Uncategorized

Briga feia no PMDB

Por Josianne Ritz

Falando em PMDB, a comissão provisória municipal do partido em Curitiba, encabeçada pelo deputado estadual Reinhold Stephanes Júnior, marcou para o próximo dia 8, a convenção que irá eleger o novo comando da sigla na Capital. Stephanes Júnior – que foi nomeado “interventor” depois que Requião foi destituído da presidência da legenda – é candidato ao cargo. Com a declarada intenção de levar os peemedebistas para o palanque de reeleição do governador Beto Richa (PSDB), e emplacar uma candidatura a prefeito de Curitiba em 2016.

No outro canto do ringue, o senador Requião convoca suas forças para o embate, que deve ser marcado por denúncias e insultos costumeiros.

7 Comentários

  1. justino bonifacio martins Responder

    O encontro com o Temer vai acabar com essa pendenga. Requião será o candidato do PMDB e ,segundo gente chegada, o Pessutão de senador. A proposta do Reinholds Jr, que nunca foi PMDB, – é uma inflitração direitista-, é uma proposta de traíra que deve ser punida como infidelidade partidária.

  2. PROFESSOR ALTIN Responder

    Fábio
    Nós, a base, registramos nossa chapa, denominada UNIDOS PELO PMDB.
    Ela é subscrita por mim e por inúmeros companheiros, residentes em várias zonais eleitorais de Curitiba.
    Estamos à disposição para lhe repassar todas as informações que você julgar necessário.

  3. PROFESSOR ALTIN Responder

    Errei até meu nome em decorrência da forma pela qual a notícia está veiculada.

  4. renato glotter Responder

    Deus proteja, guarde e ilumine este rapaz. Se ele perder para a quadrilha do Requião, o processo eleitoral vai virar um balcão de negócios na mão da banda podre do PMDB…

  5. PMDB do Requião , o Velho PMDB (como o próprio diz) é um partido de aluguel, vai onde paga mais, não tem mais identidade e nem crédito

Comente