Uncategorized

Projeto que proíbe tatuagem em menores é aprovado no Paraná

Do G1 PR:

Os deputados estaduais paranaenses aprovaram, em primeira discussão, nesta segunda-feira (10), o projeto de lei que proíbe menores de 18 anos de fazerem tatuagens definitivas. O texto, de autoria do deputado Gilson de Souza (PSC), deve ser submetido a mais duas análises em Plenário, durante esta semana.

Conforme o projeto, os tatuadores ficarão proibidos de fazer tatuagens em menores de idade, mesmo que haja autorização dos pais ou responsáveis. Uma lei estadual de 1998, ainda em vigor, permite a tatuagem nos jovens que apresentem o documento assinado pela família.

O projeto aprovado nesta segunda também proíbe a aplicação de piercings e outros adornos perfurantes nos menores de idade. Apenas brincos poderão ser usados pelos jovens. Caso seja aprovada, a proposta seguirá para a sanção do governador.

10 Comentários

  1. Antigamente tatuagem era coisa de presidiário! Hoje em dia é modinha! – Sinal dos tempos!

  2. kd a lei que proibe estes cidadões que se alojam nos gabinetes da AL de fazerem lei intempestivas, de cunho pessoal, que não conflitam com a sociedade?
    o que impede estes Srs de terem um pouco mais de discernimento e se preocuparem de fato com os desmandos da adm estadual.
    o que impede à estes senhores de realmente averiguarem a efetividade das lei por eles criadas e que na verdade ficam a desejar, ao invés de criarem outras tantas novas, preocupem-se de aplicar bem as já existentes.

    absurdo.

  3. Sou totalmente contrario ao projeto de lei que proíbe menores de idade de fazer tatuagem, mesmo com a aturizaçao dos pais. Apesar de eu não ter tatuagem, creio que esse projeto é um afrontamento com o direito de liberdade do cidadão! O individuo não deve ser julgado pelas suas aparências, mas é probido de fazer tatuagem… Acredito ser no mínimo um passo para mais regras impostas sem fundamento, que só servem para privar a liberdade. Sendo assim, inútil!

    Aos que defendem só digo uma coisa, mesmo eu não tendo tatuagem defendo o direito de qualquer individuo de fazer, seria até favorável a levar autorização dos pais! mas proibir definitivamente de qualquer cidadão abaixo de 18 anos é repugnante!

    Não vivemos na era da liberdade?

    A escola ensina para os alunos o quanto a ditadura errou colocando imposições desnecessário, reprimindo o ser humano. Porém a historia continua repetindo os mesmo erros…

    INDIGNANTE! LAMENTAVEL!

  4. Deputado não confia na família e tenta impedir que as famílias tomem decisão. É só o começo. Na verdade são CONTRA A FAMÍLIA. Se um pai ou mãe não puderem tomar decisão junto à seus filhos, quem tomará. O Estado? ou…. A IGREJA? .

  5. GENIVALDO DIAS Responder

    DEVERIAM PROIBIR TAMBEM QUALQUER TIPO DE OBJETO, COMO POR EXEMPLO: BRINCOS, PIERCINGS QUE FICAM RIDICULOS EM CRIANÇAS…

  6. Parreiras Rodrigues Responder

    Passei uma semana – mês passado, em Buenos Aires. Serviu, dentre outras coisas, para descobrir porque los hermanos nos chamam de macaquitos – essa nossa mania de copiar,de remedar. Lá, não vi ninguém cabelo tipo jogador de futebol, artista de qualquer coisa. E se vi três pessoas com tatuagens, minto. E as que vi, eram brasileiras. De brinco, também ninguém.

  7. Acho uma boa. O índice de arrependimento é muito alto.
    Mas falta informação por parte dos deputados, hoje em dia, como a tatuagem É POSSÍVEL REMOVER, existe o método da SCARIFICATION, que se trata de tirar “filetes” de pele para formar uma figura, essa figura se torna uma cicatriz semelhante a QUELÓIDE, e NÃO É POSSÍVEL remover essa cicatriz, pois sendo quelóide, qualquer tratamento de “remoção” da cicatriz deixa uma lesão ainda maior.
    Não existe lei ou projeto de lei que proíba esse procedimento em menores de idade, apesar se não ser tão conhecido.
    O fato é que se faz necessário o desafio por parte dos jovens, e como hoje a remoção de tatuagens (pretas e coloridas) não é mais um tabu, criou-se uma outra forma de NÃO SER POSSÍVEL remover marcas da rebeldia na pele.

Comente