Uncategorized

Mercadante ataca médicos brasileiros para justificar importação

Acabo de ouvir uma bobagem dita pelo poderosíssimo ministro de Educação, Aloisio Mercadante. Diz que o Brasil precisa de “médico especialista em ser humano”. Soa a deboche. Vamos lá, minha gente, é evidente a intenção do governo de desqualificar nossos médicos e nossa medicina para justificar a “importação” de médicos estrangeiros. Entre os nossos certamente há profissionais sem qualidade e de comportamento não compatível com a profissão, como há no resto do planeta, abaixo e acima do Equador. Eu não os conheço. Os meus médicos têm a formação que corresponde ao juramento de Hipócrates ou ao trecho de Pedro Nava em que ele descreve sua dedicação à medicina.

Pois, pois, tomar a exceção pela regra não é honesto. Se há médicos que não merecem respeito, aí está um problema que não se resolve trazendo médicos que não passarão nem mesmo pelo exame de validação do diploma. Isso se resolve com mais verbas para a saúde, mais verbas para equipar hospitais e postos na periferia das grandes cidades até os lugares mais longínquos do país. E com uma carreira decente para médicos de dedicação integral à saúde pública. Sem esquecer de fechar todas as faculdades de medicina que não têm condições de ensinar.

Dizer que precisamos “de uma medicina para seres humanos” é patético. Uma tentativa de sensibilizar a população carente e colocá-la contra os médicos, o que, para mim, além de tudo, é criminoso. Logo vai aparecer alguém para perguntar de onde virá o dinheiro para a Saúde. Hoje, até os ginasianos sabem que o dinheiro que não vai para a saúde é o que custeia uma máquina de 39 ministérios, é o que financia as aventuras do Eike Batista, é o que sai pelo ralo da corrupção. Quem está nessa não tem o direito de culpar os médicos e a medicina do Brasil pelas insuficiências do sistema. Soa a deboche.

NADA QUE É OBRIGATÓRIO É BOM, INCLUSIVE O MERCANDANTE
Serviço civil obrigatório para os médicos? Ora, este país vai mal, entre outras, por conta das obrigatoriedades. Pois, pois, quero declarar que sou contra tudo o que é obrigatório. Voto obrigatório, serviço militar obrigatório, regime escolar obrigatório. E ponha no topo da lista o que nos impingem de impostos obrigatórios. Basta. Quanto menos Estado a interferir em nossas vidas, melhor seremos como povo, Nação. Estado deve cuidar apenas do essencial. Segurança Pública, para começar.

29 Comentários

  1. Adalberto Jardim Responder

    Espero que os médicos do ministro tenham vergonha na cara (por que ele certamente não tem) e lembrem-se disto quando o ministro tiver dor de garganta. Também todos os médicos do Hospital Sírio Libanês em que os parlamentares se tratam lembrem-se disto.
    A propósito dos dois anos de prestação de serviços no SUS aos novos médicos, gostaria de outra sugestão: que os parlamentares e seus familiares também fossem atendidos por dois anos no SUS antes de ingressarem no plano médico pago pelos brasileiros.

  2. Doutor Prolegômeno Responder

    Querem levar médicos para o interior ? Pague-se-lhes o que pagam aos membros do ministério público e magistrados de carreira que atuam em comarcas nos lugares mais recônditos do país. Criem uma carreira de médico público, com garantias e condições de trabalho compatíveis com as destas carreiras de estado e vão achar médicos aos milhares. Justiça para todos e saúde para todos é um mandamento constitucional. Basta aplicar e dar concretude aos mesmos.

  3. Mercadante é um doutor sem doutorado. Já foi desmascarado há tempos, quando alegou que tinha doutorado e nem pós-graduação lato senso ele tem.

  4. ESSE MERCADANTE É UM MORTO VIVO….ESTA NA HORA DE APOSENTAR COMO DIS O LULA PRESIZO MUDAR O PT, LULA VOCE PRESIZA MUDAR TUDO. ELES JA ESTAO UTRAPASSADOS,,,,,,, TODOS…….

  5. O que o governo quer, é estatizar a medicina.A mania do PT de querer socializar seus prejuízos, tem sido tiros que saem pela culatra.Toda arrogância tem seu preço, tratar o povo como simples subalterno, não pode estranhar a contrapartida.O governo exige a execução das suas idéias e vontades. Sempre referem a uma justiça social que nunca acontece, mas que serve de trampolim para a instalação da ditadura ptralha.

