Uncategorized

As biografias serão liberadas?

Do Lauro Jardim:

Henrique Eduardo Alves continua determinado a ver o Plenário votar hoje à tarde o propaladíssimo projeto de lei que libera biografias não autorizadas.

Mas, para isso, é necessário apreciar outras três propostas: a de renegociação das dívidas dos Estados e municípios com a União, o piso nacional dos agentes de saúde e o novo Código do Processo Civil.

Não será surpresa, porém, se um dos itens acima esquentar de tal maneira que impeça a apreciação do projeto de Lei das Biografias. Ainda assim, Henrique Alves segue confiante, não só em conseguir pautar como na aprovação.

Arrisca Henrique Alves:

– No que for votado, vai passar, será aprovado com tranquilidade. Acredito que teremos tempo para isso hoje. Nossa intenção é votar o quanto antes para evitar a judicialização dessa questão.

Cunha: projeto passa, mas não hoje

Ao contrário de Henrique Eduardo Alves (leia a nota abaixo), Eduardo Cunha, que conhece como poucos a alma da Câmara, acha que a tendência é o projeto de lei que libera as biografias não ser apreciado hoje. Mas segue Alves no que interessa: o projeto vai passar. Uma boa notícia que os nobres parlamentares darão ao distinto público.

2 Comentários

  1. E AGORA JOSÉ??? Responder

    NÃO ACREDITAM QUE É A MAIS PURA INCOERENCIA, QUERER CENSURAR AS BIOGRAFIAS?? O MAIS INCOERENTE É QUE AS PESSOAS QUE MAIS CRITICAVAM A CENSURA NO REGIME MILITAR AGORA ESTÃO COM MEDO QUE SEJA REVELADOS AS BARBARIDADES QUE FIZERAM NA JUVENTUDE, SE USARAM DROGAS, ASSALTARAM, JOGARAM BOMBA NOS OUTROS SEM TER UM MOTIVO REAL , SE AO INVES DE AJUDAR O POVO DO SEU PAÍS PEGAVAM DINHEIRO DO BRASIL PARA MANDAR PARA PAISES COMUNISTAS ONDE NUNCA QUISERAM MORAM MAIS DIZIAM SER O PARAISO. ACHO QUE DEVERIAM ASSUMIR AS INCOERENCIAS QUE NORTEARAM SUAS VIDAS E NÃO TENTASSEM FORÇAR QUE DESENHEM UM HEROI DO QUAL NUNCA FORAM

Comente