Uncategorized

Governo publica MP que zera PIS e Cofins de transporte urbano

Do G1, em Brasília:

O governo publicou em edição extra do “Diário Oficial da União” a Medida Provisória 617, que zera o pagamento do PIS e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) de empresas de transporte coletivo urbano. A medida havia sido anunciada no fim de maio pelo Ministério da Fazenda como uma forma de evitar reajustes maiores nas tarifas de transporte.

As alíquotas do PIS e da Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (Cofins) incidentes sobre o transporte coletivo urbano somam 3,65%. Com a isenção, o governo quer aliviar os custos das classes média e baixa, que se utilizam de ônibus e metrôs, impedindo um crescimento maior da inflação.

Aumento nas tarifas
O Rio de Janeiro se torna neste sábado (1º) a 11ª capital brasileira a ter aumento na tarifa de ônibus municipal em 2013. Segundo levantamento realizado pelo G1, com base nos dados disponibilizados pelas prefeituras, os preços dos ônibus aumentaram neste ano em Aracaju, Curitiba, Fortaleza, Goiânia, João Pessoa, Manaus, Natal, Recife, Rio de Janeiro, São Paulo e Vitória.

Já Cuiabá e Belo Horizonte reajustaram suas tarifas em 28 e 29 de dezembro, respectivamente.

No Rio, o preço passa de de R$ 2,75 para R$ 2,95.Na capital paulista, o novo valor da tarifa, que passou de R$ 3 para R$ 3,20, também começa a valer em junho. No Recife, os preços dos ônibus variam hoje de R$ 1,50 a R$ 3,45 dependendo da linha, respectivamente o menor e o maior valor de passagens entre as capitais.

Junto de Belo Horizonte, com ônibus que vão de R$ 2 a R$ 2,80, Brasília também possui uma das menores tarifas, de R$ 1,50 e R$ 2 para circulares, e que pode chegar a R$ 3 entre o Plano Piloto e as regiões administrativas. Os valores na capital federal não mudam desde 2005.

Campo Grande também deverá ter aumento de tarifas neste ano.

4 Comentários

  1. NARIZ DE FOLHA Responder

    Fazendo justiça.

    Essa foi uma vitória do Ratinho Junior. Não se pode negar.

    Ele levantou esta lebre desta desoneração na crise do subsídio chorado pelo Gustavo Fruet, e pediu ao dep. Vanhoni que falasse com a Dilma..

  2. Vigilante do Portão Responder

    KKKKKK

    Não me faça rir.

    Vitória do Ratinho Jr.

    A prfeocupação da Dilma e de seus Ministros, é com a inflação.

    Ratinho, bem informado, sabia que a desoneração estava sendo estudada.

    Aproveitou para fazer aquilo que mais sabe:

    ENCENAÇÃO.

    Aliás, vivemos de encenação.

    É tudo teatro.

    Marqueteiros competentes, recebendo fortunas, tratam de fazer o política aparecer.

    Semana passada, a Gleisinha foi contemplada com 1/4 de página da GAZETONA.

    Loas, elogios e foto grande.
    Posava de boa gestora.

    Quem leu o Jornal, percebeu que 2 Colunistas: Miriam Leitão e Dora Kramer, na mesma edição do jornal, “baixavam o porrete na Ministra Gleisi”.

Comente