Uncategorized

Gleisi não mexe um dedo por Néfi Cordeiro

Do Ricardo Boechat:

Escolha difícil – As listas tríplices em poder de Dilma Rousseff para a escolha de novos ministros do STJ e do TST escondem por trás do currículo de cada candidato parentescos e padrinhos poderosos. Na primeira corte, por exemplo, o desembargador Luiz Gurgel, de Pernambuco, que encabeça a relação (23 votos), tem o apoio do futuro presidente da corte, Francisco Falcão. Néfi Cordeiro, (19 votos), do Paraná, conta com o atual número 1 do STJ, Félix Fischer – mas não com a simpatia do casal Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo. Italo Mendes (16 votos), de Brasília, é primo do ministro Gilmar Mendes (STF).

1 Comentário

  1. Exemplar a carreira na magistratura do Dr. Néfi.
    Conhecemo-lo quando ainda Oficial da Polícia Militar do Paraná.
    Não fomos subordinado direto dele, mas sempre gostei de me espelhar em profissionais que fazem carreira de verdade, que progridem, que são exemplares.
    Ainda o veremos nas mais altas esferas do judiciário, disso tenho certeza.

Comente