Uncategorized

Dilma diz que ficará de cabelos brancos após deixar Presidência

Da Mônica Bergamo, Folha de S.Paulo:

“Vai no Kamura que o Kamura é legal. Você vai ficar linda”, aconselhou Dilma Rousseff à colunista [Mônica Bergamo] em um dos intervalos da entrevista de quase três horas que concedeu à Folha na sexta-feira, 26, em seu gabinete no Palácio do Planalto. O cabeleireiro Celso Kamura cuida do visual da presidente desde a campanha eleitoral de 2010.

Dilma discorria sobre um de seus “orgulhos”, o Pronatec Bolsa Família, que deve dar diploma técnico a 1,2 milhão de pessoas até o fim de 2014. “Você forma de um tudo, do cuidador de idosos à manicure. E 70% são mulheres. É gente que não teve oportunidade, nenhum trabalho melhor na vida. E você não sabe o que tem de emprego de manicure e depiladora. O mulherio adora uma pinturinha na mão.”

Diante da observação de que ela própria não usa esmalte, Dilma disse: “Eu não pinto a unha, não. Eu era igualzinha a você [colunista]”, sem exageros em relação à vaidade. “Aí você vira presidente, enchem o seu saco.”

Dilma mexe no cabelo, hoje mais curto e sempre pintado e arrumado, já que ela aparece diariamente em público. “Mas o Kamurete é legal.” A presidente conta que “lascou” uma amiga no salão dele e que ela ficou “igualzinha ao que é, só que sofisticada”.

“Agora, é só sair daqui [da Presidência da República] que vou voltar a ser igualzinha. E mais: vou deixar o meu cabelo sem tingir. Vou dar uma coisinha meio colorida [nos fios] e deixar uma mecha branca. Vou ficar a cara da Christine Lagarde [diretora-gerente do FMI].”

Dilma contou que, depois que fez quimioterapia por causa do tratamento contra o câncer, em 2010, acompanhou o crescimento do cabelo. “Na parte da frente, era preto. Para trás, branco. Sabe cachorro preto e branco?”, disse, rindo. “Parecido com aquilo. No dia em que cresceu o cabelo, eu olhava no espelho…”

“Tem uma coisa boa na quimioterapia, quando cai [o cabelo]. Você liga o chuveiro, careca, a água, na hora em que cai, é um alívio, é um relaxamento. Quem me falou foi a Ana Maria Braga [apresentadora, que também se submeteu a um tratamento]. Ela me disse: ‘Você vai aproveitar muito’. É uma maravilha.”

No fim da entrevista, quando se deixava fotografar, a presidente consultou um serviço de notícias em seu computador. Leu o título de uma das reportagens em voz alta: “Dilma se recupera da gripe no Palácio da Alvorada [residência oficial]. E eu aqui [no gabinete do Palácio do Planalto], trabalhando igual a um camelo.”

Segue lendo. “O José Genoino ainda está na UTI?” O deputado petista tinha sido internado para fazer uma cirurgia no coração.

Entre os cliques, falou do neto, Gabriel (“esse ainda é pequeno, mas um dia vai mandar” [na avó]), da filha, Paula (“essa sempre mandou”), e respondeu a outra pergunta pessoal: está namorando? “Ah, só se for com as araras do Palácio da Alvorada”, disse, dando e provocando risadas. “Elas são invocadas, sabia?”

5 Comentários

  1. Parreiras Rodrigues Responder

    Onde a relevância da notícia? Relevante seria se negar a frequentar cabeleireiro que cobra três mil prum trato na juba.

  2. Só depois que deixar o cargo?
    Sorte da Presidanta!
    Os meus já ficaram brancos enquanto ela é Presidanta.

  3. Então que caia fora logo, pois bancar este japa toda vez que a companheira presidanta aparece na tv , vai nos quebrar as pernas. Ou nos deixar também de cabelos brancos.

  4. Eu também. Tenho 65 anos, meço 1,60m, peso 94 quilos e sou meio cambaio, mas, estimulado pelo elevado exemplo, vou parar de pintar os cabelos. Vou ficar com a cara do Rutger Hauer em “Blade Runner”.

Comente