Uncategorized

OAB se pronuncia
sobre o caso Tayná

A OAB Paraná emitiu nota oficial a propósito dos últimos acontecimentos do caso Tayná. É o que segue:

NOTA OFICIAL

A ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL – SECCIONAL DO PARANÁ, por meio dos Advogados Edward F. Rocha de Carvalho (Presidente da Comissão de Prerrogativas) e Priscilla Placha Sá (Presidente da Comissão da Advocacia Criminal), acompanhou integralmente no último sábado (13) os depoimentos dos quatro suspeitos presos perante a Secretaria de Segurança Pública. Eles foram ouvidos pelos Delegados da Polícia Civil Rafael Vianna e Guilherme Rangel, estando também presente o representante do Ministério Público estadual.

Os Advogados Edward Carvalho e Priscilla Placha Sá, únicos representantes da OAB Paraná presentes ao ato, asseguram que os depoimentos tomados perante estas autoridades (que agora cuidam do caso) transcorreram em clima de absoluta tranquilidade e de respeito aos seus direitos e garantias constitucionais, sem nenhuma forma de pressão ou coação de parte das autoridades ali presentes.
Os acusados manifestaram de forma livre o direito de renunciar ao Advogado Roberto Rolim de Moura Júnior e constituíram como seu Advogado Andrey Salmazo Poubel que também companhou a íntegra das oitivas. Já o Advogado Aryon Jakson Schwinden, embora alegando ser também Advogado dos quatro rapazes, não foi reconhecido por nenhum deles como tal.
Após os depoimentos prestados, onde ficou evidenciada a tortura como meio de obtenção das confissões, bem como em virtude de outros elementos do Inquérito Policial, o Ministério Público entendendo inexistir razão para a manutenção de sua prisão pediu – em caráter de urgência – a liberação dos quatro acusados perante o juízo criminal de Colombo.
A OAB/PR continua acompanhando tanto o caso da morte da adolescente Tayná, quanto o caso de apuração e responsabilização da tortura praticada em face dos quatro rapazes.

21 Comentários

  1. MAIS UM PAPELÃO DA POLICIA CIVIL DO PARANÁ,AGORA O MP VAI CONSEGUIR LIBERTÁ-LOS, E NÓS VAMOS PAGAR UMA BAITA INDENIZAÇÃO, POIS É NOTÓRIO QUE ELES VÃO PROCESSAR O ESTADO. O DELEGADO E OS POLICIAIS QUE OS PRENDERAM É QUE DEVIAM ARCAR COM O MONTANTE DAS INDENIZAÇÕES. SE TODA VEZ QUE ELES ERRASSEM, TIVESSEM QUE INDENIZAR A VÍTIMA, ELES TOMARIAM MAIS CUIDADO E INVESTIGARIAM ANTES DE PRENDER INOCENTES E OBTER CONFISSÕES COMO ESSA.

  2. Solução fácil Responder

    Parabéns à OAB que sempre foi contra às PMs, por serem militares e “truculentas”. Fazer o que agora, militarizar a polícia civil? Ou acabar com todas as polícias. Vergonha, vergonha e vergonha!!!!

  3. ricardo crovador Responder

    Atenção: que a SESP providencie proteção especial para os quatro. Muita gente ruim está interessada num “acidente” qualquer…

  4. Garanto que estes bandidos vão dar no pé e nunca mais vai se ouvir falar deles. Foi a sorte deles o exame dar negativo e eles usaram isto a seu favor.

  5. Era tudo que eu temia: A OAB envolvida no caso!
    O que que a OAB tem a ver com isso? – Ela representa algum poder da República? – Não! – Muito pelo contrário; representa apenas uma classe profissional, de forma corporativa; e pior, conivente com a grande maioria dos crimes cometidos pelos seus representados.
    Não pode ser muito séria, uma instituição que estimula o ridículo Dr. antes dos nomes de seus representados, alegando uma lei assinada por Da Maria, A Louca, ainda na época do império português. Mas o pior, é que nem essa lei, jamais existiu!

  6. Isso mesmo tem muita gente grande por traz di
    sso.os policiais devem ser afastados e pessoas competentes assumir esse caso. quem carante que nao tem mukto dinheiro por traz.

  7. Dr. Mario Jorge. Responder

    É um grande risco pois após serem agredidos pelos próprios presos que abominam estupradores, mesmo ainda sem terem sido julgados são liberado para a fúria do povo que ainda não tem uma definição e os ve como os assassinos; temeridade, assim procedeu Poncio Pilatos após o povo pedir a libertação de Barrabas e um inocente foi assassinado!!!!! vai ser tudo repetido, podem anotar. Os homens sempre do bem(OAB e Promotoria) fizeram um mal………..será que teriam coragem de levar um dos acusados para trabalhar na casa deles como jardineiro ou vigia? gente, deixem os marmanjos mesmo que ainda não hajam provas longe da fúria do povão, ou estão querendo apagar as provas com a morte dos mesmos???? é uma hipótese.

