Uncategorized

Gleisi é omissa, diz Eduardo Campos

Na Folha de S. Paulo de hoje, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), acusou o governo federal e, indiretamente, a ministra Gleisi Hoffmann (Casa Civil), de “esperar o pior acontecer” para agir no Espírito Santo, onde 24 pessoas morreram e mais de 60 mil pessoas deixaram suas casas por causa da chuva.

No seu perfil no Facebook, Campos escreveu que, em março de 2012, o então ministro da Integração, Fernando Bezerra (PSB-PE), apresentou a Gleisi a minuta de Medida Provisória para facilitar o acesso a recursos por municípios atingidos por desastres naturais. A MP foi publicada no “Diário Oficial” da última quinta-feira.

“Sempre digo que não adianta colocar uma tranca na porta da sala depois que o ladrão já assaltou a casa. […] Infelizmente, em Brasília ainda é regra esperar o pior acontecer para tomar alguma medida. […] A MP foi publicada somente agora, depois de passar quase dois anos parada”, escreveu Campos.

“Foi preciso que uma tragédia se abatesse sobre o Espírito Santo para que finalmente o processo avançasse. Ou seja, o governo não encontrou uma solução rapidamente; a solução estava na mesa, esperando para ser lida há dois anos. Este é o tipo de ineficiência administrativa que o brasileiro se cansou de ver, e que mostra que Brasília continua morando num Brasil bem diferente daquele que viu o povo ir às ruas no meio do ano”, afirmou o governador.

1 Comentário

Comente