  6. sergio silvestre Responder

    Ontem vi um jogo sub 13,onde um juiz ao invés de dar cartão ou dizer palavrão,orientava a criança,que num futuro padem ser do mesmo time.
    São poucos que agem como aquele cidadão,e dizer que o Mercadante disse uma bobagem,ora eu já ouvi isso da boca de muito pobre desassistido.
    Está enraizado na nossa cultura a pirotecnia de salvar um cachorro acidentado,ou gastar milhões com as pererecas do brejo,mas repararam que não tem o mesmo tratamento o ser humano
    Já vi da boca de um médico que tiraria a sorte grande se fizesse o parto de quadrigemeos,e que existe medicos que quando a familia tem muito dinheiro e poucos filhos,exploram as coisas emotivas dos pais para ganhar mais.
    Não sejamos hipócritas,temos uma elite na medicina que não quer passar por medicos de segunda linha,e ter os cubanos nos calcanhares.
    O resto e esperneio,se tem competencia e vontade de trabalhar vai ter campo para todos.

  7. O ministro, ou melhor dizendo, o primeiro ministro deve saber o que fala, a final de contas ele é o responsável pela formação dos nossos médicos, ele é o ministro da Educação, ministério que além de elaborar os currículos da escolas de Medicina, também as fiscaliza. E quem fiscaliza conhece a situação do fiscalizado. Então ele tem razão? Não concordo, ele deveria ter razão, mas não tem. Há algo de errado em tudo isto, e é obvio que há. E é tão errado que nem o primeiro ministro consegue achar o erro.

  8. Ontem, em assembléia na associação médica decidimos pelo estado de greve.
    Hoje todas as associações estaduias se reunirão em brasília para definir as datas e os rumos do movimento. A princípio já haverá uma paralisação geral: medicina pública e privada no dia 23, segunda feira…….e depois serão 2 dias e depois 3 ou mesmo paralisação total por tempo indeterminado……medicina privada e pública…….e até atestados de óbito………
    Elles declararam guerra, nos demonizaram, agora vão ter que explicar……

  9. ENTAO JUSTIFIQUEM O PORQUE NAO HÁ MÉDICO NESSES LUGARES LONGÍQUO? OS MEDICOS SÓ QUEREM SABER DE CAPITAIS.. TEM QUE CONTRATAR DE FORA MESMO, TENDO EM VISTA QUE NAO HÁ MÉDICO DISPOSTO A TRABALHAR NESSES LUGARES CARENTES, NEM POR UM SALARIO DE 15 MIL,, HA CONCURSOS PRA ESSES LUGARES E AS VAGAS NAO SAO PREENCHIDAS, E COM ISSO A POPULAÇÃO MAIS CARENTE DESSES LUGARES REMOTOS É QUE SOFREM. ALIAS, PORQUE NAO COBRAR O REVALIDA PARA TODOS OS MÉDICOS? EU DUVIDO QUE ESSES MEDICOS DO BRASIL CONSIGAM APROVAÇÃO, SÓ MINORIA… O GOVERNO PRECISA LEVAR SAUDE A TODOS.. INCLUSIVE A ESSES LUGARES REMOTOS, SE NAO TEM MEDICO DISPOSTO, DEVE SIM TRAZER DE FORA.

  10. A revolta de mestre Fábio, traduzida nesse belo texto, é suficiente.
    Bater em Mercadante; em Dilma, e no resto da petezada ordinária, que firmou compromisso com Fidel de importar seus “médicos” iletrados, semi-analfabetos, já é covardia!
    Ou melhor, já encheu o saco, bater em cachorro morto.
    O comunopetismo vive seu epílogo; e esse clima de fim de feira, esse legítimo salve-se quem puder (da cadeia), já era previsto lá no início do pesadelo lulla/dilma!
    Tchau petismo safado! Que a terra lhe seja leve!

  11. cesar - barraquinha Responder

    Acredite, se quiser???

    Em todos os postos temos as raposas, em alguns lugares mais e em outros menos.
    Mas qie realmente tá faltando mais médicos do que condição de trabalho, há isto tá.
    Sempre que vemos a população reclamando, não é a falta de um posto de saúde, de um hospital, mas sim de médicos. Onde estão os médicos?? e isto nos grandes centros, em boas cidades, etc, etc.

    VAmos para de ser “hipócrites”

  12. Eu já concordo que todos aqueles que usufruem do ensino público superior retribuam a sociedade o dinheiro investido. Os filhinhos de papai que estudam a vida inteira em escolas particulares e no vestibular papam as vagas de medicina precisam devolver a sociedade o dinheiro investido. Neste ponto corretissimo o Sr Ministro da Educação. Por que os mais pobres tem que pagar ensino superior ? Passou o tempo da burguesia mamar. Parabens a Presidenta Dilma.

  13. R. NORTE-SUL DO PARANA- Responder

    Esse assunto não merece comentãrios. O Mercadante virou MERCADORIA, para não dizer outra coisa que inicia com m… aliãs o ´PT inteiro é uma m….

