Uncategorized

Nem Zeca Dirceu vai a ato pró-mensaleiros

Quem informa é Gabriel Castro, na Veja.com. Segundo o jornalista, o ato na manhã desta sexta-feira (13), além de esvaziado não atraiu nem o filho do ex-ministro Zé Dirceu, o deputado federal Zeca Dirceu (PT-PR).

A seguir a íntegra da reportagem da Veja:

PT faz ato esvaziado pró-mensaleiros

O ato do PT em defesa dos mensaleiros condenados, em Brasília, seguiu o roteiro esperado: muitos ataques à imprensa e ao Judiciário e nenhuma autocrítica. A manifestação, cansativa, não empolgou muitos militantes. O evento ocorreu no quinto congresso do partido, realizado em um luxuoso centro de convenções em Brasília, e estava marcado para as 10h desta sexta-feira. Às 11h, o presidente do partido, Rui Falcão, demonstrava impaciência: perguntou a um delegado dos organizadores por que o evento não havia começado. A resposta: “Vamos esperar encher um pouco mais”. O ato começou cerca de meia hora depois, com a maior parte das cadeiras vazias.

O filho de José Dirceu, o deputado Zeca Dirceu (PT-PR), era esperado mas não apareceu. Coube a Joana Saragoça, também filha do petista, a defesa do ex-ministro. O vereador goianiense Carlos Soares falou em nome de Delúbio Soares. José Guimarães, líder do PT na Câmara, representou seu irmão, José Genoino. O deputado João Paulo Cunha (SP), que deve ser preso em breve, também compareceu. Todos repetiram a mesma cantilena: atacaram o Judiciário e a imprensa.

Nenhum nome de peso marcou presença no ato: a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva estiveram apenas na abertura do congresso, nesta quinta-feira. Dilma, aliás, pediu que o ato de desagravo aos mensaleiros não acontecesse na sua presença.”

4 Comentários

  1. O que tem que parar é a mania de chamar o zé dirceu de ex ministro…. hoje êl é presidiário com muito orgulho levantando a mãozinha pra cima.

Comente