Uncategorized

‘Vou processar’, diz jovem que afirma ter apanhado por ser bissexual

De Cassiane Seghatti, G1 PR em Cascavel:

Um recepcionista de um hotel de Cascavel, no oeste do Paraná, afirmou que foi vítima de dois ataques homofóbicos no Terminal Urbano Leste, no intervalo de uma semana. Ao G1, Maisson Dydimes Portes, de 19 anos, contou que é bissexual e que os rapazes o agrediram por esse motivo.

Ele garantiu que nunca havia visto os agressores. “Só sei o bairro onde eles moram. Nunca tinha visto”, complementou. Quando os suspeitos forem identificados, Portes pretende processá-los. “Assim que eu ficar sabendo quem são, nome e endereço, vai haver, sim, o processo”, disse. Até as 14h desta terça-feira (23) os rapazes ainda não haviam sido identificados pela Polícia Civil, que investiga o caso.

Segundo o jovem, o primeiro ataque aconteceu no sábado (13), também no Terminal Urbano Leste, quando um homem se aproximou e começou a xingá-lo. “Ele atirou um copo na lotação [ônibus] e quebrou o vidro. O motorista teve que parar o ônibus e eu desci. Ele desceu também e nós brigamos”, lembrou. Desta vez, Portes ficou com um arranhão no rosto.

No sábado (20), Portes voltava do trabalho por volta das 23h15 e, novamente, foi agredido pelo mesmo rapaz e outro amigo dele. “Eu desci do ônibus e estava ele e mais quatro amigos dele me aguardando. Eu passei e nem olhei, já para não ter motivo. Daí, ele me chamou para conversar e viu que eu não queria brigar. (…) Ele me xingou de novo e me agrediu”, assegurou. Os agressores bateram na vítima no rosto e nas costas.

Portes disse que pessoas que estava no local seguraram os agressores, que fugiram. Em seguida, a vítima registrou um Boletim de Ocorrência.

A vítima também contou que esta foi a primeira vez que as agressões se tornaram físicas. “De chegar a agressão física foi a primeira vez, mas verbal é frequente”, afirmou.

13 Comentários

  1. salete cesconeto de arruda Responder

    Infelizmente tem gente que por ter MEDO da própria SEXUALIDADE ainda comete esse tipo de barbarismo.

  2. Rodolfo Magalhães Responder

    Thiago Medeiros que importância isso tem? Qualquer forma de violência é abominável, independentemente da suposta causa que tenha a originado.

  3. Esse “negócio” está virando uma forma de estorquir dinheiro dos outros. O cara provoca uma briga, uma discussão, um bate-boca com o objetivo de ser atacado para depois “requerer” os “seus direitos”. Já vi muito essa cena. Isso que dá fazer um monte de leis para “proteger pessoas diferentes”. Catso!!!! Aquela m… daquela “lei maior” não diz que TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI????? VÃO TUDO CATÁ COQUINHO.

  4. Tem que processar mesmo, é inadmissível qualquer tipo de violência. Se há alquém que tem preconceito? Ninguém deve externá-lo, pois, a violência é a mãe do desrespeito, da ignorância e da falta de amor ao próximo.

  5. Cadeia para esses cowardes…aloprados ..so pode ser uns noia ..cheio de maconha..crak na cabeca …Sou contra esse tipo de brutalidade..Deixa os caras em paz…ja nao chega o problema que eles carregam …Cadeia pros noias e indenizacao pra esse rapaz..So pode ser um bando de FP…

  6. Quanta ignorancia …pessoas de indole ma..animais..Deixe eles ..Todos nos somos filhos de Deus..Isso chama-se DESCRIMINACAO…..e IGNORANCIA….Bando de desocupados que nao tem o que fazer,ficam procurando encrecas..e nao sao capazes de enchergar seu proprio rabo .

  7. salete cesconeto de arruda Responder

    Quem critica o jovem é SEXUALMENTE MAL RESOLVIDO segundo Freud. O psicanalista. Pense nisso. O rapaz luta pelo seu SAGRADO DIREITO de ser livre. Lamento que tenha gente que não pensa no fato de que ORIENTAÇÃO SEXUAL não é escolha. Cada um que critica se pesquisar suas famílias vai encontrar alguém que é bi ou homo. É por isso que muitos se escondem atrás de CODINOMES. Eles sabem do que estou falando.

  8. Cala a boca suas antas teologicas…Ignorancia e pouco .agredir o rapaz, so porque e gay…esses sao os machoes de cosinha..processar por danos morais ,fisico e descrinacao..

Comente