Uncategorized

Mesa da Câmara oficializa corte dos supersalários na folha de outubro

De O Globo:

BRASÍLIA – A Mesa da Câmara anunciou que vai cortar o supersalários de 1.371 servidores – 695 são aposentados – que ganham acima do teto constitucional de R$ 28.059,29, na folha de outubro, conforme determinação do Tribunal de Contas da União (TCU). A decisão política havia sido anunciada na semana passada pelo presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves (PMDB).

A estimativa é que os gastos anuais da Câmara com a folha de pagamento tenham uma redução de mais de R$ 70 milhões, que chega a R$ 80 milhões considerando os 13º salários. Por ano, deixarão de ser pagos R$ 6,7 milhões. Henrique Alves disse que não foi analisada a devolução retroativa, já que não houve o pedido.

– Hoje a Mesa, por unanimidade, decidiu pelo corte dos salários. A economia será superior a R$ 70 milhões – afirmou o presidente da Câmara.

Segundo ele, é possível que os servidores recorram à Justiça. No entanto, isso não interferiu na decisão tomada pelo colegiado.

O primeiro secretário da Mesa, Márcio Bittar (PSDB-AC), disse que representantes de sindicatos dos servidores da Câmara haviam solicitado que a Casa aguardasse até o prazo dado pelo TCU (que é 12 de novembro) para cortar os salários, isso porque eles ainda pretendiam entrar na Justiça para tentar barrar o corte. Mas, na Mesa, a decisão foi unânime para que o corte seja feito ainda este mês.

Com o corte e outras decisões tomadas pela Casa (como o fim do 14º e 15º salários e redução no contrato de terceirizados), de acordo com Henrique Alves, será possível uma redução de R$ 300 milhões no orçamento da Casa no próximo ano.
O acórdão do TCU sobre o assunto foi publicado em agosto. Inicialmente, a Câmara havia informado que 1.366 servidores ganhavam acima do teto constitucional.

1 Comentário

  1. NA CORDA BAMBA Responder

    A velha pergunta vem a tona:- este assunto é mais velho do que
    andar para frente. Porque deixam chegar a este ponto !?

Comente