Uncategorized

Cursos de Comunicação da UFPR têm vestibular suspenso pelo MEC

Da Banda B:

Em todo o país, 270 cursos de graduação não poderão realizar vestibulares para o ano que vem, por terem ficado com conceitos insatisfatórios na avaliação do Ministério da Educação (MEC) duas vezes consecutivas. Entre eles estão doze cursos de faculdades localizadas na Grande Curitiba. Dentro desses, estão os cursos de Publicidade e Propaganda e de Jornalismo da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

No total, 44.069 vagas deixarão de ser ofertadas em 2014 no ensino superior. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (5) pelo Ministério da Educação. Segundo o MEC, esses cursos tiveram avaliação 1 ou 2, em uma escala que vai até 5, no Conceito Preliminar de Curso (CPC) do ano passado. São considerados satisfatórios os cursos com conceito 3 ou mais. A avaliação é feita a cada três anos e, no ano passado analisou os cursos de humanidades. A última vez que foram avaliados foi em 2009.

A Banda B entrou em contato com a assessoria de imprensa da UFPR e aguarda um retorno. As demais universidades não se manifestaram até o fechamento desta reportagem.

Veja mais cursos suspensos no Leia Mais.

Os outros cursos de Curitiba suspensos foram:

-Tecnologia em Processos Gerencias – Faculdade Opet
-Tecnologia em Marketing – Faculdade Machado de Assis
-Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos – Faculdade Camões
-Administração – Universidade Tuiuti – Administração
-Ciências Contábeis – Faculdade Spei
-Ciências Contábeis – Centro Universitário Internacional
-Administração – Faculdade Educacional de Colombo
-Administração – Faculdade Modelo
-Ciências Contábeis – Faculdade Modelo
-Ciências Contábeis – Faculdade, Administração, Ciência, Educação e Letras

No Brasil

O maior número de cursos que serão punidos são de administração, 103. Em seguida, vem ciências contábeis (51), direito (38) e comunicação social (16). Foram avaliados ainda os cursos de ciências econômicas, design, psicologia, relações internacionais, secretariado executivo e turismo. Os cursos superiores de tecnologia das áreas de gestão comercial, gestão de recursos humanos, gestão financeira, logística, marketing e processos gerenciais também foram avaliados. Entre esses, 62 sofrerão as penalidades.

“É uma decisão dolorosa suspender 44 mil vagas em um país que tem uma demanda para aumentar as vagas no ensino superior”, disse o ministro da Educação, Aloizio Mercadante. “Se, de um lado, é verdade que todo o sistema avançou muito em direção à qualidade, de outro, também é verdade que essa qualidade está sendo conquistada porque o MEC está sendo rigoroso na avaliação.”

A lista com os cursos e instituições punidas será publicada amanhã (6) no Diário Oficial da União. A partir da notificação, que deve ser feita imediatamente, os vestibulares serão suspensos, mesmo aqueles que já foram realizados. No total, foram avaliados 5.888 cursos, e os que tiveram conceito insatisfatório representam 12,9% desse total.

Os cursos com desempenho insatisfatório terão que firmar um protocolo de compromisso, com apresentação de um plano de melhorias na organização didático-pedagógica, corpo docente e infraestrutura. Elas terão 60 dias para reestruturar o corpo docente e 180 dias para readequar a infraestrutura e o projeto pedagógico.

Os cursos mal avaliados, que apresentaram uma melhora do índice de 2009 para 2012, poderão ter as sanções revistas e, caso cumpram o protocolo de compromisso, poderão reabrir o vestibular no segundo semestre de 2014 – há 152 nesse grupo. Os demais (118) apresentaram tendência negativa no índice e não poderão ter as medidas revistas em 2014, apenas após feitas as adequações. O prazo mínimo realização de vestibular é para as turmas de 2015.

2 Comentários

  1. CARAMBA, MAS NOSSA UFPR. TÃO BADALADA, AGORA COM CURSOS FECHADO….LOGO..LOGO FECHA O HC…SE NÃO ADERIR A TAL DA ‘EBSER’.

Comente