Uncategorized

Ministros contrários à análise de mais recursos no mensalão dirão que não há precedentes

Do Painel, Folha de S.Paulo:

Sem precedentes Ministros contrários à análise de embargos infringentes no mensalão vão sustentar que não há precedente de acolhimento em matéria penal pelo STF desde a Constituição de 1988. A corte analisou 45 recursos desse tipo no período: não recebeu 37 e admitiu 8. Dos aceitos, nenhum tratava de matéria penal. Só duas ações penais tiveram interposição de embargos infringentes: contra o deputado Asdrúbal Bentes (PA) e o ex-deputado José Gerardo (CE). Em nenhuma delas o recurso foi admitido.

Assim pode Os oito casos em que o STF analisou embargos infringentes referem-se a apenas duas hipóteses: cinco ações diretas de inconstitucionalidade anteriores à lei 9.868/99 e julgamento de três ações rescisórias.

Assim não Os ministros que vão seguir Joaquim Barbosa e rejeitar os últimos recursos dos condenados no mensalão levantaram seis súmulas contra a admissibilidade de infringentes (211, 293, 294, 368, 455 e 597).

1 Comentário

  1. Sergio Silvestre Responder

    Isso tá parecendo duas torcidas brigando.
    Seria bom um chque de moralidade neste tribunal que só tem pirotecnico.
    É uma vergonha para um povo ter ministros deste naipe,tanto os que atacam como os que defendem.
    Teria que dar uma enxada prá cada um e fazer eles carpir café

Comente