Uncategorized

Formação de dentistas e psicólogos também pode exigir trabalho no SUS

O governo federal decidiu exigir dos estudantes de medicina um ciclo de trabalho no SUS. O programa de extensão dos cursos de medicina de 6 para 8 anos foi anunciado nesta sexta-feira, dia 8, e vale para estudantes que ingressem na faculdade a partir de 2015. Agora, o Conselho Nacional de Educação estuda adotar a medida para outras carreiras da área de saúde. Pelo novo estudo, estudantes de odontologia, psicologia, nutrição, enfermagem e fisioterapia também concluiriam a formação com atividades na rede pública.

Os conselhos de medicina já planejam ação judicial contra a medida, além de mobilização política para tentar reverter a situação do projeto no Congresso. Além da exigência, nada mais foi definido. Como o programa será implementado? Como se darão os convênios entre faculdades e hospitais? Há a possibilidade de envio dos estudantes para outras cidades? Como se dará a remuneração desse trabalho? São muitas perguntas sem resposta. O argumento do governo? “Há tempo ainda para se pensar”, justifica o secretário de Educação Superior do MEC, Paulo Speller.

5 Comentários

  1. Doutor Prolegômeno Responder

    O governo devia exigir esta conscrição forçada soviética dos seus preciosos quotistas que, à mingua de outro mérito, que não a cor da pele, a origem social ou étnica, estudam às custas dos contribuintes.

  2. A voracidade pela dominação do Brasil esta levando o governo a estatizar os estudantes, cada vez mais a cubanização vem se consolidando na terra sem massa critica.

  3. Eu acho que todos os cursos realizados pelas faculdades estaduais e federais os formando deveriam trabalhar pelo menos 2 anos para o estado.Afinal nos pagamos para os mesmos estudarem de graça, nada mais justo que retruam o que receberam.Casa cursos de veterinaria, agronomia, eng. florestal, quimica, todas.No campo para o pequeno agricultor muitas vezes falta um veterinário um agronomo para ajuda-lo com novas tecnicas no seu dia a dia.

  4. É uma intervenção pública em assuntos privados que não há justificativa. O brasileiro vive doente e em hospitais porque vive em condições precárias além de uma violência absurda nas ruas. Lógico que é bom ter hospital e saúde de primeiro qualidade, é nosso direito e dever do estado, mas não é só isso. Tem que ter saneamento básico. Grande parte das doenças são causadas por sujeira e esgoto. Adianta a pessoa viver em hospitais se tratando de várias doenças e voltar a viver em beira de rio ou lixões, ou crianças que vivem no meio de esgoto e brincando em valetas infectas! E a violência. Os pronto socorros lotados devido as vítimas de violência. São assaltos, assassinatos e tantos outros crimes etc. Quer dizer de repente todo o problema do Brasil foi delegada para a saúde e transferiram a culpa para os profissionais que trabalham na área e não é bem assim!

  5. A dilma e sua tropa piraram de vez! – E quanto mais “pensam” mais fede!
    Tem cabimento tomar uma resolução dessas, sem consultar os principais interessados? – A classe médica, lógico!

Comente