Uncategorized

Roseli Isidoro defende Gleisi no caso Gaievski

Roseli Isidoro saiu em defesa de Gleisi no caso Gaievski. A Secretária da Mulher de Curitiba enviou nota de desagravo em favor da ministra. Você pode ler a nota, na íntegra, abaixo.

“Nota de desagravo

Tenho acompanhado com muita preocupação nos últimos dias a repercussão do caso que envolve o ex- prefeito de Realeza e ex-assessor do governo federal. Os fatos e a gravidade dos crimes imputados a ele, que se tornaram públicos e que motivam a Justiça a determinar a prisão do acusado, exigem apuração rigorosa e punição exemplar.

Entretanto, não podemos silenciar diante da forma oportunista com que adversários políticos do governo vêm explorando o caso, na tentativa de responsabilizar a ministra chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, buscando a todo custo manchar sua imagem de mulher pública e macular sua trajetória política.

Os compromissos institucionais pactuados no enfrentamento à violência contra a mulher e no combate ao tráfico de pessoas e à exploração sexual de crianças e adolescentes sinalizam a posição clara do governo federal de tolerância zero com relação a esses crimes. Há mais de dez anos, com a criação da Secretaria de Políticas Para Mulheres (SPM) da Presidência da República, a União tomou para si a tarefa de estabelecer políticas permanentes e efetivas de superação da desigualdade de gênero. Isso é fato incontestável!

A história e trajetória política de Gleisi Hoffmann se traduzem nesses compromissos. Reforçam a luta popular, a equidade de gênero e a defesa intransigente das bandeiras da emancipação e da valorização das mulheres, contra o preconceito, o machismo e a histórica discriminação de mulheres e meninas. Quando diretora financeira da Itaipu Binacional, Gleisi foi responsável pela implantação de um grande programa de combate à exploração sexual de crianças e adolescentes na região da Tríplice Fronteira. Esse programa envolveu a construção de casas abrigo às mulheres vítimas de violência e abriu as portas do Hospital Costa Cavalcanti em Foz do Iguaçu para o atendimento humanizado das vítimas de violência sexual. Além de todo o empenho pessoal de Gleisi na instalação em 2004 do Núcleo de Proteção às Crianças e aos Adolescentes Vítimas de Crime (NUCRIA) de Foz do Iguaçu.

Merecem repúdio as manobras de desconstrução da imagem da mulher, ministra e ocupante de um dos postos mais importantes no comando da Nação, que denotam preconceito de gênero, desrespeito, ódio e machismo e que motivam os mais diversos retrocessos e injustiças sociais. O que está por trás dos ataques à ministra? A preocupação em punir os crimes que recaem sobre o ex-prefeito, com a qual concordamos plenamente? Ou estão sendo motivados por interesses e proveitos próprios das disputas eleitorais?

Reafirmo a manifestação de apoio à pessoa da ministra Gleisi, por conhecê-la, saber do seu caráter de mulher, de mãe responsável e zelosa, sua história, trajetória política, seu trabalho e seu compromisso com o desenvolvimento humano e social do nosso País. Tenho convicção que nossa indignação diante desses fatos é também a dela e que as mesmas exigências que fazemos de apuração rigorosa e punição exemplar do caso têm concordância expressa na posição da ministra Gleisi.”

Roseli Isidoro

Secretária Municipal da Mulher de Curitiba

7 Comentários

  1. É incrivel como tudo, para eles, é uma “forma oportunista”.
    Se o “tarado” fosse ligado a um outro partido, teriamos nota de desagravo??

  2. A senhora secretária que leve o cidadão para sua casa juntamente com a Gleisi, já que defende quem oferece cargo a pedófilo e estuprador. Vocês, políticos, têm que trabalhar para as famílias do seu estado e municípios. Criar mais vagas em creches para famílias que precisam trabalhar. Ensino em tempo integral. para melhor atender crianças e adolescentes. Gerar emprego para diminuir a pobreza, País sem pobreza é aquele que oferece melhor distribuição de renda ao seu povo, não esmola. Ainda bem que tem quem goste de estuprador na cadeia. Vocês vão ter uma nova amiga.

  3. AHHHH ela não sabiade nada nunca viu , o cara safado, e não tava lá conta outra ohh… RoRO izi… Diga me com quem vai a casa civil eu te direi ………Coisas da petezda

  4. A nobre politica, deveria no minimo, evitar tais comentários que não refletem a verdade. Que FEIO ROSELI… até tu, defendendo ocultamente esse tipo de gente, que tem uma longa ficha policial ? Encobertando por qual razão? Ter um pouco de humildade e assumir os erros, não são atitudes de se esperar de politicos do PT, concorda?

    Porquê? Leia a noticia abaixo, tão bem publicada pelo CAMPANA:
    A Casa Civil do Planalto ignorou certidão contra o ex-assessor especial Eduardo Gaievski que beira uma ficha corrida policial. Bastava uma simples consulta no cartório. A coluna tem em mãos uma ‘Certidão Positiva – Para efeitos civis’ que inibiria a contratação do petista em qualquer órgão público.

    Foi expedida dia 3 de Maio deste ano pela Comarca de Realeza (PR), após consulta. A certidão discrimina 12 ações (!) contra Gaievski desde 2010, entre elas o inquérito policial com delito de ‘exploração sexual’, distribuído em 23 de Janeiro de 2013 – quando ele assumiu o cargo no Palácio.

  5. Senhora Roseli Isidoro, no caso Gaievski, os cuidados deveriam serem redobrados, mas isso não foi uma preocupação da sra. Gleisi, segundo o cartório de Realeza – Pr., dados criminosos do Gaevski estão lá a mais de três anos. A ministra tem culpa por não ter os devidos cuidados.

  6. SENHORA ROSELÍ, A SENHORA POR ACASO TEM FILHA?
    PENSE NAS FAMILIAS DE BEM QUE CRIAM SEUS FILHOS, E DE REPENTE A FILHA MENOR E ESTUPRADA. E A SENHORA VEM DEFENDER ESTUPRADOR EM PÚBLICO.
    RESPEITO SUA OPINIAO E OBRIGADO POR NOS MOSTRAR A SUA PREOCUPAÇÃO PELAS MULHERES, MENINAS E CIANÇAS.

  7. Ora!!! Roseli será que todos os Ptistas tem a mesma doença,amnésia,ninguém sabia de nada! Falta de caráter! Discimulados! Arrumem as malas e voltem para Cuba que deve ser a Pátria de todos vcs!!!

Comente