Uncategorized

O fim do canetaço

Do Ilimar Franco:

O comando do Congresso comemora: o governo Dilma vai ter que conversar com a base aliada antes de enviar novas MPs e projetos de lei. Pela nova sistemática de apreciação, se em 30 dias elas não forem votadas, trancam a pauta do Congresso. A coordenação política do Planalto, reunida na quinta-feira, concluiu que, a partir de agora, o Executivo vai ter que negociar com o Parlamento antes de enviar suas propostas. Como diz um dirigente do Congresso, o Palácio não poderá mandar nada quadrado, terá que negociar antes para enviar um texto redondo e palatável. O primeiro projeto que passará por essa nova forma de negociação será o marco civil da internet.

3 Comentários

  1. Marcos Leandro Responder

    Grande mudança , que País pode se considerar realmente democrático e com seus poderes trabalhando dentro de suas respectivas funções , quando se governa o País por medida provisória , cade o Planejamento deste País , quando veremos uma discussão ser realizada dentro do congresso e partir de lá , resoluções para a apreciação do executivo , será que nossa geração verá isso acontecer?

    Olha ai algumas atribuições do Congresso Nacional

    -Criação e modificação de leis, com sanção do Presidente da República;
    – Analisar os relatórios referentes à execução dos programas de governo do executivo;
    – Aprovar e ou modificar projetos de lei com origem no Executivo;
    – Estabelecer planos de desenvolvimento nacionais ou regionais (com sanção presidencial);

    Lembre que projeto de lei , não é medida provisória .
    A sua discussão tem que ocorrer no âmbito legislativo.
    Agora , o governo abre credito , promulga MP dos portos sem a sociedade saber do que se trata, não que eu ache ruim a nova lei dos portos , que não é lei , é MP; , desonera tributos sem consultar os Estados ,resolve que médicos tem que trabalhar para o SUS , e vou trazer quem for preciso sem fazer o exame de validação de seu curso de medicina e vai ser assim , em outras palavras , governa o País como um Reinado , onde o Rei diz que é assim e é assim , ponto final.
    Que bela Democracia !!!!!

  2. A Sociedade Responde Responder

    “O comando do Congresso comemora: o governo Dilma vai ter que conversar com a base aliada antes de enviar novas MPs e projetos de lei.”
    É aí que reside o perigo. A base alugada, digo aliada, é voraz e já deixou a ‘presidenta’ muitas vezes em apuros…

    “Pela nova sistemática de apreciação, se em 30 dias elas não forem votadas, trancam a pauta do Congresso.”
    Portanto, o recado está dado. São trinta dias para conversar e colocar às cartas na mesa, ou seria no balcão? Caso contrário, tranca tudo. Para o Congresso, nem mesmo os interesses mais urgentes dos brasileiros tramitam. É assim que funciona.

    “A coordenação política do Planalto, reunida na quinta-feira, concluiu que, a partir de agora, o Executivo vai ter que negociar com o Parlamento antes de enviar suas propostas.”
    Os parlamentares que já estão em véspera de novas eleições querem dialogar (eles dizem negociar, é feio…) com mais ‘profundidade’ com o executivo. Não aceitam mais o joguinho que até agora dominou o xadrez político entre ambos – Parlamento e Executivo.
    Ou seja: querem novas cláusulas no mesmo acordo. Esquecem-se, os tais, que foram ELEITOS PARA LEGISLAR com independência de poderes.

    “Como diz um dirigente do Congresso, o Palácio não poderá mandar nada quadrado, terá que negociar antes para enviar um texto redondo e palatável.”
    Legal, hein?! Gostei dos entremeios. Eles mandam o recado e não ficam nem vermelhos, de tanta cara de pau. É preciso negociar antes(1), tem que vir redondinho(2), e, por fim, palatável!

    Ou seja, que não deixe dúvidas. Quer recado melhor? Melhor que isso, só VERDES razões, as antigas ‘alfaces’ como era conhecida aquelas verdes tentações…
    Assim, sem dúvida, fica tudo redondinho. E para a sociedade desce quadrado, né?

  3. Parreiras Rodrigues Responder

    Alguém ao meu lado, lê e comenta: Tão esvaziando a caneta da presidente.
    _______Que caneta, cara-pálida? Pergunto eu. Estão é cortando os barbantinhos que a amarra às mãos de Lula.

Comente