Uncategorized

Funcionários da Paraná Previdência rejeitam arquiteta para presidir a instituição

Funcionários da Paraná Previdência questionam a indicação de arquiteta da área de urbanismo da Prefeitura para presidir a instituição. A recusa é liderada por uma das mais antigas funcionárias, Líbia Ruiz, que organiza abaixo assinado que será encaminhado ao governador. Ou seja, não aceitam a indicação feita pela Secretaria de Administração. Dizem que a indicada não tem qualificação técnica e não é servidora estadual.

15 Comentários

  1. Acho que os servidores estaduais e seus sindicatos também deveriam aderir e fazer seus movimentos de não aceitação, pois este pessoal da PMC ficam buscando asilo político em cargos comissionados no governo estadual.

  2. Libia Maria Ruiz Reply

    Fiquei muito decepcionada com a matéria maldosa que envolveu meu nome sem nenhuma informação dada por mim. Em nenhum momento recusamos o nome da pessoa que substituirá o Diretor-presidente e o Diretor de Finanças e Patrimônio da PRPREV, simplesmente ficamos surpresos com a informação de mudança na Diretoria uma vez que os empregados da PRPREV estavam orgulhosos e felizes com a Diretoria que assumiu em janeiro elevando o grau de satisfação dos funcionários em prol dos serviços prestados aos servidores publicos. Houve sim um movimento expontâneo por parte dos funcionários hoje pela manha que nao entendiam a mudança na Diretoria, mas que foi logo contornado com a aceitacao dos fatos pelos Diretores que entendiam perfeitamente que o cargo de confiança é do governador , que poderia pedi-lo a qualquer tempo… Não há nenhum abaixo-assinado a ser entregue ao governador porque entendemos que é de competência superior nomear e exonerar cargos de confiança. Estou na PRPREV há 14 anos ja passaram 08 Diretores-presidentes todos com desafios e cumprimento de metas , todos assumindo com responsabilidade suas funções uma vez que a PRPREV é responsável pela concessão e manutenção de benefícios na ordem de 110.000 beneficiários , sempre tiveram comprometimento com o cargo de alta complexidade e responsabilidade… Sempre em parceria com a SEAP que é o nosso Órgão Supervisor. Acho natural os funcionários exporem seus sentimentos, Vivemos numa democracia onde a expressão é livre , mas entendemos que temos direitos e deveres a cumprir no serviço publico nada vai afetar o andamento dos trabalhos e os objetivos de nossa Instituicao que é buscar a excelência nos serviços prestados. Os funcionários da PRPREV tem certeza que o Governador Beto Richa sabe da importância da PRPREV no contexto nacional como referencia nos sistemas de Regime Próprio de Previdência e não escolheria alguém que não tivesse capacidade de elevar ainda mais a PRPREV no cenário nacional cumprindo os seus objetivos e metas propostos e obrigatórios pela legislação vigente. Estou à disposicao para esclarecer qualquer duvida a respeito da matéria. Libia Maria Ruiz

  3. Servidor Paraná Previdencia Reply

    Que venham novos horizontes!!!
    Com certeza o nome indicado possui mérito e a qualificação técnica necessária. “Abaixo assinado”, me cheira medo de mudança…

  4. Leocádia Tavares Silva Reply

    Não sei porque tiraram o Jorge Debem. Ele é funcionário do Estado e muito correto. Moralizou o Paraná Previdência tirando pessoas que não tinham nenhuma relação com o nosso IPE como um sujeito amigo do Requião que falava que era primo da Fernanda Richa e Jaime Lima amigo do Cassio Tanigusi que estava afundando a previdência. Agora vem essa pessoa que não conheço e não tem compromisso com o Paraná Previdência. Só para ter cargo.
    A nossa aposentadoria não pode ficar insegura.

