Uncategorized

Preso guarda municipal suspeito de torturar acusados do Caso Tayná

Da Banda B:

Mais um suspeito de torturar os acusados pela morte da menina Tayná Adriane da Silva, de 14 anos, foi preso no final da tarde desta segunda-feira (22) pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público.

O preso de hoje é um guarda municipal de Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba. A prisão foi pedida pelo Gaeco na última sexta-feira (19) e decretada hoje pela Justiça de Colombo. Além do guarda, outras 15 pessoas foram denunciadas por participar das torturas ocorridas nas apurações da morte da adolescente Tayná.

Outras 13 pessoas já haviam sido presas: nove policiais civis, um policial militar, um guarda municipal, um auxiliar de carceragem e um preso de confiança dos policiais.

1 Comentário

  1. O QUE ESSES GMs ESTAVAM FAZENDO NA DELEGACIA ? SERIAM ELES ALCAGUETES DE POLICIA ? GM NÃO É POLICIAL,LOGO NÃO PODERIAM ESTAR EM UMA DELEGACIA E AINDA MAIS PARTICIPANDO DE TORTURA. OS DELEGADOS NÃO DEVERIAM PERMITIR A PRESENÇA DESSES ELEMENTOS EM SUA DELEGACIA,MAS FAZEM VISTA GROSSA E ACABAM SE COMPLICANDO.

Comente