Uncategorized

Vai ter que explicar

O deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR) apresentou requerimento pedindo informações ao ministro Fernando Pimentel (Desenvolvimento) sobre financiamentos concedidos pelo BNDES entre 2007 e 2013. Hauly quer os nomes das empresas, valor financiado, taxa de juros, prazo de duração e de carência oferecidas, bem como valor já extinto, garantia e contrapartida apresentadas pelos devedores. Caso tenha havido renegociação da dívida, este deve apresentar as mesmas solicitações antes mencionadas.

Para o setor público, Hauly solicita que seja esclarecida a previsão de seguro, bem como em que condições foram firmados, e o nome das seguradoras e corretoras responsáveis envolvidas. Segundo Hauly, a imprensa tem publicado informações sobre a elevada inadimplência nos empréstimos do BNDES, o que exige explicações. “Segundo os dados coletados, há um total de empréstimos avaliado em R$ 20 bilhões em que as garantias não são suficientes para honrar os valores concedidos”, afirmou.

Hauly reforça em seu pedido que, em decorrência da existência de recursos públicos do BNDES no financiamento do referido processo, é importante que a Câmara tenha conhecimento dos empréstimos e garantias apresentadas.

8 Comentários

  1. Parreiras Rodrigues Responder

    E o governo federal vai socar mais 20 mi no BNDES pro banco emprestar pros eikes batistas que circundam em seu derredor. Ai tem…e como tem.

  2. Parabéns Deputado! Minha admiração por V. Excelência só aumenta, essa ptelhada está deitando e rolando sem prestar contas. Deputado e os gastos do governo federal com os cartões corporativos? É preciso derrubar o decreto do Lula que não PERMITE A TRANSPARÊNCIA DESSES ALTOS GASTOS.
    Sem contar ainda com os 20% da DRU que são retirados principalmente dos aposentados do INSS que são bilhões de reais, e são gastos à bel prazer sem dar satisfações a ninguém. E o governo federal ainda diz que a Previdência é deficitária. É a farra e a gastança dos cofres públicos que inviabilizam a prestação de serviços públicos brasileiros.
    É ISSO MESMO DEPUTADO COBRE TUDO O QUE O GOVERNO, QUE SE DIZ DO POVO, DEVE SER REALMENTE
    DO POVO.

  3. Dados econômicos, financeiros e fiscais?!
    Acho que estes dados são protegidos pelo sigilo e o deputado deverá fazer uso restrito da informação. Acho até, que nem poderá ser atendido, se não houver uma autorização judicial ou de uma CPI.
    Imagine se um deputado pode pedir dados dos meus empréstimos pessoais?! Creio que não! O mesmo vale em relação as pessoas jurídicas!

Comente