Uncategorized

Papo de consultório

Do Lauro Jardim:

Se já é uma tendência nacional, ainda é cedo para dizer, mas em Brasília não são poucos os médicos que têm ampliado o tempo de consulta para explicar aos pacientes o porquê de votar contra Dilma Rousseff em 2014 e de ser contra o Mais Médicos.

O governo tem pesquisas que mostram a aceitação do programa na sociedade, mas está ciente do estrago que a categoria pode fazer. É um problema daqueles…

7 Comentários

  1. A presidente pode não ser perfeita, mas coragem não falta a ela. Ainda bem, a turma da Casa Grande odeia políticos que colocam o dedo na ferida…Estou do lado da Dilma….

  2. E com essas greves a categoria esta fazendo um estrago contra eles mesmos… sem falar que se alguém gravar uma conversa dessas os DR’s vão ter problemas legais!!!

  3. Mané do Sudoeste Responder

    A\máfia do jaleco branco mostrando suas garras. Jogando o usuário/paciente contra o governo.Aliás um canal de TV mostrou uma reportagem nesses dias,como certos médicos trabalha,só batem o ponto,e em 10 minutos já saem do ambiente de trabalho,existem vários como esses.

  4. Não acredito, a classe médica se desmoralizou com esse movimento . Ninguem pode ser contra um programa de governo que pede MAIS MéDICOS para atender a população desassistida.

  5. Estão pesquisando no lugar errado… o rombo eleitoral da dona Dilma vai
    ser muito grande, acreditem !!!

  6. Mais Médicos, menos "Doutores" Responder

    Os médicos sempre foram contra a dupla Dilma-Lula. E nem poderia ser diferente. É uma “Questão de Classe”. Simples assim. Portanto, pouco provavel que a Dilma perca alguma coisa daquilo que nunca teve, apoio da “Classe” Médica. Por outro lado ganha muito por ter tido a coragem, como autoridade pública responsável pela saúde, de até que enfim alguém enfrentar os interesses da corporação. Serra tentou quando Ministro da Saúde, inclusive iniciando a vinda de médicos cubanos ao Brasil, mas não teve sucesso. Tomara Dilma consiga.

  7. Roberto Athayde de hollanda Responder

    Quando a Dona Dilma colocar dinheiro de verdade na saúde pública, construindo e equipando postos de saúde e hospitais, pode trazer quantos médicos quiser. Na verdade, se tivéssemos postos de saúde e hospitais dignos dos impostos que pagamos, com certeza não faltaria médicos para trabalhar nestes locais. E reparem, que o governo está oferecendo uma “bolsa” de 10.000,00 e não um salário. Não quer contratar médicos. Não pretende oferecer os direitos que todo trabalhador merece. Vai pagar uma bolsa por alguns meses e depois vai cancelar a bolsa e dizer que agora é por conta da prefeitura ou do estado.

Comente