita ao crivo do MP.

    Gleisi, como Ministra, TINHA A OBRIGAÇÃO FUNCIONAL DE “ABRIR A SINDICÂNCIA”.

    Da maneira como a GAZETONA colocou, deu a entender que a GLEISINHA é “PALADINA DA MORALIDADE.

  8. SYLVIO SEBASTIANI Responder

    Esta capa da Revista Veja é para desmoralizar o ex-Presidente Lula, o PT e o Brasil, é um excremento.

  9. Realmente faltou assunto prá semana. Então, a saída é requentar fofocas.Veja com são as coisas. Até a semana passada a guerra da Coréia estava para estourar. Era notícia de hora em hora. Aconteceu a desgraça de Boston e pronto, a imprensa esqueceu da guerra. Ou era uma guerra de mentira que encheu o saco. Mas o certo é que, para esquecer um assunto é só criar um fato novo e pronto. Mas de novidade a Veja não trouxe nada. Está decadente, pois a insistência de noticiar fofocas tidas como notícias verdadeiras levaram ao seu descrédito.

Comente