Uncategorized

Ana Maria ou o cúmulo da desfaçatez

Acreditem, a vereadora Ana Maria Holleben, de Ponta Grossa, aquela do autossequestro, está processando o humorista Diego Castro e pede R$ 27 mil por danos morais. Ora, minha gente, a senhora Ana Maria é investigada por autossequestro, falsa comunicação de crime, fraude processual e formação de quadrilha. Ora, pois, e não quer ser alvo de críticas, embora seja figura pública, com cargo público, mordomias e quetais. Ora, isso é tentar inibir a crítica através de censura calçada em ação judicial.

Agora, imaginem o quanto a Ana Maria Holleben teria que indenizar a cidade de Ponta Grossa, a Câmara de Ponta Grossa, o povo de Ponta Grossa, pois seu autossequestro virou motivo de chacota nacional e já se espalhou pelo mundo.

Quanto Ana Maria Holleben teria que indenizar seu partido, o PT, que saiu severamente machucado dessa história, tanto que pediu o seu afastamento? Vejam o vídeo do talentoso humorista Diego Castro. E riam para não chorar.

13 Comentários

  1. Sem contar que também teria que indenizar o Estado pelos gasots com diligências policiais, etc. Isso é mesmo coisa de petista. Fazem a “cagada” e depois ainda querem ser tratados como vítima.

  2. Estranho né, o ministério público conseguir fazer justiça rápida contra o Diego Castro e contra a Ana Maria ainda não foi feito nada .
    Agora será que o governo do estado vai cobrar da Ana Maria o deslocamento de todo o efetivo do Depto Anti Sequestro.
    Ou será que o Péricles conseguiu quebrar está ?

  3. Fabio
    Sou aqui de Ponta Grossa e concordo com vc tinha que ser a cidade de Ponta Grossa que tinha de receber uma indenização da vereadora e os vereadores já deveriam que ter expulso ela do seu cargo, mas no Brasil é assim mesmo quem sabe um dia mude.

  4. ANGELA MARIA MARTINS Responder

    31 meuuuuuuuuuuuu….ME ACHEI SÓZINHA…MEU NOME É ANA MARIA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!1111 KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  5. adilson santos Responder

    Pessoal, infelizmente neste pais onde os políticos fazem leis para roubarem e não ser investigados,……..td pode, vale mais uma mentira da Ana Maria com testemunhas do que 10 verdades de um civil comum ……infelizmente………aqui é um pais derrotado..

    Adilson….

  6. Paulo Cesar Ferreira Ribas Responder

    Você chama isso de talento?

    Desculpe, mas sou do tempo que existia e ainda existem humoristas de stand-up que faziam piadas com respeito as pessoas.

    Podemos fazer piadas sobre ela, mas desde que haja respeito e sem ofenças morais..

    Temos liberdade para falarmos o que quisermos desde que não haja ofença pessoal a ninguém.. como por exemplo chamar alguém de burro (ele pegou pesado nessa)..

    ofenças pessoais pode acarretar danos morais..

    onde ele falou que ela quis “foder com a gente”.. um comediante assim não precisa de uma vereadora que forja o próprio sequestro pra foder com ele.. ele se fode pela própria língua..

    agora ele pode fazer piadinhas (que por sinal sem criatividade nenhuma) com o poder judiciário por esse processo.. hahaha

    Está merecendo esse processo pelo desrespeito..

    Ela que acerte o que ela deve com a Justiça..

  7. Embora tenha sido presa em flagrante, agora ela está em liberdade, atuando na câmara, recebendo salário, dizendo que está em depressão e está com tempo até para ironias como processar o humorista Diego Castro por “crime contra a honra”. HONRA?! Mas o que é HONRA para alguém como a tal vereadora? Instigada, folheio o dicionário e percebo que os significados de HONRA são exatamente contrários aos crimes cometidos por Ana Maria (segundo a Polícia: auto-sequestro, falsa comunicação de crime, fraude processual, formação de quadrilha):

