Uncategorized

Dilma, Obama e Raúl Castro discursarão na missa para Mandela

A presidente Dilma Rousseff está no grupo de oradores que discursará amanhã na missa em memória de Nelson Mandela, informou nesta segunda-feira o governo da África do Sul.

Da EFE:

Dilma aparece em uma lista de governantes estrangeiros, entre eles o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o presidente de Cuba, Raúl Castro, que pronunciarão um discurso na cerimônia, segundo o programa do ato divulgado pela presidência sul-africana.

Cerca de 100 chefes de Estado e de governo assistirão amanhã o serviço religioso oficial em memória de Mandela, que acontecerá no estádio FNB de Soweto (Johanesburgo), onde foi disputada a final da Copa do Mundo de 2010.

Também tomarão a palavra o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, e o vice-presidente chinês, Li Yuanchao, entre outros líderes mundiais, além de familiares do falecido ex-presidente sul-africano.

Além disso, o presidente da África do Sul, Jacob Zuma, chefe do governamental Congresso Nacional Africano (CNA), que já foi liderado por Mandela, protagonizará um dos principais discursos do evento.

Após o ofício de terça-feira, o caixão do ex-presidente desfilará pelas ruas de Pretória entre os dias 11 e 13 de dezembro, para que os sul-africanos possam despedir-se de Mandela.

Também em Pretória, na sede do governo da África do Sul, ficará aberto o funeral de Mandela.

Já o funeral de Estado acontecerá no próximo domingo na pequena cidade de Qunu, no sudeste do país, onde Mandela cresceu e queria ser enterrado.

Nelson Mandela morreu aos 95 anos na última quinta-feira em sua casa de Johanesburgo, após uma longa convalescença por doenças respiratórias.

8 Comentários

  1. Oh Mandela, o “bom assassino”! As bombas que plantastes fulminaram os maus e (só) alguns inocentes! Estás perdoado, oh, Mandela, “bom assassino”! Entre os justos, serás contado?!!!!!!

  2. Esse Mandela nunca passou de um comunistazinho amigo de Fidel, Khadafi, Ahmadinejahd, e outros chefes de quadrilha.
    Sua única virtude foi não ser revanchista barato; a exemplo de dilma lulla, e o resto do bando..

  3. O mundo é engraçado; Um ditador discursando na morte de um ativista pelas liberdades. a África envergonha Mandela.

  4. Parreiras Rodrigues Responder

    Que infâmia. Mandela se diviniza pela sua luta contra o apartheid. Lula e Dilma regam, estratégicamente, as sementes da discórdia entre as maiorias – negros e pobres que lhes dão votos e a minoria, os brancos e a zelite, criminalizando-os por crimes que nunca cometeram.
    Prática secular dos que pretendem se eternizar no Poder.
    Demagógicamente, se postam ao lado dos pobres e pretos, a grande maioria, até atingir o Poder. No trono, se transformam em ditadores. E passam a usufruir as regalias, as benesses que ele lhes oferecem, facilitadas pela corrupção acompanhada da impunidade.
    A propósito, Rose Noronha não pegou carona nessa viagem? Afinal de contas, dona Marisa ficou em casa. E que passageiros mais distintos entre si, exceção ao poste e a quem o fincou. Talis e qualis.

  5. Doutor Prolegômeno Responder

    O que o assassino Castro dirá? Vai falar do paredón e de como matou pessoalmente os capitalistas puercos? É o fim da picada as contradições da esquerda afro-latrino-americana: num velório para um campeão dos direitos humanos, a homenagem de um ditador cucaracho nanico de um paiseco campeão de desrespeito aos direitos humanos. Chamem Al-Bashir e Assad para completar a trinca do mal.

  6. Parreiras Rodrigues Responder

    Tá esquisito. No 25o. aniversário da Constituinte Ulysses Guimarães, aquela que o Petê votou contra, Lula foi homenageado pela OAB e pela Câmara.
    Agora, no funeral do Homem que lutou pelo fim do separatismo na África, todos nós teremos que ouvir a mulher que incentiva a briga de classes aqui no Brasil, a elogiar Madiba.
    Jesus me abane!

  7. Os falsos heróis morrem com honrarias e louvores pelo que não fizeram…já os verdadeiros heróis morrem esquecidos e as vezes até malditos pela história!!!

Comente