Uncategorized

Após denúncia, prefeito cumpre promessa e paga recompensa no PR

Do G1 PR, em Londrina:

O prefeito de Cambará, João Mattar Olivato (PSB), pagou, na quarta-feira (16), a recompensa de R$ 1 mil prometida para quem denunciasse os autores de roubos a escolas e creches que foram registrados na cidade. Como a denúncia foi feita de forma anônima, o dinheiro foi entregue para a Guarda Municipal, que recebeu o telefonema.
De acordo com o inspetor-chefe da Guarda Márcio Ferreira, a ligação foi recebida na segunda-feira (14) pela manhã e dois homens foram presos.

“A denúncia dizia que uma pessoa comprou um notebook por R$ 50. Os agentes foram até o local e encontraram o aparelho, que foi identificado depois como sendo da escola. Após isso, eles entregaram o autor dos furtos”, disse Ferreira. Os presos vão responder por receptação de material roubado, e foram soltos após pagar fiança de R$ 2.700 cada. O principal suspeito de roubar as escolas e creches está sendo procurado pela polícia.

A promessa foi feita pelo prefeito no dia 8 de outubro. Mattar ligou para uma rádio e prometeu o dinheiro do próprio bolso para quem entregasse o cidadão que estava cometendo os roubos. Segundo a Polícia Militar, três escolas e duas creches foram invadidas por bandidos desde a última semana de setembro. Em uma das escolas, foram roubados R$ 4 mil arrecadados através uma ação realizada pelos professores. Em outras, os bandidos levaram computadores, brinquedos e até alimentos.

Como o denunciante não quis se identificar e nem solicitou a recompensa, o prefeito decidiu fazer o pagamento à Guarda Municipal. “É um estímulo para todas as polícias. Mas, independente do dinheiro, vamos seguir empenhado em proteger a cidade”, afirmou Márcio Ferreira.

O inspetor-chefe informou que será feita uma reunião entre todos os 25 integrantes da Guarda para decidir o que será feito com a recompensa. Ele disse que aguarda se a pessoa vai querer se identificar. “O telefone ficou registrado. Caso a pessoa se identifique, podemos fazer um acordo”.

Para o prefeito, muito além do valor pago do próprio bolso, o importante é a atitude da população em denunciar os bandidos. “O valor não é o exemplo, mas sim a atitude de quem esteve empenhado em colocar esse cidadão que estava destruindo o patrimônio publico, no lugar devido que é a cadeia”, destacou.

Comente