Uncategorized

Verri condenado
por improbidade

Por Fernando Tupan

O deputado estadual Ênio Verri (PT) foi condenado, em 1ª instância, por ato de improbidade administrativa pelo juiz Alberto Marques dos Santos, da 4ª Vara Cível de Maringá. A ação pública, proposta pela Promotoria de Proteção ao Patrimônio Público, em 2002, acusa Verri de acumular salários na Prefeitura de Maringá com os vencimentos de professor da Universidade Estadual de Maringá. Além do petista foram condenados outros 11 secretários e assessores da gestão do ex-prefeito Zé Cláudio. Além de dois ex-reitores da UEM. Outros 6 acusados foram absolvidos por terem devolvidos os valores recebidos irregularmente.

5 Comentários

  1. SYLVIO SEBASTIANI Responder

    Já começou a aparecer os votos para Fábio Camargo ser Conselheiro do Tribunal de Contas. Este voto que o meu amigo Tarso esperava para ele.Agora falta os 26 que é fácil de ser apurado:”Ver os Processos tramitando no Poder Judiciário !

  2. O PT usurpa de maneira criminosa o suor da população, é um partido de confiabilidade zero. Praticam crimes sórdidos, pois sabe que serão julgados por juízes indicados por eles. Responda nas urnas.

  3. antonio carlos Responder

    Mas o deputado pode recorrer, e adiar o inevitável. Dificilmente vai deixar de micar com a devolução do recebido indevidamente. Duro vai ser explicar a condenação, ainda que em primeira instancia para o seus eleitorado, ele que se arvora em paladino da justiça, da ética e da honestidade.

Comente