Uncategorized

Pizzolato fugiu
para a Itália

De Lula Marques, UOL:

Henrique Pizzolato, ex-diretor de markting do Banco do Brasil, condenado a 12 anos e sete meses de prisão no escândalo do mensalão, fugiu para a Itália, aproveitando a dupla cidadania. Ele vai apelar para um novo julgamento italiano. É o que diz uma carta divulgada neste sábado (16) pelo advogado de Pizzolato, Marthius Sávio Cavalcante Lobato.


Segundo o advogado, Pizzolato tomou a decisão sozinho. Lobato deu rápida entrevista coletiva às 12h30 no Rio de Janeiro, em frente à residência de Pizzolato, e confirmou a fuga, dizendo também que encerrou seu trabalho de defesa do cliente.

“Por não vislumbrar a mínima chance de ter um julgamento afastado de motivações político eleitorais, com nítido caráter de exceção, decidi consciente e voluntariamente fazer valer meu legítimo direito de liberdade para ter um novo julgamento, na Itália, em um Tribunal que não se submete às imposições da mídia empresarial, como está consagrado no tratado de extradição Brasil e Itália”, diz o texto da carta deixada por Pizzolato”.

Segundo a Polícia Federal, Pizzolato saiu do Brasil de forma clandestina, já que o nome dele constava em lista de pessoas que não poderiam deixar o país. A PF informou que a informação sobre a fuga de Pizzolato foi repassada ao sistema de comunicação “Difusão Vermelha”, um alerta da Interpol (Organização Internacional de Polícia Criminal) que emite a notícia do mandado de prisão para todos os 188 países membros da organização internacional, com vistas à localização e eventual captura da pessoa procurada.
Segundo a Agência Estado, Pizzolato teria fugido do Brasil por terra, pela cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, há 45 dias. De lá, para a Itália.
Na manhã deste sábado, a inteligência da Polícia Federal havia iniciado o trabalho de rastreamento de Pizzolato. Ele foi o primeiro a ter a prisão decretada pelo STF (Supremo Tribunal Federal) no processo do mensalão.

Henrique Pizzolato foi condenado a 12 anos e 7 meses de prisão, pelos crimes de lavagem de dinheiro, peculato e formação de quadrilha, na Ação Penal 470, o processo do mensalão.

Ele foi condenado por ter autorizado repasses de dinheiro público do Banco do Brasil em favor das empresas do publicitário Marcos Valério, apontado como operador do esquema de compra de votos.

O STF entendeu que os desvios ocorreram de duas formas: a apropriação de cerca de R$ 2,9 milhões do bônus de volume (bonificações a que o banco tinha direito) pelas empresas do publicitário e a liberação de R$ 73 milhões do Fundo Visanet. Segundo os ministros do STF, Pizzolato recebeu R$ 326 mil de Valério em troca do favorecimento.

O plenário do STF concluiu que foi comprovado no julgamento que os repasses de recursos para a agência de publicidade de Marcos Valério foram ilegais.

Na última sexta-feira (15), a PF havia informado que o ex-diretor se entregaria hoje, quando seu advogado chegasse de Brasília. Segundo a PF, ele não frequenta seu apartamento em Copacabana, no Rio, há dois meses.

14 Comentários

  1. CLOVIS PENA- Motivos políticos Responder

    Motivações policas ? Surge outro, que se defende dizendo que foi condenado por motivos diferentes do mérito das acusações e provas ! Gente ! Não é feijoada, é vatapá !!!!

  2. JÁ ESTAVA PREVISTO. DEVE TER SAÍDO PELA FRONTEIRA DE FOZ DO IGUAÇU. BOA LIÇÃO PARA STF QUE LAVOU AS MÃOS NO CASO BATTISTI. O BRAZIL ESTÁ EMPATADO COM A ITÁLIA.

