Uncategorized

Prefeitos fazem greve contra queda em repasses federais

Prefeituras de Pernambuco e de Minas Gerais ameaçam fechar as portas em protesto contra a queda nos repasses federais do FPM. “O FPM representa ao menos 90% [da receita] nos municípios de até 50 mil habitantes”, afirmou José Patriota (PSB), prefeito de Afogados da Ingazeira (PE) e presidente da Associação Municipalista de Pernambuco.

Segundo a Confederação Nacional dos Municípios, o repasse do FPM em 2013 ficará 11% abaixo do previsto em razão da queda da atividade econômica no país e das desonerações tributárias feitas pelo Planalto para estimular a economia –o FPM é composto por 23,5% da receita do IPI e do Imposto de Renda.

Em entrevista recente, Dilma disse que a reclamação de prefeitos sobre o fundo não fazia sentido, assim como a demanda para compensar as perdas: “Não tem sentido o pleito. Eu quero esclarecer que o FPM não diminuiu. Mesmo com as desonerações federais, o FPM cresceu [neste ano] 7,5%, ou 1,1% se você descontar a inflação”, disse.

3 Comentários

  1. Só repassam verbas se forem do pt ou da base aliada, uai ! “oces tão cansado de saber disso pessoar”!

  2. Julio Mesquita Responder

    Enquanto o desgoverno do PT arrecada muito e joga dinheiro fora aplicando muito mal, as prefeituras do interior penam para tentar não fechar o ano no vermelho pela queda dos repasses federais. Se os deputados e senadores não aumentarem o valor do FPM ano que vem muitas prefeiruras quebram.

  3. Se preocupa não! Mais pertinho das eleição ela libera! Daí vocêis vão tudim lá, em fila, puxar o saco (epa!) dela!

Comente