Uncategorized

Edson Campagnolo tem supersalário de R$ 40 mil

A nota “Indignação dentro da Fiep”, do blogueiro Karlos Kohlbach, aponta que “funcionários e diretores da Fiep esperavam um final de ano mais gordo. Aguardavam que o presidente Edson Campagnolo cumprisse a promessa que fez depois de eleito sobre o pagamento do PPR (Participação nos Resultados) para os funcionários. A justificativa foi que o TCU não aprovou. O que é uma meia verdade. Um funcionário do alto escalão da Fiep explicou de forma bem didática. O TCU liberou o pagamento do PPR para a Fiep e para o IEL. Mas o benefício não foi pago porque o TCU não autorizou o pagamento do PPR para os funcionários do Sesi e do Senai”.

“Campagnolo deve ter pensado então: ou ganha todo mundo ou ninguém – o que pode ser perfeitamente compreensível do ponto de vista da gestão de todo o sistema Fiep. Desmotivados, os funcionários têm reclamado nas rodinhas pelos corredores do alto salário recebido por Campagnolo – próximo dos R$ 40 mil mensais. Que, aliás, é a primeira vez na história do sistema Fiep que um presidente é remunerado. Fora um cunhado do presidente que é assessor na Fiep com um belo salário. Neste fim de ano, os diretores estão pulando de reunião em reunião porque os funcionários, descontentes, já não fazem esforço para bater as metas”.

12 Comentários

  1. TUDO FARINHA DO MESMO SACO

    EMPRESARIO, QUE ESTA DANDO SUA CONTRIBUIÇÃO PARA O SETOR, MAS, QUE RECEBE UM BOM SALARIO, TUDO POR UMA BOA CASA$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

  2. Só agora que saiu esta notícia?? Ele já ganha mais do que 40 mil, porque foi corrigido. As noticias no Paraná estão sempre um ano atrasadas.

  3. Roberto Kowalski Jr Responder

    Tudo isso é movido a impostos pago por quem trabalha. As empresas pagam… mas depois embutem nos custos dos produtos e serviços vendidos. O trabalhador, sempre ele, coitado, é que sustenta essa turma!

  4. Enquanto forem permitidos estes “compadrios governamentais” nunca haverá melhoria ética na política.

    É lastimável que os próprios empresários não se contraponham a este tipo de conchavo.

    Perdem toda a legitimidade para controlar ou exigir algo dos poderes públicos.

    Compadrio e interesses personalíssimos – os males do Paraná são!!!

  5. antonio carlos Responder

    O presidente do clube dos milionários até pode ganhar esta grana toda, ele não é pago com o nosso dinheiro. Difícil aceitar são os salários pagos para os marajás da Câmara de Vereadores, estes sim pagos com o nosso dinheiro. E ainda temos que aguentar o abobrol de servidores públicos ganhando salários de dar inveja até nos seus empregadores.

  6. Fiep, Edson é mais um que está mamando na teta Federação das Indústrias do Paraná, há nessa instituição outros super salários, e tem mais há lideres que usam dos seus cargos para serem Don Juan, arrumam a vida das mulheres em troca de paparicação. O SESI está terceirizando tudo o que pode para sobrar mais grana aos cofres, porém perde em qualidade. Se eu fosse escrever tudo o que sei dessas casas que criam regras para beneficiar uma minoria iria falta espaço. E pregunto, por que o TCU e os outros órgãos responsáveis por fiscalizar não realizam uma auditoria nos cofres, nos projetos que as casas tocam, a verba vai pra outros fins e no final os projetos e programas tem que parar por falta de R$, ou melhor porque foi desviado para outro fim. Até quando os trabalhadores serão deixados de lado? Pois é assim que está esta instituição atendendo apenas os interesses dos empresários! Isso é Brasil!

  7. Sim, o sistema FIEP é corrupto mesmo.Digo que seus gestores mafiosos, com nepotismos, forjando documentação para agradar empresas ligadas aos sindicatos patronais, gerentes de unidades sem competência sendo nomeados por apadrinhamento (vide Irati) que absurdo! Cobra do goveerno menos impostos mas são os primeiros a serem corruptos!

  8. Os Sindicatos sabem disto? Pois eles elegeram este Presidente. Qual foi o valor da caixinha?

Comente