  14. Mané do sudoeste Responder

    Não sou advogado do diabo.Mas perguntar não ofende. Por quê máfia do jaleco branco está tão preocupada ? Estão falando que falta dinheiro,para eles ganhar mais,isto sim. Saúde não se faz só com médicos,se faz com equipe.Antigamente quase só se tinha clínicos gerais,e resolviam mais de 80 por cento dos problemas de saúde, com bem poucos exames,se faziam partos, cirurgias de pequeno e médio porte e mais procedimentos.Tem médico hoje que nem parto não quer fazer.Outra coisa, tive um problema sério de saúde dois anos atrás,passei por vários médicos,inclusive um Israelense e um Uruguaio e fui muito bem atendido e bem tratado clinicamente,muito mais que certos brasileiros.Tem mais é que encher de médicos estrangeiros aqui.

  15. ricardo crovador Responder

    Fábio, concordo com você… mas há de se pensar sobre o absurdo que é ainda existirem fronteiras nacionais que nem médicos conseguem transpor… imagine eu, então…

  16. NA CORDA BAMBA Responder

    Este Mercadante é outro safado e imbecil. Se o cara quer encher
    o Brasil de “médicos especialistas em ser humano” primeiramente
    precisa encher este governo medíocre do PT com políticos que cui-
    dem bem do ser humano. Se o governo não oferece saúde à popu-
    lação o que mais é “ser humano” ???

  17. Como tem gente ignorante mesmo.
    Não se trata de trazer médicos estrangeiros.
    E, sim de não fazer a prova obrigatória.
    Ou seja, simples de entender, qualquer estrangeiro pode trabalhar no Brasil, desde que passe pelos requisitos necessários.
    Imagina só… o cara compra um diploma frio lá fora e vem trabalhar no Brasil, com o Aval da Dilma. Tá de brincadeira né. Só no PT mesmo.

  18. Percebe-se que o conteúdo de certos comentários faz bem jus ao apelido daqueles que o preferem, não é, Seu Mané?

  19. salete cesconento de arruda Responder

    O LOBO MAU vai pegar os médicos do Brasil…
    Ai que medo!
    Rsrsrsrsrs
    Médico BOM não está preocupado com a vinda de colegas de qualquer parte do mundo pois eles sabem que NUNCA ficarão desempregados.
    E quanto ganha um BOM MÉDICO?
    Na terra da minha mãe NENHUM DOTORZINHO por mais que ganhe quer ficar pois é longe da capitar…
    E OLHA QUE MEUS AMIGOS MÉDICOS não estão nem aí para essa POLITIZAÇÃO do assunto. Eles querem mais é que a POPULAÇÃO SEJA ATENDIDA e que nenhum profissional seja PERSEGUIDO como foram os DENTISTAS BRASILEIROS EM PORTUGAL por culpa do corporativismo burro.
    VIVA OS BONS MÉDICOS que sabem que é PRECISO sim muito mais médicos com CORAGEM de ir para o interior do Brasil.
    O erro foi fornecer FACULDADE DE GRAÇA para quem só queria – em boa parte – o status do JALECO branco tanto que alguns até andavam com a ROUPA BRANCA na rua para mostrar ‘status’.
    MEDICINA TEM QUE SER PARA QUEM TEM DE FATO VOCAÇÃO e luta com coerência pelos seus direitos sem dar uma de portugues PERSEGUIDOR de colegas de profissão.

  20. sergio silvestre Responder

    Sra Raquel,que comentario infeliz!Se consumar isso que voce escreveu acima,põe por terra aquilo que reivindicam.
    Voces são medicos,a maioria de pessoas carentes,como é que fica estas pessoas se voces radicalizarem?
    Os politicos tem os grandes médicos e hospitais 5 estrelas,porque voces então não param estes grandes hospitais.
    Quando os Sarneis,e outros malandros doentes politicos apertar,caem de joelhos para voces.
    Fazer greve nos hospitais publicos que já são um martirio para o trabalhador,imaginem o sofrimento.
    Nunca vejo voces se manifestarem pelas pessimas condições em que são tratados os pobres,gente pensa um pouco.

