Uncategorized

Prefeito oferece R$ 1 mil para quem denunciar bandidos no Paraná

Do G1 PR, com informações da RPC TV Londrina:

O prefeito de Cambará, João Mattar Olivato (PSB), está oferecendo uma recompensa para quem denunciar os autores de roubos a escolas e creches que vêm sendo registrados na cidade do norte do Paraná. Segundo a Polícia Militar, três escolas e duas creches foram invadidas por bandidos desde a última semana de setembro.

A polícia informou que os ladrões entraram nos locais arrobando portas e janelas. Em uma das escolas, foram roubados R$ 4 mil arrecadados através uma ação realizada pelos professores. Em outras, os bandidos levaram computadores, brinquedos e até alimentos.

Após o último roubo, na terça-feira (8), o prefeito ligou para uma rádio e prometeu “R$ 1 mil do próprio bolso” para quem entregar “o cidadão que está fazendo isso”. De acordo com a Polícia Civil, as denúncias recebidas através da população estão sendo apuradas. Até esta sexta-feira (11), ninguém havia sido preso.

Olivato disse que está indignado com a situação e confirmou a decisão de oferecer o dinheiro. “Devido à mesma audácia que teve o cidadão de assaltar a escola, a creche, eu tomei a decisão de tirar do meu bolso e fui para o rádio, e ofereci mil reais para quem me trouxesse esse cidadão, ou quem denunciasse para a polícia”, afirmou.

Algumas denúncias estão sendo recebidas, segundo o prefeito, e encaminhadas à polícia. O prefeito informou que algumas pessoas chegaram a ligar dizendo que não é pela recompensa. Ele espera que os roubos sejam solucionados o mais rápido possível. “Terei o prazer de ver esse cidadão atrás das grades. O dinheiro está pronto, esperando quem me entregar esse cidadão”, informou o prefeito.

De acordo com a polícia, as investigações apontam que o mesmo grupo realizou os assaltos. “Esse cidadão entrou nas escolas, nas creches, levou computadores, levou dinheiro que as professoras estavam guardando para festa nas escolas. Fez uma limpeza. Ele atingiu esse alvo porque ninguém imagina que o cidadão vai ter coragem de entrar numa escola, numa creche”, disse o prefeito.
Segundo o delegado de Cambará, Rubens Perez, esta decisão pode sim contribuir para que as pessoas entreguem os criminosos. “Ainda não recebemos algo que nos fez chegar de fato aos criminosos. Porém, eu acredito que seja um benefício a mais para ajudar a combater o crime”, opinou Perez.

5 Comentários

  1. Acho até louvável esta atitude. Porém, o que vai adiantar se na semana seguinte estarão soltos novamente? O que os Srs. politicos têm que fazer é acabar com esta pouca vergonha que chamamos de LEI! Esta atual, penaliza somente as pessoas de bem, que trabalham, produzem e que pagam impostos para manter os altos salários dos nossos deputados e senadores. Entretanto estão vendados, pois não enxergam nem ouvem o clamor do povo do andar de baixo! É necessário mudanças para fazer cumprir as Leis, inclusive acabando com mordomias de presos. Entendo que têm que cumprir a pena plena, ou seja se foi julgado a cumprir 30 anos, cumprirá os 30 anos, se um ano em reclusão, cumprirá integralmente e assim por diante sem nenhum benefício extra inclusive indultos. E, o governo federal, construir cadeias, presídios e penitenciárias, pois falam que não têm onde alocar os presos, mais não constroem penitenciárias.

  2. marcelo trautwein Responder

    Fábio é uma boa iniciativa do Prefeito João Mattar, é um absurdo estes crimes contra as escolas e creches de Cambará, pois prejudicam a todos ,principalmente as pessoas mais necessitadas da proteção da prefeitura.Parabéns ao prefeito pela atitude para encontrar estes marginais.

Comente