  5. Como todos sabem, a indicação dos diretores da Paranaprevidência é de competência da Secretária de Estado da Administração e da Previdëncia ao Governador do Estado, respeitando o art. 13 da Lei 12.398/98, que diz que a escolha deverá ser feita dentre aquelas pessoas qualificadas para a função, com comprovada habilitação profissional, formação de nível superior e atuação anterior na mesma área ou em outra afim, sendo obrigatoriamente dois membros do conselho diretor servidores públicos, vinculados ao RPPS estadual.
    Nenhuma determinação da Sra. Secretária foi questionada ou desobedecida por servidores da Paranaprevidëncia, o que faz com que a nota divulgada padeça de verificação da autenticidade, ou ao menos que o seu conteúdo fosse checado com a servidora referida…Isso é o que se espera de um jornalista com grande experiência e comprometimento com as notícias da política paranaense…

  6. Sueli, incompetente, arrogante e sem nenhuma capacidade de gestão.

  7. Não existe nenhum abaixo assinado, trabalhamos em um órgão do Governo, e as mudanças são normais.

  8. Acho que os servidores estaduais e seus sindicatos também deveriam aderir e fazer seus movimentos de não aceitação, pois este pessoal da PMC ficam buscando asilo político em cargos comissionados no governo estadual.

  9. Abaixo assinado? Até cogitamos, mais pela admiração à diretoria do que por qualquer outro motivo. E, a pedido justamente da diretoria, abandonamos a idéia.
    Aí podemos ver o grau de comprometimento dos diretores com o governo e com a instituição. Sequer conhecemos a pessoa que vai assumir a presidência para tecer este ou aquele comentário a respeito.
    E, responsabilizar a Libia pela reação da coletividade é, no mínimo, falta de informação e, pq não, inveja do relacionamento dela com todos e também da competência dela.

  10. angela v caldeira passos Reply

    Mais uma do grupo Ducci-Richa, é demais. O fundo do poço é pouco.

  11. O cargo não é político? Não nomeiam quem é ligado ao grupo político? Eu também acho que todos os cargos em comissão deveriam ser ocupados por funcionários concursados, mas os políticos do país inteiro não veem desta forma, então se o cargo é político se nomeia quem quer, mesmo que não tenha qualificação, é assim na Itaipu, na Petrobras e em todos os órgãos federais e estaduais, não vejo surpresa alguma nisso.

  12. Sra. Servidora Reply

    Servidora Indignada
    Concordo com o Sr. Irving quanto à zona de conforto (principalmente financeiro) na qual se encontram alguns funcionários da Paranaprevidência, conheço bem esta história. Desde sua fundação esta instituição sofre, devido ao puleiro em que se tornou: A grande maioria das pessoas que trabalham nesta instituição são completamente incompetentes, ou seja, jamais foram aprovadas em um concurso público e, pasmem, ocupam cargos efetivos a mais de 14 anos. Há alguns, que foram aprovados como auxiliar, por exemplo, e num passe de mágicas, tornaram-se técnicos, analistas e até advogados!!! Assinam até pareceres, que a rigor, são completamente irregulares, pois, como já dito anteriormente, são incompetentes, não possuem competência, nem preparo, para representar os interesses dos servidores públicos, do Estado e do Povo Paranaense. Esta festa, que perdura há mais de uma década, perpetua-se por meio de atitudes como destes funcionários, citados neste blog, que se empenharam em fazer um abaixo assinado contrariando a vontade do governador, e garantindo as irregularidades que contrariam, inclusive, a constituição federal. É lamentável ver uma instituição, de tamanha importância, como a Paranaprevidência, que representa o futuro de TODOS os servidores públicos, tomada por pessoas oriundas do arcaico apadrinhamento político, incompetentes e que fazem, como se vê, de tudo para se perpetuarem nas rédeas da Instituição. Cuidado Irving, este grupinho é tão poderoso que consegue até mesmo persuadir o Tribunal de Contas e o Ministério Público, que nada fazem a respeito do oba-oba.

  13. Marcos Gomes Reply

    É uma vergonha ainda haver neste estado e país pessoas utilizando-se de indicações para conseguir vagas que deveriam ser de concursados, inclusive o próprio Tribunal de Contas do Estado já recomendou a substituição do quadro atual por concursados desde 2001, somente este ano abriram concurso e estão chamado aos poucos, agora essa “patota” ainda quer questionar a indicação da Presidência? Deve ser porque uma nova gestão pode demitir toda esse povo folgado que finge que trabalha e só “mama” no governo sem direito algum….
    Ao invés de fazer abaixo assinado porque não estudam para passar no concurso e assumir uma vaga de direito?

Comente