  21. Porque não exportar o Mercadante?
    A questão do status do médico e do advogado vem dos ricos do império que mandavam seus filhos para Portugal estudarem e estes voltavam doutores. Hoje em dia isso está ultrapassado mas, num país de semi analfabetos tudo mundo que faz faculdade já vira doutor. Acho estranho toda esta briga e preconceito de gente que diz que médico é eletista, que faltam médicos etc. Em todo lugar tem profissional ruim mas, também tem excelentes profissionais. Tem a máfia do jaleco mas, no Brasil tem máfia de tudo. Se dois brasileiros conversarem eles já tem uma ideia de fazer um esquema. É a cultural do país. Agora se vier médicos de outros países por vontade própria tudo bem porque o mundo é livre. Agora importar profissionais é um absurdo. Os políticos que muitos nem estudaram querer mexer no currículos dos médicos é um absurdo. Como pode o PT um partido antes de intelectuais, agora é um partido que combate o ensino e os profissionais formados como se estes fossem elites contra o povão. Enquanto a sociedade se divide em brigas, os políticos continuam em Brasília vivendo como reis. E os partidos brigam na frente das câmeras, mas nos bastidores são todos amigos e unidos para serem fortes e conseguir dilapidar o cofre públicos com suas leis.

  22. MARCIA CRISTINA FERNANDES Responder

    Concordo com a Salete ,Sergio Silvestre e outros que brilhantemente falaram a verdade. Os médicos mercantilizaram a profissão, não querem trabalha para pobre, querem trabalhar nas instituições públicas para ganhar o salário,mas não querem cumprir horário, querem atender nos seus consultórios a elite que pode pagar.Temos os ex dos anestesistas que só atendem particular. Não atendem por convênios e para cirurgia cobram quanto querem sem regulamentação nenhuma se precisar tem que pagar o que eles pedem. Ah! a consulta antes da cirurgia também é cobrada pois eles não atendem por convênio, só particular. Nenhum médico quer atender fora das capitais,não querem atender em postos de saúde. A maioria não quer nem convêno só atendem particular cobrando R$350,00 reais a consulta., pelo SUS então nem fale. Não querem atender no interior ou em regiões de difícil acesso e ainda querem impedir aqueles que querem , Deixem os médicos virem e trabalharem …..

  23. Quando se fala em greve de médicos que prejudicam a área da
    saúde todo mundo se arrepia e com razão. Existe um erro grosseiro
    quando a população menos informada rotulam como “burgues” todos os médicos. Existe um longo crivo e investimento para chegar a ser um bom profissional médico. O assunto da interiorização ficará totalmente resolvido quando o governo equipar decentemente e oferecer um plano de carreira como ocorre com o judiciário. Com todo o respeito, hoje um juiz chega a uma cidade pequena com a mínima infraestrutura e a informática consegue trabalhar e o médico precisa de um grande investimento de posto de saúde e hospital decente para salvar vidas… O que o governo está fazendo é simplesmente não dar nenhuma infraestrutura e querer que o médico seja milagreiro. Neste caso é bom contratar
    bons curandeiros indígenas !!!

  24. A Sociedade Responde Responder

    É notório que o problema da falta de médicos no interior do país é também e com maior gravidade de infraestrutura dos hospitais e, ainda, o tal repasse de verba federal sempre em menor escala da real necessidade, afora a roubalheira que acontece em tais instituições, sem generalizar.

    Antes de querer importar médicos às pressas por conveniências outras – porque isso não é uma resposta às reivindicações da sociedade –, deveria ser totalmente reestruturado o projeto de saúde para o país, através de um ministério mais ágil, dinâmico, competente, criando reais possibilidades de um melhor atendimento aos brasileiros, sem essa pouca vergonha que é na atualidade. E, pelo jeito, sem solução aparente.

    Enfiar médicos estrangeiros onde os recursos são parcos e a infraestrutura hospitalar é deficitária, por certo, não é a melhor solução. Salvo se for para ajudar, aí sim, os médicos cubanos da irmandade companheira.
    Fora disso é tapar o sol com a peneira da conveniência.

  25. Claro que temos excelentes profissionais na área da medicina, o que não temos é políticos corretos que sempre justificam seu erros com desculpas e mais despesas.

    Como teremos médicos a altura, se temos salários de fome, não temos hospitais, não temos leitos, não temos remédios, não temos exames, enfim, não temos nada.

    Temos porém salários altíssimos de políticos que não fazem nada pelo povoe pela nação.

    Então ta na hora de termos consciência e 2014 votarmos com dignidade por nós, por nossa família e mudarmos este País para melhor.

  26. Olha volto a falar quem faz cursos em faculdades estatais recebem bolsas para faculdades particulares devem muito para o resto da população que pagou para eles estudarem.Vi que um medico está reclamando do programa do governo porque o salario é dez mil reais.Pô se ele se formou em uma faculdade federal tinha mais que trabalhar e aprender de graça pelo menos dois anos, para pagar o curso que os menos assistidos lhe deram.Essa de ficar atacando PT é coisa de quem não conhece miséria e o interior do Brasil.Chega de tudo que acontece de errado transformar em politica desse ou daquele partido.Todo cidadão tem que ser coerente e pensar mais no proximo.

Comente