Uncategorized

COPE procura pedófilo que se apresenta como padre anglicano

O nome dele é Vinicius de Lima. Mantinha um orfanato de nome “Lar Sagrada Família”, em Campina Grande do Sul, e se dizia padre da Igreja Anglicana.

Há dezenas de denúncias de abuso de crianças e de uso dos menores para fotografias que eram vendidas no Brasil e no exterior.

Qualquer informação pelo telefone do COPE: 3217 2900.

4 Comentários

  1. É, a coisa está cada vez mais complicada. Essa onda de abusos sexuais seria resultado de violência sofrida na infância? Demância? Falta de caráter? Ociosidade? Não consigo encontrar resposta. Quando as cortinas da igreja católica começaram a cair, falava-se então que um fator desencadeador desta conduta poderia ser o celibato, no entanto “pastores” casados, também abusam de suas ovelhas. Chego à conclusão de que este é um problema do próprio ser humano e não só dos homens pois as mulheres também cometem atos de mesma ordem. O que me chama atenção, é que as entidades que outrora marginalizavam e acusavam outras religiões de serem coisa do demônio (principalmente as de origem africana), hoje estão sob os olhos de repulsa de grande parte da população mundial em funçao de tanto escândalo que foi ventilado diariamente, mesmo contra a vontade do antecessor de nosso Pontífice Francisco. Os representantes das igrejas teriam hoje moral para criticar as outras religiões? Duvido. Mas o que se deve ter em mente é que as religiões nunca foram o problema, mas sim seus líderes e representantes. Aquela expressão antiga que dizia: “Um olho no padre e outro na missa”, hoje ganha outro sentido. Há muito, não mais consigo ver o manto da moralidade sobre os ombros dos líderes da fé. Sendo assim, confesso-me em silêncio ao meu Deus.

  2. É, a situação está cada vez mais complicada. Essa onda de abusos sexuais seria resultado de violência sofrida na infância? Demência? Falta de caráter? Ociosidade? Não consigo encontrar resposta. Quando as cortinas da igreja católica começaram a cair, falava-se então que um fator desencadeador desta conduta poderia ser o celibato, no entanto “pastores” casados, também abusam de suas ovelhas. Chego à conclusão de que este é um problema do próprio ser humano e não só dos homens pois as mulheres também cometem atos de mesma ordem. O que me chama atenção, é que as entidades que outrora marginalizavam e acusavam outras religiões de serem coisa do demônio (principalmente as de origem africana), hoje estão sob os olhos de repulsa de grande parte da população mundial em funçao de tanto escândalo que foi ventilado diariamente, mesmo contra a vontade do antecessor de nosso Pontífice Francisco. Os representantes das igrejas teriam hoje moral para criticar as outras religiões? Duvido. Mas o que se deve ter em mente é que as religiões nunca foram o problema, mas sim seus líderes e representantes. Aquela expressão antiga que dizia: “Um olho no padre e outro na missa”, hoje ganha outro sentido. Há muito, não mais consigo ver o manto da moralidade sobre os ombros dos líderes da fé. Sendo assim, confesso-me em silêncio ao meu Deus.

  3. “E UMA VERGONHA a policia precisa a intensificar as investigações é provavel que tenha envolvimento até pessoas que são responsavel pelo local onde isso acontecia, não tenho muita certeza mas o local parece uma chacara que funcionava um ceminario da igreja catolica da Dioncese de Paranagua precisa investigar até o bispo. abrem os olhos população cuidado com seus filhos a pedolifia esta solta e muitas vezes se esconde atrás de um altar.

  4. só tem uma solução e tem que partir de um político……….quadro clinico de pedofilia, castração química ou cirúrgica – fazer um projeto federal. O resto é balela………..

Comente