Uncategorized

Em Curitiba, nem a chuva espantou manifestantes

Nem frio, nem chuva são páreo para os curitibanos que vão às ruas nesta quinta-feira. Mais de 2 mil pessoas estão no centro da capital em protesto contra o aumento da tarifa de ônibus. A redução do aumento em 15 centavos (de R$2,85 para R$2,70), anunciada hoje pelo prefeito Gustavo Fruet, não arrefeceu o ânimo do movimento que pede o retorno imediato da tarifa para R$2,60e a abertura da caixa preta da URBS. Pedem ainda mais investimento em saúde e educação, entre outras reivindicações. Os manifestantes saíram da Rua Desembargador Ermelino de Leão por volta das 18h20 e seguem em direção à Praça Tiradentes.

14 Comentários

  1. As manifestações foram tranquilas e pacíficas em todo o país. Curitiba, apesar da chuva e do frio não foi diferente. Esses atos pacíficos e cheio de civilidade por todo país são motivos de grande reflexão por parte dos governantes que não sabem o porque destas manifestações. Isso demonstra que os governos estão distantes anos-luz da realidade em que vive o povo brasileiro.
    Pausa para reflexão! O recado foi real e verdadeiro. Cabe as autoridades filtrar as reais prioridades do país e tomar decisões e atitudes que satisfaçam as reivindicações de milhões de brasileiros. Aguarda-se urgentes providências!

  2. O poder emana do povo….enquanto tivermos um povo unido e consciente….A consciência construiu se através das redes sociais contra os excessivos abusos e continuado dos PODERES.
    Alguns políticos estão tentando infiltrar e buscar os benefícios de nós brasileiros que Não fugimos da luta. Estamos contra a maior das violências deste pais, IMPUNIDADE.
    Os impostos aviltantes e aposentadorias de governadores, etc…

  3. falaram em floripa

    ONDE ESTÁ A GLEISE ROITMAN ??

    a ministra que se diz do paraná, mas que vai ser a recordista de NÃO trazer verbas para o paraná…

  4. Está bonito de ver a juventude principalmente que usa o cerebro e não a força para pedir melhorias e menos corrupção no nosso país.

    Orgulho ver no Brasil inteiro as manifestações pacíficas apesar de uns poucos idiotizados por partidos vermelhos que querem sangue

    Só mesmo os PETRALHAS e seus asseclas estão demonizados até porque sabem que perderam a luta….PT ACABOU .

  5. Mande eles incluirem nessa pauta, o contrato onde o Ducci entregou o Parque Barigui pra iniciativa privada, a troco duns trocados, numa transação muito curiosa!

  6. Mario Celso. Reply

    todo mundo sabe que a bronca não é a passagem!!!!! é a discrepancia entre os gastos com a Copa e doentes morrendo por falta de assistencia, delegacias e penitenciárias lotadas, estradas esburacadas e a classe média explorada enquanto acabo de ver os salários dos funcionários do senado beirando 27.000,00 – cargos para minoria como aqui no T. de Contas, T. de Justiça por pessoas não qualificadas, enquanto enfermeiros de UTI ganham salário base, policiais além de ganhar pouco não tem plano de saúde e tem que se submeter à merda do SAS. A paciência esgotou e aqui em Curitiba os reflexos da Copa vão trazer consequencias funestas com os “criadores de ilusões” Pessutão e M. Celso Cunha que venderam a alma pro diabo pra terminar um estádio que já estava quase pronto e transformaram o seu “clube de coração” em bode expiatório. Logo, logo vão ter se explicar pra multidão sofredora, o potencial construtivo prum pai com um filho morto nas mãos por falta de atendimento e falta de grana pra comprar medicamento, dizer igual o Ronaldo e o Pelé que hospital é secundário e o principal é estádio. O poder tava tão grande que se lambuzaram achando que tavam agradando e agora vão ter que ser machos e dar a cara pra bater!!!!!!!

  7. 5000 chegaram ao palácio Iguaçu pra pedir pro Beto o pq ele cancelou o aumento no preço da Luz!!! hehehe

  8. Larguem mão desse negócio de passagem, isso é ridículo, 5cão por mês?? temos problemas muito mais grave!!! PEC 37 por exemplo. Mas mexeu no bolso o povo pula.

  9. Quem hoje aplaude essa anarquia toda, pode chorar lágrimas de sangue amanhã.
    Esse movimento tem um cerne político, de ultra-esquerda, e não nasceu ontem; não se trata de um processo de combustão instantãnea.
    Ele foi gerido nas Universidades Federais, pelo petismo vermelho, porém ultrapassou todas as espectativas; inclusive as do próprio petê.
    Pregam uma tal “Democracia Líquida”, algo irreal, anarquista, utópico, embora muito perigoso. Quem viver, verá!

  10. Mas pode-se refletir!
    Um movimento onde aparentemente nenhum partido político, a não ser pelas suas falhas, foi o responsável;.
    Um movimento que nasce de outras origens e se espalha nas redes sociais.E que se forma numa contra-mão teórica da filosofia sociológica! Vasto, como combustão, em menos de duas semanas, estabelece um modêlo específico de se expressar a indignação popular.
    Nem políticos, nem organismos da intelgiência brasileira, souberam prever o impacto e o tamanho desta gigantesca indignação. Agora, a reboque do mesmo, as suspostas instituições vão ancorar suas ideologias, pragmatismo. E a reaprender o significado da expressão “Democracia”.
    Ele porém, não chega a ser a uma rebelião, ois os organizadores não desejam o poder, apenas providências das autoridades que ele elegeu como representantes.

Comente