Uncategorized

Solidariedade quer ficar com Francischini

O novo partido Solidariedade, capitaneado pelo deputado federal Paulinho da Força, deve receber em torno de 30 deputados federais e garantir mais de 2 minutos de tempo de rádio e TV. Vai apoiar Aécio Neves, do PSDB, para presidente, e Beto Richa para governador.

Do Paraná, o Solidariedade quer agora o deputado Fernando Francischini, que estava a caminho do PSDB para presidir o partido em Curitiba, mas encontrou dificuldades. No Solidariedade, Francischini continuaria a apoiar Beto Richa, mas ganharia autonomia, deixando uma arena conflituosa e que já tem dono.

A mulher de Francischini, Flávia, já é a presidente do Solidariedade no Paraná.

3 Comentários

  1. Se cometer essa besteira, gostaria de perguntar ao grande Deputado Francischini, onde ele pretende enfiar a cara quando Paulinho da Força aprontar das suas?!! Parece que não conhece a figura!

  2. Antonio Ribeiro Responder

    O Fernando Francischini é indeciso, saiu do PSDB para o PEN, voltou para o PSDB e agora cogita o “Solidariedade”. Bem característico da política brasileira, não há ideologia a ser defendida mas sim busca de um “espaço” onde seja mais conveniente expor seus projetos pessoais ou familiares para colher os benefícios em prol de si mesmo.

Comente