  3. Caro Fabio, com a fuga desse petista mensaleiro, quadrilheiro, condenado pelo STF, agora está ficando cada vez mais claro o potencial do elevado indice de corrupção e corrosão da sociedade que esses elementos malfeitores promovem. No momento da pratica da retirada e desvios dos recursos da sociedade são todos amigos, pessoas honestas, acima de qualquer suspeita. Após com o descobrimento e a respectiva condenação, foge como um coelhinho petista, cafajeste frouxo, pois não possue sequer carater para buscar sua defesa intransigente, aquela que todos os coelhinhos petistas alegam defenderem para todos os brasileiros. Na Itália poderá ser julgado pelo mesmo tribunal que condenou o italiano fujão que está escondido no Brasil com a graça do governo petista. Essa gente não merece um tostão de respeito e credibilidade, e ainda estão na expectativa de reeleição. O que será que estão pensando os petistas sérios e honestos que por vergonha da situação atual não compareceram para essa nova eleição do partido que reelejeu o Aguia. Lamentável para um país como o Brasil, que tem tudo para ser uma grande nação de respeito. Atenciosamente .

  4. antonio carlos Responder

    Mas como a PF permitiu tal coisa, não tem listas com os nomes de pessoas passiveis de fuga? A cúpula da PF deveria ser exonerada hoje mesmo, isto é uma vergonha inominável, total e absoluta falta de competência. O fujão não tem medo da justiça italiana, ele não matou ninguém, não foi terrorista e nem condenado pelo assassinato de ninguém. Será que lá na Itália ser-lhe-á feita justiça?

  5. Esse mensaleiro já tem dinheiro pra viver o resto da vida na Itália gozando a vida com o dinheiro dos brasileiros.

  6. Esta bola foi cantada por voce, Fabio. Lembro que ha alguns mese atraz vc postava em seu blog que isso poderia acontecer, ja que o dito cujo Pizolato tem dupla cidadania.
    Sabendo que ele tem dupla
    cidadania, poderiam ter monitorado esse corrupto.
    Agora vai ser uma luta pra conseguir sua extradicao para o Brasil.

  7. Até com o Banco do Brasil o governo PTista conseguiu acabar
    Dos mensaleiros do Lula/Dilma nada se pode esperar, é um pior que o outro

  8. Político rico e ladrão vai para cadeia de avião, e pobre ladrão, vai de camburão, opa! rimou pessoal. KKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  9. VERDADE SEJA DITA Responder

    ESTE CARA NÃO É INTELIGENTE SE FICASSE AQUI NÃO IRIA SER PRESO, MONTARAM O CIRCO MAS EM MUITO POUCO TEMPO ESTARÃO TODOS SOLTOS AFINAL MORAMOS NO BRASIL, CERTO????

  10. sherloqui gomes Responder

    Orra meu, isso não é novidade! Presos considerados “famosos” são verdadeiros “merecedores” de “oportunidades” para uma “nova vida” no Brasil, o contrário não é permitido? E não me venha o Governo e a “Justiça” brasileira dizer (caso a Itália decida “pensar”, por um período de tempo para decidir o que fazer com o “agraciado”, finalmente ache por bem e legal que ele fique definitivamente vivendo naquele pais) que isso é falta de cooperação por parte da Itália, Brow, sacanagem trocada não deve doer! Ou esqueceram da palhaçada sobre aquele TERRORÍSTA que foi “abençoado” pelo “Presidente” Lula, bem como pelo STF, sem falar no caso do LADRÃO INGLÊS Ronald Bigs, que era tratado como verdadeiro “Heroi Espertalhão” pela alta sociedade brasileira (os polos se atarem); outra coisa, se já estava previsto esa possibilidade de fuga, qual a razão que os responsáveis por “cuidar” das nossas fronteiras não foram devidamente alertadas? E porque á Polícia Federal não foi ORDENADO “estado” de vigilancia (ou como no jargão policial: campana) sobre os acusados? Com certeza se fosse em cima de Negro, Pobre, favelado ou qq outro grupo “menos” abastado, teriam uma verdadeira “tropa” de polícia em cima deles! ADSUMUS!

  11. Esse tem o mesmo nível da PTzada, “farinha do mesmo saco”;
    erram e não assumem o que fazem…

  12. Pizzolato fez o que podia que fazer. Num país que acolhe bandidos e terroristas, elege vagabundos, acaricia a memória de safados e vigaristas, um ladrãozinho de merda pode se dar ao luxo de fugir e alegar perseguição política, à moda de Battisti, Zelaya e outros desgraçados que o Brasil acoca.

Comente