Uncategorized

Guarda Municipal confessa tortura
no caso Tayná

Da Rádio Banda B

O guarda municipal de Araucária, preso na noite de ontem pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), confessou nesta terça-feira (23) que torturou os acusados pela morte da menina Tayná Adriane da Silva, de 14 anos. Após este depoimento, outro guarda foi preso, totalizando 15 agentes já presos.

Em imagens divulgadas pelo programa Brasil Urgente, da Rede Bandeirantes de Televisão, o guarda Ronaldo Alexandre Szypper disse que não aguentou ver tanta frieza nos olhos deles ao confessarem o crime. “Como uma pessoa pode falar de um estupro com aquela cara, eu não sei o que nós fizemos, mas eles confessaram o crime. Eu dei sim uns ‘tapas’ em um deles, outro levou socos nas costas, mas eu fiquei bravo”, afirmou.

Ao todo o depoimento consta com mais de uma hora e Szypper conta detalhes da tortura. As imagens agora devem ser levadas ao conhecimento do Ministério Público e das autoridades responsáveis para serem analisadas.

14 Comentários

  1. Valete de Paus Responder

    QUIÇÁ, INVERTER AS AS SITUAÇÕES O COLOCAR ESSE POVO TODO PARA RECEBER UMA HORA DE TORTURA COM DIREITO A UMA ESPETADINHA DE CABO DE VASSOURA EM CADA UM…HUMMM…TERIA MUITA GENTE QUERENDO FAZER JUSTIÇA…

  2. Que despreparo dessas pessoas! E de pensar que são elas que cuidam da nossa segurança. Ainda não entendi o que esse Guarda estava fazendo na Delegacia…foi especialmente para torturar junto com a nossa competente Polícia Civil? Nessas horas da saudade da Maria Louca…

  3. salete cesconento de arruda Responder

    Aqui no Rio tem ONG perguntando:
    – vai sobrar para o guarda e para o preso de confiança?
    Fale mais do assunto Fábio.
    Todo mundo anda lendo o teu blog e inclusive querem saber quem matou não apenas a menina Tayna mas também a Raquelzinha.

  4. E o Governo trocou o delegado geral, corregedor, e outros pq uma guarda municipal torturou os presos??? Isto mostra q o governador é um precipitado e mal assessorado. Lamentável. Derrubar o maior lider q a policia civil ja teve por erro q nao foi dele. Esta me parecendo muito estranho.

  5. Até agora falaram de tudo, menos de quem é o verdadeiro mosntro que matau a menida.
    Pelo andar da carruagem, pode ser um bacana ou filhinho de bacana, pode ser um político ou filhinho de político, quem sabe?
    A verdade é que já passou da hora de tornar público o nome do monstro.

  6. Sobre a tortura não havia dúvida. A voracidade com que a policia entrou no caso já denunciava estranheza. Parece até que estão querendo proteger alguma figura importante da região.

  7. Incrível um cara dizer que participou das torturas que, admite que fez parte, questionar a postura dos torturados. Que cara de pau deste cara, se não é louco não está muito longe disto.

  8. NOOSAA… EXISTE TANTA COISA ERRADA NESTE MUNDO..QUANDO TIVER UMA
    CASO ASSIM MELHOR CHAMAR A POLICIA DE OUTRO ESTADO P/INVESTIGAR…QUE TAL O CSI ….NHEE

  9. PORRA, E O DELEGADO DE POLÍCIA QUE CHEFIAVA AS INVESTIGAÇÕES, DEIXOU TUDO ISTO ACONTECER ???? É CLARO QUE TODA SOCIEDADE REPULSA O CRIME EM QUESTÃO, MAS NÃO QUE SEJAM USADOS MÉTODOS MEDIEVAIS PARA APURAÇÃO DOS FATOS. A POLÍCIA CIVIL DO PARANÁ NÃO APROVA COM CERTEZA TAIS MEDIDAS E OS CULPADOS DAS TORTURAS DEVERÃO SIM SER RESPONSABILIZADOS …

  10. cara de pau é as pessoas esquecerem que a menina foi torturada por esses caras q estão agora se fazendo de coitadinho! Sinceramente queria ver se fosse uma filha, sobrinha, ou qualquer pessoas próxima, se esses que criticam a policia iam dar “beijinhos” nos vagabundos.
    Sinceramente não sou nem um pouco a favor de tortura, mas não acho certo esses monstros ficarem presos sendo alimentado e bem tratado com o nosso dinheiro, enquanto um guarda mau ganha pra se sustentar, toma tiro de vagabundo por pessoas que quando sentem medo sabem chamar a policia, mas são mau agradecido, na primeira oportunidade que tem pra criticar o fazem.

  11. Ao que me consta. Quando encaminhados para Araucária, os quatro presos já haviam confessado e não apresentavam lesões, se o GM agrediu por ódio dos suspeitos em ver a frieza dos presos ao falarem do crime, praticou crime de lesões corporais, pois não tinha ontenção de tirar serviço, fica a dica senhores do MP e Advogados, outra coisa, porque não divulgam a prisão injusta dos policiais que não participaram de nada, apenas por serem lotados na DP de Maracanã, fora isso mais injusto e imoral foi a troca do comando da PC!

  12. Pelo que vi nos vídeos do guarda ele disse que deu uns tapas e voltou ao trabalho. Citou nome de outras pessoas que continuaram agredindo os suspeitos. “Dar uns tapas” configura lesão corporal e isso é muito diferente de tortura. O que me parece é que como o guarda foi o único que confirmou a ocorrência de agressões por várias pessoas estão querendo empurrar pra ele pagar o pato.
    Ninguém se tocou que os 4 suspeitos passaram por 4 delegacias, e 1 presídio?
    De todos os policiais,carcereiros e presidiários desses lugares só o guarda municipal com o seu tapa fez tudo isso?
    acho que tem mais gente nessa história, e querem fazer o guarda de “boi de piranha”.

  13. Não tá “Vazando” informação de mais desse caso?

    – depoimento de um pé rapado
    – laudo da morte

Comente