    HONRA = SENTIMENTO QUE LEVA O HOMEM A PROCURAR MERECER E MANTER A CONSIDERAÇÃO PÚBLICA. PESSOA QUE POR TALENTO OU VIRTUDES ILUSTRA A CLASSE, A INSTITUIÇÃO, O PAÍS A QUE PERTENCE.
    É enojante que a classe política, representada muitas vezes por criminosos, faça com que a Polícia e o Judiciário percam ainda mais tempo com seus feitos inescrupulosos, a fim de calar a voz de humoristas, que embasam-se na verdade dos atos incivis desses servidores, passíveis de análises de qualquer ordem, de qualquer cidadão. Processos instaurados contra humoristas por políticos/criminosos, evidenciam suas mentalidades retrógradas que remetem aos tempos de ditadura e jamais mudarão a opinião pública sobre a própria desonra diante de seus eleitores, depois de tê-los feito de palhaços. Ademais, vivemos num país supostamente democrático, onde quem faz traquinagem e ocupa cargo público é, senão preso, ao menos alvo das críticas, do desgosto, do repúdio, que podem ser expressados legalmente, segundo consta no artigo 5º da Constituição Federal, que versa sobre as liberdades de pensamento e expressão, independentemente de censura ou licença. Então, sem licença, Ana Maria: repudiamos sua atuação, seus discursos petulantes, crimes. Coisas de quem não tem vergonha (vide dicionário: sem-vergonha), de quem acha que pode praticar crimes e se safar (vide dicionário: safada), como disse Diego Castro com tanta propriedade e representatividade pública no vídeo que inspirou o processo.
    Fico feliz porque este humorista teve a coragem e a decência de bradar o que todo o cidadão de bem gostaria (eu mesma, sou uma cidadã de bem!). E no fim das contas, o que a requerente vereadora Ana Maria conseguirá com seu processo? Algo como um tiro no pé, ou seja, um baita holofote sobre as próprias cácas, sobre sua desonra por ela mesma esculpida com esmero. Por outro lado, a carreira de Diego Castro será alavancada, pois processos políticos na vida de humoristas ilustram currículos brilhantes, são estrelinhas tilintando na farda. (Lembremos de Jaguar, Millôr…). E nesse caso, Diego representa a voz do povo, que é voz de Deus. E Deus certamente não gosta de gente que se auto-sequestra, que forma quadrilha, faz fraude processual e falsa comunicação de crime para o grupo T.I.G.R.E. da Polícia Civil. Penso que se Ana Maria vivesse dentro dos preceitos do código Samurai e manchasse a sua honra como o fez, ela deveria cometer o Seppuku, suicídio ritual com a própria espada. Mas longe de incitar um suicídio, tenho sugestões mais plausíveis para ela como por exemplo: por quê Ana Maria não compra um biquíni de bolinha amarelinha, vai curtir uns tubos em Matinhos, toma uns Prozacs com Martini por uns 26 anos e se poupa dessa previsível humilhação? Vai procurar tua turma, Ana!

  8. Se existisse moral , leis e princípios ela não poderia estar mais trabalhando no cargo que ela fraudou, e enquanto investigam as denúncias e evidências. E e esse processo dela contra o blogueiro, só falta um juiz dar parecer favorável a ela. Daí sim tem que perder as esperanças. Como muitas coisas que estão acontecendo no Brasil….. Um Absurdo completo.

  9. O Brasil é todo errado, meu Deus… aqui quem manda no circo é o palhaço mesmo. Como dizia um professor meu, aqui é o país dos direitos, jamais o dos deveres.

  10. Ela deveria pensar em pagar as contas de campanha que deixou pra trás, ter conciencia das pessoas que prejudicou com isso, consertar os erros cometidos quando foi secretária de cultura, e não ficar tentando censurar um mero comediante, afinal estamos em tempos de liberdade de expressão, e o Diego não falou nada demais, somente indagou sobre o que ela realmente fez. Neste país de impunidade, se nos tirarem o direito de expressão, aí nada mais nos restará. Me impressiona pois justamente o PT que tanto lutou a favor da liberdade de imprensa, agora tenta criar mecanismos de censura a todo instante. Me envergonho de ter sido militante deste partido por tanto tempo.

Comente