Uncategorized

Gleisi não deixa o ministério, assegura Dilma Rousseff

Presidente se reuniu na manhã deste sábado com Pimentel, Mercadante, Cardozo e Gleisi

De O Globo

BRASÍLIA – Logo após se reunir com grupo de ministros no Palácio da Alvorada, a presidente Dilma Rousseff, ao lado de Gleisi Hoffmann, divulgou nota negando que vá fazer mudanças no primeiro escalão de seu governo.

“Não procedem as especulações de mudanças ministeriais. O que espero de meus ministros é empenho na realização dos cinco pactos firmados com os governadores e prefeitos de capital: responsabilidade fiscal para garantir a estabilidade da economia e o controle da inflação; reforma política com plebiscito; melhoria profunda nos serviços públicos de saúde; pacto nacional da mobilidade urbana que permita um salto de qualidade no transporte público; e destinação dos royalties do petróleo para educação”, diz a nota.

A presidente afirma ainda que espera dos ministros “determinação para manter o Brasil no caminho do crescimento, da inclusão social, da geração de emprego e renda e da estabilidade econômica”.

“Continuaremos a governar o Brasil para todos, especialmente para os menos protegidos”, afirma a nota da presidente.

A presidente passou a manhã deste sábado reunida com grupo de ministros no Palácio da Alvorada. O encontro terminou pouco volta das 14h, e os ministros saíram sem dar declarações.

Participaram da reunião os ministros mais próximos de Dilma: Fernando Pimentel, do Desenvolvimento, Indústica e Comércio; Aloizio Mercadante, da Educação; José Eduardo Cardozo, da Justiça; e Gleisi Hoffmann, da Casa Civil. Também estava na conversa o ex-ministro da Secretaria de Comunicação do governo Lula, o jornalista Franklin Martins.

Na sexta, a presidente se reuniu com o presidente do Senado, Renan Calheiros(PMDB-AL). Um dos possíveis assuntos da conversa foi o plebiscito, cuja proposta a presidente enviou ao Congresso na última terça-feira.

O ministro José Eduardo Cardozo (Justiça) também esteve com Dilma logo pela manhã, na sexta. Cardozo chegou para o encontro logo depois de Renan

10 Comentários

  1. É interessante mesmo a madame Gleisi não sair do Ministério.
    Afinal faz parte da trinca (Dilma, Gleisi e Ideli)…

  2. SOU TOTALMENTE CONTRA VANDALISMO, MAS PROTESTO PACÍFICO NÁO SENSIBILIZA GOVERNO INSENSÍVEL!!!!!!

  3. Pra quadrilha se reunir em pleno sábado, alguma bomba explodiu no covil petista!
    Enquanto isso, gleisinha, a superministra, continua “prestigiada”.
    No mundo do futebol, técnico “prestigiado”, ou seja, aquele que depende de nota oficial pra lembrar que ninguém foi dispensado ainda, é o mesmo que técnico desempregado.
    Te cuida, Latorraca!

  4. Mané do Sudoeste Responder

    Perguntar não ofende. Dá para acreditar em algo concreto que a Presidenta tem falado no último mês.Não acertou uma até agora,falou em Constituinte exclusiva,furrou, falou em plebiscito,está naufragando.Está perdidinha.Enquanto segurar a boneca Bárbie e a Ideli Salvatti,não vai avançar em nada negociações com o Congresso.Os nobres edis não querem conversas com ambas.

  5. O PLEBISCITO nada mais é do que uma medida para desviar a atenção do povo brasileiro, em especial as multidões das ruas nas mais diferente cidades do País. O povo acordou. Não necessitamos de PLEBISCITO, ainda mais para dar idéias para a tão propalada, e nunca realizada, REFORMA POLÍTICA. Peguntamos: Como seria feito esse malfadado PLEBISCITO? Quais as perguntas que seriam formuladas? Pois não precisamos sermos inteligentes para saber que para fazer uma REFORMA POLÍTICA seriam necessários várias perguntas, das quais a maioria da população nem sabem o que elas significam. E como o dinheiro anda sobrando nesse pseudo-governo quanto custará essa “magistral” idéia, descartada pelos próprios políticos e pelo povo, da Presidente? É triste ver o País com a governante que, alem de não ter “postura presidencial”, não sabe resolver as prioridades que o povo necessita, e, também vermos a inércia do governo em todos os sentidos, sem contar a inflação que assola em nossa Pátria.

  6. Pela minha vontade ,nunca deveriam estar brincando de governar ,se não tivesse pessoas inocentes ,nunca estariam onde estão.

  7. Carlos Ernandes Responder

    Que bom. Continua longe do Pr. Falar sobre administração do executivo, no PT, é só lembrar quando Gleise foi secretaria do Nedson, em Londrina!!!

Comente