Uncategorized

Temer diz que executiva nacional não vai interferir na decisão do PMDB local

A reunião dos deputados do PMDB com o vice-presidente Michel Temer deu o que era previsto. Eles ouviram que a executiva nacional não vai interferir na decisão do partido no Estado. E dois cenários foram expostos: fazer uma aliança com governador Beto Richa e a candidatura própria. Temer sentiu que a maioria quer mesmo a aliança com Beto. Os únicos que defenderam a candidatura própria foram Cleiton Kielse, Anibelli Neto, Gilberto Martin e Waldir Pugliesi. As conversas internas, porém, continuam e com garantia de a decisão local ser respeitada.

7 Comentários

  1. Felizmente essa informação não é verdadeira, o diretório Nacional jamais deixará acontecer aliança com o PSDB, apenas poderão ser feitas coligações com os partidos da base aliada do governo federal, portanto essa informação não esta correta…

  2. A maioria desses deputados q dizem que querem coligar com o Beto, é só pra fazer um média com o governador, eles mesmos já sabem que o Requião será o candidato do PMDB, isto é fato consumado!

  3. Felipe Luis - Boa Vista. Responder

    Fabio, acredito que vc desaprendeu a fazer contas, pois se estavam presentes 10 deputados em Brasilia e 5 se posicionaram para a candidatura propria, como que vc diz que a maioria, sendo que ainda o Dep Artagão e Dep Nereu Moura são a favor da candidatura propria. Até as arvores do centro civico sabem que essa aliança do PMDB-PSDB no PR não vai acontecer, acorda Fabio Campana e pare de torcer tanto….

  4. CLOVIS PENA - O PARANÁ RESISTE Responder

    Creio que o grito das ruas, aparentemente silenciado, pode voltar com força em 2014.
    Os comandos atuais da Nação estão ancorados no poder pela força do voto, que em sua maioria brota e é irrigado pelo clientelismo gerado pelas vultosas verbas carreadas para as dadivosas “bolsas” . Isto é dar o peixe, sem ensinar a pescar.
    O Paraná, não tem a atenção merecida do governo federal para atender as calamitosas situações da saúde pública, da educação – nem mesmo a de 3º gráu – e da segurança pública. Parece que somos penitenciados pela opinião política que temos e de castigo pagamos o preço do sofrimento imposto por um verdadeiro “torniquete eleitoral”.
    E Temer, ao marcar sua posição, acertadamente lavou as mãos, devolvendo e respeitando a questão do arranjo político do PMDB, para o quintal partidário, em suas convenções. Afinal, se o partido acertar com o PSDB, não estará fazendo nada diferente do que vem sendo praticado no restante do País, a começar por Brasília.
    Aqui no Paraná, o povo mostra que deseja ter lideranças de verdade, com o perfil de estadista, longe da Papuda e da gerência de hotéis. Aqui, o PT quer começar, mas não se dá conta que no Brasil o seu prazo de validade está vencido.

  5. Quem diria, o PMDB não se sustenta por si só, necessita de estar amparado por outros partidos. Ainda querem comparar o atual PMDB com o MDB ” VELHO DE GUERRA”. Impossível devido a fragilidade do partido ao se aliar ao PT. A cada eleição que passa o PMDB vai diminuindo, vendo seu algoz (PT) nadar em 1º lugar. Isto é uma vergonha.

  6. edna cristina santana Responder

    Sr.Clovis Pena:

    Liderança de verdade e perfil estadista, vc só pode estar falando do Bob Req, porque esse gov. do PSDB nem aqui, nem na China

Comente