Uncategorized

Fruet se omite e Movimento Negro
marca protesto

O Movimento Negro de Curitiba está na bronca com o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT). Acontece que a maior liderança política da cidade simplesmente fechou os olhos e tapou os ouvidos para a questão envolvendo o Dia da Consciência Negra, que teve o feriado municipal barrado na justiça pela Associação Comercial do Paraná (ACP).

Integrantes do movimento lembram que não é a primeira vez que Fruet se omite em relação ao caso. No início do ano, ele “esqueceu” de promulgar a lei que estabelecia feriado, tarefa que coube ao presidente da Câmara, Paulo Salamuni (PV), para que o prazo valesse.

Segundo o presidente do Conselho Municipal de Política Éticos Raciais, Saul Dorval da Silva, entidades vão cobrar da Procuradoria do Município – órgão ligado à prefeitura – uma ação em resposta à suspensão. “Está na hora da procuradoria do município se pronunciar a favor da população de Curitiba”, comentou. Para ele, a medida deve ser reavaliada com urgência.

O movimento marcou para esta quarta-feira (06) uma plenária para planejar manifestações contra a suspensão do feriado que lembra a morte do líder negro Zumbi dos Palmares, em 20 de novembro de 1695, portanto há 318 anos.

Em outra questão, o prefeito criou a Secretaria da Mulher, que serviu de ocupação para ex-presidente do PT, Roseli Isidoro, mas não levou para frente a Secretaria de Igualdade Racial.

8 Comentários

  1. Esta Lei não vai mudar o Problema. É a Educação que pode fazer a diferença. Tantas leis no Brasil, no Paraná e em Curitiba que não são cumpridas e que são bem mais importante que esta. Sem Educação a discriminação racial vai continuar. Esta Lei tem que ser anulada… Basta ter o dia da Consciência Negra, como tem o dia do Índio, o dia da Mulher!!!

  2. antonio carlos Responder

    O Guga só desce do muro empurrado. O Guga não consegue se livras deste maldito vício tucano que ele ainda tem. Aí, terça-feira, dia 19, para posar de bacana e bom moço, diz que no dia seguinte será feriado.

  3. Júlio César de Sisti Responder

    Sr Saul Dorval da Silva, como cidadão curitibano nato, que eu me lembre nunca lhe dei autoridade para falar por mim. E acho que a população de Curitiba deve ter a mesma posição. Portanto não pense que pode se pronunciar a favor de coisa algumna sem nos consultar antes. Quanto a minha posição com relação ao feriado, acho que temos coisas muito mais importantes para nos preocupar, ao invés de criar feriados racistas. Isso é mais ou menos assim: vamos criar o dia da consciência negra, pois os negros são pessoas inferiores e precisamos dar um dia comemorativo a eles para que se sintam assim!!! Coisa racista essa né? Senor é mais importante preocupe-se por exemplo com a segurança pública!!!

  4. Fruet cagando na Capital Responder

    Esse Fruet é um enrolão e vaselina.

    Prometeu um monte de coisas e não faz nada, cabra mentiroso.

  5. O PIOR DE TUDO É QUE OS “negrinhos” VOTARAM NO “FRUITinha”. AGORA “guetem”!!!!

  6. Cidadão atento Responder

    Que legal seu blog sr Fabio Campana, só aprova os comentários que lhe convém, cadê a ‘transparência’ que diz ter?

Comente