  8. Vigilante do Portão Responder

    O acompanhamento da OAB, principalmente na pessoa da Dra. Priscilla Placha Sá, é garantia de que o depoimento dos rapazes foi em total liberdade.

    Trata-se de profissional brilhante e de lisura incontestável.

  9. Reinaldo César Responder

    Neste caso ficou bem evidenciado como agem os abutres da OAB, entidade que deveria passar por uma “auditoria” para verificar os inúmeros casos que são denunciados, mas, diante do paternalismo da OAB, os maus advogados ficam impunes e continuam a cometer suas irregularidades diárias.

  10. Não vou defender ninguem, acho que tem que apurar com muito cuidado, para não cometer erros.

  11. Matraca da lapa Responder

    OAB-PR Parabéns coibiu os excessos da policia civil e do próprio advogado que estava ridicularizando a classe.

    Quanto aos comentários acima sinto comiseração nao sabem o que dizem, mas certo e que com a OAB fiscalizando temos a garantia do cumprimento da lei.

    Parabéns

  12. Pedro Rocha: da uma lida num livrinho chamado Constituição Federal de 1988.
    Lá você vai encontrar a OAB designada como entidade com legitimidade para defender interesses sociais e direitos humanos.
    É só uma dica de leitura, que, para a maioria dos brasileiros, não existe. Prefere-se dar discurso sem nem ao menos ter idéia do que se está falando.

  13. Concordo em gênero e numero com o Sr. Pedro Rocha. Esta mania de se considerar doutor, já tem inicio no primeiro período do curso de direito. A OAB que deveria fiscalizar e ou punir seus advogados que atuam de forma indevida, não o fazem, então se não cuida nem de sua casa, não se intrometa em outros redutos. Quanto a policia, a investigação deve ser minuciosa, com calma e sempre fazendo uso de meios científicos, a era do pauligrafo já foi a muito tempo, e os senhores delegados já deveriam ter consciência que não são os deuses de todo o conhecimento.

  14. Deixa ver se entendi…A OAB nao deu importância que a defesa estivesse presente. A defesa comparece. A OAB, através do presidente da Comissão de Prerrogativas afirma que a defesa está coagindo os próprios clientes. Entao, o presidente da Comissão de Prerrogativas nomeia um ex procurador da própria Comissão de Prerrogativas. ahaah. Como sempre digo: o mundo nao se divide entre pilantras e pesssoa honestas. Há pilantras nível 1 atá nível 1000, safados nível 1 até nível 1000, canalhas, mentirosos e depois sim há os honestos.

  15. Almir Bornancin Responder

    será que que OAB vai ter coragem de cassar a OAB dos delegados afinal são todos advogados vou ficar de olho

  16. Joseph Eugenio Responder

    MP devia de fazer o mesmo que esta fazendo o INSS bloquear os bens e as contas Bancarias destes ditos policiais e delegados para compensar a despesas que o Estado vai ter no futuro com indenizações para essas pessoas que foram vitimas desses Funcionarios publicos mal intencionados, se isso não ocorrer vamos continuar pagando a conta desses mal funcionarios publicos alem deles estar sujando a imagens daqueles que é decente dentro da corporação.

  17. Prezado Sr. DOUTOR IVAN;
    meus parcos conhecimentos, e minhas poucas horas de leitura, impedem-me de encontrar na Constituição Federal, os artigos e os parágrafos que nomeiam a patriarcal e benevolente OAB como protetora oficial dos fracos e dos oprimidos do Brasil. Como não consegui encontrar…
    A propósito, caso o ínclito causídico encontrar também, cópia do Decreto assinado por Dª Maria a Louca, onde exige-se que todos os advogados do Brasil carreguem à frente de seus honrados nomes, o rutilante título de Doutor, por favor, indique-nos onde podemos encontrá-la, pois para estar em vigência até hoje, deve estar também apensada à nossa Carta Magna, desde que o gorducho D. João VI bateu seus costados por esses tristes trópicos, não?

  18. Eliseu de Macedo Apparecido Responder

    Gostaria de saber o que a OAB Paraná está fazendo para esses policiais pagarem pelo crime cometido….isso é um absurdo a Policia do PR fazer e pior ainda poderia sido qualquer um de nós. Imagino o constrangimento desses rapazes. O dinheiro que o estado vai indenizar não paga…..só quero ver ser os policiais pagarão pelo crime cometido. Acho que esses policiais forem colocados na cadeia vai ser pouco e espero que seja exemplos para outros policiais da mesma estirpe…

Comente